Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Preciosa volta por Rio de Mel.

Sábado, 30.01.16

Os contemplados com um percurso recheado de aldeias desconhecidas por parte de alguns, Joao Fernandes, Henrique Manso, Miguel Ângelo, João Farias, Luis Filipe Selidónio Oliveira, Pedro Esteves, Tiago Rodrigues, João Deus, Manuel Rodrigues, José Cavaca e Ricardo Morais.
145 km inundados de paisagens magníficas.

 

Nascer do Sol no Periferia para uma volta inundada de paisagens magníficas... a partida não fugiu à regra.

 

Primeiras pedaladas bem necessárias para aquecimento.

 

Pelotão Cavaca à passagem por Unhais da Serra.

 

Perto do Cruz. da Erada continuava a carimbar panorâmicas de rara beleza.

 

A nossa boa e cativante estrada das Pedras Lavradas.

 

Pelotão Cavaca esta manhã à imagem da passada Quarta Feira, aqui com registo e lembrança do amigo Paulo Alexandre Rodrigues.

 

Pelotão à passagem pelo alto das Pedras Lavradas.

 

Deste ponto era bem visível o ponto entre Rio de Mel e alto de São Gião, local que brevemente passariamos.

 

Mas,,, a vergonha continua.

Nem sei se é uma anedota tornada realidade, se uma realidade anedótica.

Uma faixa caiu há cerca de 2 anos,,, e há cerca de 4 mêses resolveu-se a situação...

Simples, prático e seguro,,, fechou-se a estrada!

Portugal no seu melhor.

 

De novo a dar ao pedal.

 

Passagem em Vide.

 

Pelotão já a devorar a subida para Rio de Mel.

 

Pelotão em Silvadal.

 

Alguns apanharam boleia.

 

Entrada em Rio de Mel.

 

Esta é a linda aldeia de Rio de Mel.

 

Vamos para São Gião.

 

Esta é a subidinha entre Rio de Mel e o alto de São Gião, precisamente a assinalada na foto da Panorâmica. Lindo, lindo, belíssima!

 

Antes do alto de São Gião, as paisagens obrigam a parar.

 

 Amigos, do alto de São Gião é bem visível o Monte Colcurinho... para muito muito breve a escalada a este monte que se situa a 1242 Metros Altitude.
Ao longo do trajecto é possível admirar a flora local, infelizmente destruída pelos incêndios, mas que se encontra actualmente em fase de regeneração, e a fauna onde se destacam os corvos, perdizes, rolas, coelhos e raposas.

 

Entrada do Pelotão em São Gião.

 

Uma panorâmica de São Gião.

 

Pelotão já na EN rumo a Penalva de Alva.

 

Paragem em Penalva de Alva.

 

Pelotão Cavaca hoje visitou Penalva de Alva, uma povoação bastante antiga, não se conhecendo quando nem por quem fundada. A povoação é tão antiga que foi sede de concelho antes de 1140, recebendo a 1ª carta de foral atribuida por D. Afonso Henriques, quando ainda era infante.

 

Agora venha de lá a mais bonita...

 

São Sebastião da Feira... adoro.

 

Mas com tanta beleza a coisa parecia estar a atrasar...

 

Passagem em Alvoco das Varzeas.

 

Alvoco das Varzeas, Aldeia entre a Serra da Estrela e a Serra do Açor também foi palco de passagem do Pelotão Cavaca.

 

Pequena paragem em Vide para repor energias.

 

O ídolo do dia, o prémio da combatividade vai direitinho para o grande amigo Joao Fernandes.
Parabéns pela coragem e ousadia.

 

E esta está a chegar ao final... com alguma tristeza.

 

 

Pelotão Cavaca ordenado após etapa maravilha por Rio de Mel.
Digno de registo:
Tiago Rodrigues sobe ao 2º lugar.
Henrique Manso sobe de 4º para 3º lugar.
João Deus sobe de 10º para 8º lugar.
Manuel Rodrigues, quem diria, ocupa já o 10º lugar.
Ricardo Morais subiu de 18º para 13º lugar.
Joao Fernandes subiu de 31º para 21º lugar.
Restantes mantiveram-se.

 

 

Amanhã às 8:30 nos Arcos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 17:03


1 comentário

De João Fernandes a 30.01.2016 às 20:55

O ídolo de todos os dias e o José Cavaca. Pelo trabalho e empenho em manter o pelotao unido e forte. Parabéns também pela força.

Comentar post