Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pela Malcata, das mais belas do ano!!!

Quarta-feira, 09.05.18

Foto de José Cavaca.

Os protagonistas beneficiados desta etapa José Cavaca, Paulo Jorge,Henrique Manso e o nosso amigão Luis Carlos Moita.
127 km de muito nível!

 

Foto de José Cavaca.

Passagem na Sra do Carmo às 8:00

 

Foto de José Cavaca.

Ponte São Sebastião em Caria.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca a dar início à subida para o alto de Alagoas.

 

Foto de José Cavaca.

Alto de Santo Estevão.

 

Foto de José Cavaca.

Alto de Alagoas, Sabugal, ponto alto da volta.

 

Foto de José Cavaca.

Paulo Jorge à passagem pela Barragem do Sabugal, Malcata.

 

Foto de José Cavaca.

Freguesia da Malcata, local dos cafezinhios, hoje oferta do nosso amigo Luis Carlos Moita.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca a dar entrada no parque Natural da Serra da Malcata.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca a pedalar pela Reserva Natural Serra da Malcata. Uma área protegida de Portugal, localizada na região da Beira Interior, abrangendo parte dos concelhos de Penamacor (Distrito de Castelo Branco) e Sabugal (Distrito da Guarda), junto à fronteira com a Espanha. Tem uma área de 16.348 ha.

 

Foto de José Cavaca.

Hoje pedalamos por esta maravilha, Serra da Malcata. É a sétima elevação de Portugal continental. Ali nasce o rio Bazágueda, afluente do Erges, parte da rede hidrográfica do Tejo. O relevo é ondulado, com presença de bosques e áreas de matagal mediterrâneo.

 

Foto de José Cavaca.

A reserva da Malcata foi criada em 1981 para servir de santuário para o felino mais ameaçado do mundo, o lince-ibérico (Lynx pardinus). Actualmente acredita-se que o lince esteja quase extinto na reserva, ainda que a área possa no futuro ser utilizada como área de reintrodução.

 

Foto de José Cavaca.

Entre as espécies animais importantes presentes no parque encontram-se o gato-bravo (Felis silvestris silvestris), o javali (Sus scrofa), a raposa-vermelha (Vulpes vulpes), a gineta (Genetta genetta) e outros. Destaca-se a cegonha-preta (Ciconia nigra), uma espécie rara em Portugal. Todas as espécies de anfíbios existentes em Portugal continental estão representadas na reserva.

 

Foto de José Cavaca.

Na Malcata um pesado bem atestado...

 

Foto de José Cavaca.

É ainda possível na Reserva Natural da Serra da Malcata,
pedalar por entre uma paisagem inigualável, onde a presença humana é pouco sentida e a cada passo se encontram animais raros e uma flora que recorda as antigas florestas mediterrânicas.

 

Foto de José Cavaca.

No início dos anos 90 existiam cerca de 1000 linces ibéricos distribuídos por 9 núcleos populacionais em Portugal e Espanha. Hoje são apenas 2,Henrique Manso e Paulo Jorge.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão na despedida à aldeia de Quadrazais.

 

Foto de José Cavaca.

Cidade do Sabugal também foi palco da nossa passagem.

 

Foto de José Cavaca.

Toda esta manhã bem recheada de beleza que a Mãe Natureza tem para nos oferecer...

 

Foto de José Cavaca.

Com tamanha beleza que a Primavera nos oferece, são muitos os motivos para programar este tipo de voltas.

 

Foto de José Cavaca.

Um bonito seguidor esta manhã... 30 km/h.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca à passagem pelo Escarigo.
Esta dedico ao amigo Paulo Carrola, João Carrola,Isabel Almeida e Maria Almeida com um forte abraço ao nosso estimado Francisco Carrola e Esposa.

 

Foto de José Cavaca.

Covilhã à vista às 12:45 e final de uma das mais belas voltas do ano... Bem haja a todos os que desfrutaram desta manhã maravilha.
Sábado vamos ao Rosmaninhal, mais de 200 km bem necessários para a etapa de Lisboa.
 
Foto de José Cavaca.
Pelotão Cavaca ordenado após etapa maravilha da Malcata.
A registar a entrada do nosso amigo Luis Carlos Moita para o 30º lugar.
Restantes reforçam posições.

 

 

Post em execução... aguarde.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:39