Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Homenagem a Pedro Rodrigues.

Domingo, 15.09.13

Pedro Miguel Jesus Rodrigues, 41 anos, foi mais uma vítima mortal entre bombeiros.

Entre um momento e outro, Pedro Rodrigues morreu, apanhado pelas chamas. Segundo alguns relatos, o bombeiro estava a tentar evitar que as chamas atingissem uma habitação. No combate a um incêndio, a prioridade é proteger pessoas e bens. Estava acompanhado por mais três bombeiros. Mas o vento traiu-lhe, deixando-o isolado. Não pode fazer mais do que enrolar-se sobre si próprio, no chão.

“O bombeiro estava devidamente enquadrado por uma equipa, havia uma estratégia bem definida, mas houve uma alteração do vento que o separou dos colegas, que ainda lhe gritaram. Não conseguiu. São anormalidades que acontecem aos mais bem formados”.

 

Concentração frente aos Bombeiros Voluntários da Covilhã para se percorrer simbolicamente o ultimo percurso de Pedro Rodrigues.

 

Este foi o nosso pelotão que manifestou empenho e espírito para estar presente na digna e merecida homenagem ao nosso Bombeiro Pedro Rodrigues. Mais colegas se juntaram posteriormente a esta iniciativa.

 

Partida da Covilhã rumo ao Peso. 

 

Passagem do Pelotão frente à UBI na Covilhã.

 

A estrada foi pequena para acolher os amigos e companheiros do bombeiro, que quiseram prestar esta homenagem a Pedro Rodrigues, de 41 anos.


Pelotão de amigos prestes a entrar no eixo TCT.


Início do eixo TCT.

 

Em paralelo com o ciclismo, também houve uma caminhada que teve iníco às 6h 30m.

 

Pelotão no eixo TCT, respeitosamente comandado pelos Bombeiros Voluntários da Covilhã.


Próximos do Tortosendo.


No Dominguiso. A imagem e elementos Provideo na justa Homenagem.


Frente do pelotão que está a fazer o trajecto entre o Quartel dos Bombeiros da Covilhã, e o local onde ocorreu a tragédia na aldeia do Peso.


Hoje não me é possível nomear os amigos que fizeram parte desta Homenagem.

As imagens falam por si.


Muito próximos do Peso.


Chegada à aldeia do Peso, Covilhã.


Todos a pé até ao local que há precisamente 1 mês tombou em combate Pedro Rodrigues.


Depois de estacionadas todas as bicis...


... teve início a cerimónia.


Fernando Lucas e Joaquim Matias proferiram algumas palavras que causaram muita emoção.


Foi um herói que tombou em combate", desabafou, lavado em lágrimas, o comandante Fernando Lucas da corporação da Covilhã.


Penso ser o irmão de Pedro Rodrigues que coloca um ramo no local que faleceu seu irmão.


Mais populares tiveram gestos dignos e de respeito ao nosso Bombeiro Pedro.


Quase no final da cerimónia.

 

Pedro Rodrigues, Bombeiro da Covilhã, deu a vida pela comunidade.

 

Eis a nossa lista de participações.

 

 

ESTA SEMANA HÁ CICLISMO

QUARTA E SEXTA FEIRA

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:46


2 comentários

De José Azevedo a 15.09.2013 às 20:32

Viver riscos para salvar vidas, deixar de pensar em si, e pensar na vida do outro, que necessita de socorro...
Acordar a cada dia com a missão de salvar vidas, colocando em risco, a sua própria vida...
É certo que todos corremos riscos consciente ou não... Mais a profissão de bombeiro é risco constante, onde vivem a satisfação de salvarem vidas, e serem consagrados como heróis, onde enfrentam a angustia e a tristeza de fracassarem diante de sua missão, e ver todo esforço de salvar alguém se partir em lágrimas...linda homenagem que os ciclistas fizeram a este bombeiro,e a todos os outra bombeiros que perderam a vida.

De céu amaro a 25.11.2013 às 12:04

Eras excelente, 1 grande amigo. Tenho muitas saudades. 1 grande beijão e 1 grande abraço para onde quer que estejas. Da tua prima Céu

Comentar post