Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Requintada e Primaveril volta.

Quarta-feira, 13.01.16

Cumprida a rigor e com chegada à hora exata, foi uma manhã como há muito não defrutavam José Cavaca, Fernando caetano, João Farias,Armando Oliveira, Pedro Santos, Tiago Rodrigues, André AscensãoHenrique Manso.

 

Partida da Covilhã às 8:30

 

Passagem junto ao Parque Industrial do Fundão.

 

Variante ao Fundão deu origens a algumas fugas.

 

Lá vão as motas...

 

No início da Gardunha o Pelotão Cavaca rodava agrupado.

 

Passagem no ponto alto da Volta... 750 metros de altitude, Gardunha.

 

Pelotão Cavaca pela aldeia da Orca.
Como todas as aldeias do Interior, também esta ficou muito desertificada devido há emigração, dai ter uma população envelhecida. A população mais idosa, têm como meio de sobrevivência a agricultura e as reformas. Aqui existe muita criação de ovinos e caprinos daí ser conhecida pelo bom queijo. A principal agricultura é a batata, o azeite e o vinho.

 

Pelotão Cavaca na EN 233

 

Pedalava-se agora rumo a Proença a Velha.

 

Pelotão Cavaca esta manhã em Proença a Velha.
Este é o antigo centro medieval com o seu Pelourinho. Ainda mantém a sua centralidade passados que são quase oitocentos anos sobre a atribuição do seu primeiro foral, datado de 1218.

 

Em Medelim, terra dos balcões.

 

Aldeia de Monsanto à nossa frente.

 

Aldeia de Salvador à vista.

 

Alto de Salvador.

 

Pelotão a dar entrada em Penamacor.

 

Estas são as cativantes retas de Penamacor para a Capinha.

 

E tá quase feita...

 

Algumas escaramuças finais...

 

Com a Covilhã á vista e perfeitamente dentro do horário, 13:15, terminava a nossa manhã velocipédica.

Mais uma vez muito obrigado aos amigos que fizeram parte.

 

Amigos, eis o nosso Pelotão a ganhar forma... junta-te também a nós.

 

Sábado há mais ciclismo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 14:03