Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Recebidos como Reis em Pomares pela Rainha Glória Marques e marido o Sr António.

Sábado, 09.03.19

A imagem pode conter: 9 pessoas, incluindo Gonçalo Ferraz, Jose Almeida, Glória Marques, Henrique Manso, Kevin Sá, Paulo Jorge e José Cavaca, pessoas a sorrir, pessoas em pé, sapatos, calções, ar livre e natureza

Amigos, há voltas e há as Voltas, esta foram simplesmente 162 km com 2600 m de acumulado e passagens por aldeias lindíssimas como Vide, Alvoco das Varzeas, Avelar, Aldeia das Dez, Gramassa, Val de Torno, Agroal, a Rainha Pomares, Avô entre outras.

 

A imagem pode conter: Toni Ferreira, bicicleta e ar livre

Pelotão Cavaca às 7:45 dava início à etapa de Pomares.
Fresquinha partida, 5, graus.

 

A imagem pode conter: céu e ar livre

Terra do Amor, Pelotão rumo às Pedras Lavradas e Pomares.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, montanha, árvore, bicicleta, ar livre e natureza

Rumo a Pomares com a nossa Estrela na Vanguarda ainda com neve.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, montanha, céu, ar livre e natureza

Pedras Lavradas... agora descer para Vide.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, ar livre e natureza

... fotografar e ser fotografado...

 

A imagem pode conter: montanha, céu, ar livre, natureza, texto e água

Vide.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas a andarem de bicicleta, planta, ponte, árvore, céu, bicicleta, montanha, relva, ar livre e natureza

Alvoco das Várzeas foi inicialmente um curato dependente de Penalva de Alva, a cujo concelho pertenceu, até à sua extinção em 1853. Posteriormente, foi anexada pelo concelho de Sandomil e com a extinção deste último, transitou para o concelho de Oliveira do Hospital, a 24 de Outubro de 1855. 

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas a andarem de bicicleta, bicicleta e ar livre

Pelotão Cavaca na estradinha que liga Alvoco a Avelar.

 

A imagem pode conter: pessoas a andarem de bicicleta, bicicleta e ar livre

*****

 

... beleza... subir para Avelarr.

 

A imagem pode conter: céu, casa, árvore e ar livre

Aldeia de Avelar... povoação secular, pertencente à Freguesia de Aldeia das Dez. Durante as décadas de 1980 e 90, existiu uma migração massiva para os centros urbanos. Apesar deste facto, no presente, tem existido um movimento inverso com a fixação de um crescente número de pessoas na aldeia, talvez por Pelotão Cavaca fazer por isso

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas a andarem de bicicleta, árvore, céu, bicicleta e ar livre

Pelotão Cavaca esta manhã a dar entrada na Aldeia das Dez.
Uma aldeia risonha e encantadora, sobranceira ao rio Alvôco. Toda ela parece um demorado miradouro, com vista privilegiada para as serras envolventes. 

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, bicicleta e ar livre

Colorimos e somos Coloridos... em Aldeia das Dez.

 

 

A imagem pode conter: Gonçalo Ferraz, a sorrir, bicicleta e ar livre

O homem do dia... depois de ser mordido por um cão, ainda resistiu até Aldeia das Dez... já está tudo OK.

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, ar livre e natureza

O Fotógrafo do dia... ninguém lhe mordeu mas fez-nos muita mossa!!! 

 

 

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, bicicleta e ar livre

Pela ímpar beleza de Goulinho.

 

A imagem pode conter: céu, árvore, casa e ar livre

Passagem no Santuário de Vale de Maceira.
Situado a meia encosta do cume do Colcurinho, é um conjunto naif erguido no início do século XX e formado pela igreja e pequenas capelas com cenas da vida de Cristo à semelhança dos grandes santuários barrocos do Norte de Portugal. É alvo de grande devoção popular e local de uma das romarias mais concorridas da região. A romaria realiza-se no Domingo do Espírito Santo.
 

 

A imagem pode conter: céu, montanha, ar livre, natureza e texto

Vale de Maceira.

 

A imagem pode conter: montanha, ar livre e natureza

Pelotão Cavaca a entrar na aldeia de Gramassa... esta bonita aldeia encontra-se acomodada entre granitos e xistos, onde a terra deixa completamente de ser chão para subir-se em montes.

 

A imagem pode conter: pessoas a andarem de bicicleta, árvore, céu, bicicleta, montanha, planta, ar livre, natureza e texto

... descida de Gramassa passando por Porto Silvado até Agroal... de tirar a respiração, raramente desce dos 18%, raramente.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, montanha, ar livre e natureza

Descida vertiginosa de Gramassa para Porto Silvado.

 

A imagem pode conter: montanha, ar livre e natureza

Esta é mais uma entre tantas lindas aldeias , escondidas nas nossas montanhas e que PelotãoCavaca vê e Mostra.... falo de Porto Silvado. 

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, bicicleta, montanha, ar livre e natureza

Pelotão Cavaca e a aldeia de Vale do Torno ao fundo.
Foto Paulo Jorge.

 

A imagem pode conter: pessoas a andarem de bicicleta, bicicleta, árvore, montanha, ar livre e natureza

Na imensa descida a catarata se suicida...
Se há subidas duras, também há descidas que não ficam atrás.

 

A imagem pode conter: planta, montanha, árvore, relva, ar livre e natureza

 Entre Porto Silvado e Vale do Torno.

 

A imagem pode conter: montanha, céu, relva, ar livre e natureza

Pelotão Cavaca esta manhã a chegar a Pomares.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e ar livre

Pelotão Cavaca chegava a Pomares e Glória Marques com o Sr António seu marido aguardavam por nós.

 

A imagem pode conter: 5 pessoas, incluindo Glória Marques e Jose Almeida, pessoas a sorrir, pessoas sentadas

Muito "Isostar" e barritas energéticas... faltavam ainda 75 km...

 

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas a sorrir, pessoas em pé e interiores

Há muitos, muitos anos que Pelotão Cavaca visita Pomares... e sempre, sempre foi aqui recebido como a primeira vez, Como Reis. 
Obrigado Pomares, obrigado Glória Marques.

 

A imagem pode conter: montanha, céu, relva, árvore, ar livre e natureza

O mundo é como uma roda gigante, roda roda e volta para o mesmo lugar... Voltaremos se Deus deixar.
Obrigado Gentes de Pomares.
 

 

A imagem pode conter: casa, céu, árvore, ar livre e natureza

Pelotão Cavaca a dar entrada em Avô.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e ar livre

Pelotão Cavaca também visitou Avô, uma bonita vila situada na zona Centro do País, banhada pelo Rio Alva e pela ribeira de Pomares que aqui tem a sua foz, no Pego de Avô, um pitoresco lago com uma ilhota no meio, sendo mesmo a Vila de Avô considerada como uma das mais bonitas Vilas do País. 

 

A imagem pode conter: bicicleta, céu e ar livre

Avô na hora da despedida...

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas a andarem de bicicleta, bicicleta, ar livre e texto

Passagem esta manhã pela segunda vez em Alvoco das Varzeas, desta vez com a nossa Estrela na Vanguarda.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, bicicleta, céu, montanha, árvore, ar livre e natureza

Passagem em Vide, onde a paisagem em que se insere se caracteriza por um relevo muito acidentado... Pelotão não olha a isso.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e ar livre

Última localidade de passagem do dia, Tortosendo.
Agora vamos lá preparar a Domingueira, porque Pelotão não para.

 

A imagem pode conter: 5 pessoas, incluindo Antonio Gomes, Sergio Duarte Rodrigues, Hugo Morais e Jose Almeida, pessoas a sorrir

Cafezinhos hoje foram oferta de Henrique Manso eJosé Cavaca.

 

A imagem pode conter: 8 pessoas, incluindo Jose Almeida, Glória Marques, Henrique Manso, Kevin Sá, Paulo Jorge e José Cavaca, pessoas a sorrir

Pelotão Cavaca ordenado após etapa de Pomares.

 

Amanhã é às 8:30 nos Arcos rumo ao Fundão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 17:37


3 comentários

De Belchior Antunes a 09.03.2019 às 20:24

Amigo José Cavaca , bela palavras sobre esta volta .
Muito obrigado por mais uma vez voltarem a Pomares . Desta vez acrescentando dificuldade !
Grande abraço para o Pelotão Cavaca

De Glória Marques a 09.03.2019 às 20:25

É bom receber na nossa casa quem gosta de nós. Obrigados pela visita e pela vossa amizade.

De António Manuel Silva a 10.03.2019 às 07:41

Tenho muita pena de não poder ter estado na minha terra para também vos receber como merecem! Um grande abraço para todos e em especial ao amigo José Cavaca!

Comentar post