Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



... mais uma, MAIS UMA SETE ESTRELAS...

Sábado, 03.04.21

Pode ser uma imagem de 2 pessoas, incluindo Antonio Gomes, pessoas em pé e ao ar livre

Miguel Ângelo, Sergio Rodrigues, Paulo Jorge, José Cavaca, António Miguel Tourais Nogueira, Marco Ribeiro e Antonio Gomes.
106 km a Colorir Estradas de Portugal!

 

Pode ser uma imagem de em pé, bicicleta e estrada

Pelotão Cavaca esta manhã a dar entrada numa cidade serrana muito especial... Covilhã.

 

Pode ser uma imagem de bicicleta e estrada

Chegar à Covilhã traduz-se em, pelo menos, seis vantagens: conhecer a indústria dos lanifícios e o patrimônio judaico de grande valor deixado na região, vestir um casaco de lã fabricado aqui mesmo, respirar fundo o bom ar da Serra, aproveitar as águas termais e praticar atividades ao ar livre como o Ciclismo!

 

Pode ser uma imagem de estrada

A pedalar em Vila do Carvalho, elevada à categoria no dia 24 de Agosto de 1989.

 

Pode ser uma imagem de 1 pessoa, em pé, bicicleta e ao ar livre

Cafezinhos esta manhã em Unhais da Serra foram oferta de Sergio Rodrigues.
Bem Haja amigo.

 

Pode ser uma imagem de bicicleta, rua e estrada

A pedalar em Unhais da Serra... Terra do Amor...

 

Pode ser uma imagem de bicicleta, natureza e estrada

... dá para pensar... ou pelo menos questionar.
Se for um "grupo" de ciclistas que até já temos visto por aí a pedalarem juntos, na boca de alguns são uns heróis... se for o Pelotão 
Cavaca, são uns irresponsáveis...
... a inveja é tramada!!!

 

Pode ser uma imagem de 1 pessoa, bicicleta e ao ar livre

Que seja infinito o que nos faz bem...

 

Pode ser uma imagem de em pé e natureza

Respirar fundo e apreciar a paisagem.
Eis um dos segredos do ciclismo que poucos desfrutam.

 

Pode ser uma imagem de 1 pessoa, bicicleta e montanha

Sobral de São Miguel, o coração do xisto.
Os seus habitantes consideram que a aldeia é o "Coração do Xisto". A sua relação com o xisto é por demais evidente. Mas não só da pedra se construiu esta povoação. Vale a pena descobrir os pequenos tesouros que Sobral de São Miguel esconde.

 

Pode ser uma imagem de ao ar livre

Pelotão Cavaca em Casegas.
Correm diferentes teorias sobre a origem do topónimo Casegas: uma dá-o como resultante da junção de um nome comum, casa, e de um sufixo diminutivo de ressonância castelhana (“do espanhol casegas, casinhas, que se lê cacegas“- escreveu em 1907 Pedro Augusto Ferreira); outras dão-no como a associação de um nome próprio (Egas) a um nome comum - que para alguns estudiosos veio por intermédio do leonês cas, para outros veio directamente do latim casa, e para outros de casal, havendo ainda divergências na admissão ou não de uma antiga relação (de propriedade ou posse) entre os dois nomes, feita à custa da preposição “de”, com ou sem elisão: cás / casa / casal Egas, ou cás / casa / casal de Egas / d´Egas.

 

Pode ser uma imagem de céu, árvore, natureza e massa de água

Lindíssima esta aldeia, Casegas. Pena as estradas não serem convidativas a mais visitas, principalmente quem vem do lado de Sobral de São Miguel.

 

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas, pessoas em pé e ao ar livre

... perderam a pedaleira do Marco Ribeiro... pensa-se que pode ter sido levada pela corrente do rio... buscas recomeçam amanhã às 8:30.

 

Pode ser uma imagem de em pé, bicicleta e estrada

... e pronto amigos, esta já está...

 

Pode ser uma imagem de céu e montanha

Amanhã temos passagem em Aldeia do Souto.
Deve de facto, significar uma "aldeia" lavrada (sentido de território agrário) em sentido antigo era (e ainda hoje não desapareceu de todo, pelo menos literariamente) o de mata de quaisquer árvores selvagens".

Partida dos Arcos às 8:30
Sra do Carmo 9:00

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 15:08