Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Volta das Cerejeiras em Flor, um assombro.

Quarta-feira, 17.04.13

Tiveram a faculdade de poder desfrutar desta manhã cheia de cores vivas...

José Cavaca, Toni Ferreira, José Carlos, Paulo Rodrigues, Armando Oliveira, Gonçalo Rito, e Fernando Caetano. Juntaram-se ainda a este colorido, António Silva e João Santos.

Foram 107km cheios de brilho e cor, com temperaturas a chegar aos 26 graus!


Partida da Covilhã às 8 horas. Previa-se uma manhã quente, o que veio a acontecer.


Entre a Covilhã e o Fundão, a surpresa do nosso amigo Paulo Rodrigues,,, BEM VINDO!


Próximos do Souto da Casa começava a cheirar a flor de cerejeira.


Assim que se começou a subir, o panorama era este.


A nossa Cova da Beira hoje tinha outro encanto.


Para quem não sabe...

Flor de Cerejeira significa a beleza feminina e simboliza o amor, a felicidade, a renovação e a esperança. É uma flor de origem asiática, conhecida como “Sakura”, a flor nacional do Japão, onde estão documentadas mais de 300 variedades de cerejeiras.


O início da floração das cerejeiras marca o fim do inverno e a chegada da primavera. São aguardadas com ansiedade pelos japoneses, que organizam em todo o país diversas festividades em torno do “Hanami” (ato de contemplação das cerejeiras em flor que deixam a paisagem deslumbrante).


Falar em Cereja e não passar em Alcongosta, não era a volta das Cerejeiras em Flor.


Até o nosso amigo Gonçalo Rito quis connosco partilhar esta manhã.


Obrigado Gardunha e Alcongosta pela beleza que nos ofereceste esta manhã.


Depois foi descer até aos Enxames.


Pedalava para os Três Povos quando o amigo António e João Santos nos surpreendeu.


Passagem na terra do amigo Francisco Carrola, Escarigo.


Esta estrada entre Escarigo e Casteleiro é um autêntico Jardim...


Oferece-nos imagens muito singulares,,, aqui um pastor muito original.


Mas a nossa colorida volta estava a finalizar.

Deixo-vos com fotos individuais da nossa passagem na Gardunha.


Começo com o Zé Carlos por ter alguma ligação à flor da cereja. Não sei se é do teu conhecimento, mas no estado de São Paulo, apenas três variedades de cerejeiras tiveram sucesso. São elas: Okinawa, Himalaia Yukiwari.


Ao amigo Armando,,, que bem lhe fica o vermelho neste mar de flores brancas.

Aproveito para te dar os parabéns pelo sucesso velocipédico entre Covilhã e Lisboa.


Ao amigão Paulo Rodrigues, o nosso obrigado pela surpresa desta manhã.


Pensei que o cheiro das flores travassem o Toni, mas está imparável!


É um regalo ver o entusiasmo com que Fernando Caetano vive as nossas voltas.


Ao amigo Gonçalo Rito, o nosso Bem-Haja por aproveitar as pequenas folgas para nos fazer companhia.


Faltava eu. Para quem me conhece, sabe que adoro o ciclismo e quem o pratica.


Finalizo com a nossa habitual lista de amigos, após esta manhã de flores!

 

MAIS CICLISMO NO PRÓXIMO SÁBADO.

 

VAMOS AO CRISTO REI.

(Figueira de Castelo Rodrigo)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:58


1 comentário

De paulo rodrigues a 18.04.2013 às 13:44

Boa tarde Sr. Cavaca e restantes APPPP,
voltinha fantástica envolta de muito boa disposição.
Obrigada pelo convívio.
Abraço e sábado também quero ir ao Cristo Rei.
Paulo Rodrigues

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.