Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Covilhã-Palmela, 302km souberam a pouco.

Segunda-feira, 22.10.12

cavaca 1

 José Cavaca, Francisco Romão, e Armando Oliveira, foram os elementos que saíram da Covilhã rumo a Palmela. António Lebre e Sebastião Aparício foram os extraordinários corajosos que às 6h da manhã se deslocaram para o ponto de partida, para nos fazerem companhia até C. Branco.

 

cavaca 2

A nossa partida da Covilhã às 6h 30m. Muito nevoeiro e 1 grau positivo.

 

cavaca 3

No alto da Serra da Gardunha começava a aclarar o dia.

 

 cavaca 5

Perto da Soalheira os primeiros raios Solares davam-nos os bons dias.

 

cavaca 6

E agora sim, podia ver bem o Aparício...

 

cavaca 8

E o António Lebre!!! 

Grande gesto,  de dois grandes aliados.

 

 cavaca 10

A nossa passagem em Castelo Branco.

 

cavaca 11

Entrada em Vila Velha de Rodão.

O concelho de Vila Velha de Ródão fazia parte da Herdade da Açafa, doada aos templários pelo Rei Sancho I em 1189, e o seu povoamento é anterior à formação da nacionalidade. Não se lhe conhece foral.

 

cavaca 12

Após passarmos a ponte, o primeiro aquecimento do dia. A Serra de Rodão.

 

cavaca 13

Pelas 10h 15m entravamos no Alentejo!

 

cavaca 14

Nisa.

É sede de um município com 573,93 km² de área e 7 450 habitantes, subdividido em 10 freguesias. O município é limitado a oeste e norte pelo município de Vila Velha de Ródão, a leste pela Espanha, a sueste por Castelo de Vide, a sul por Portalegre, a sudoeste por Gavião e a noroeste por Mação. 

 

cavaca 15

Francisco Romão, descontração e muita vontade em completar esta tirada.

 

cavaca 16

A linda aldeia de Arez.

A aldeia é cindida, a meio, por uma importante estrada, baldeando a toda a hora um sbstancial movimento rodoviário de Lisboa, Ribatejo e Alentejo para as Beiras e vice-versa, o que lhe confere uma falsa representação de progresso, aliás, um pouco à guisa de Tântalo: vendo-o, quase nada usufrue dele; servindo, jaz des-servida, apenas uma fugaz afora ruídos impertinentes e fumos fedorentos que mal presumo - serão em tudo nada toxígeneos. 

 

 cavaca 17

Agora rolava-se nas longas retas de Rosmaninhal en direção a Ponte de Sor.

 

cavaca 18

Mas, a 5km de Ponte de Sor o encontro com mais dois grandes destemidos.

O grande amigo  de longa data Mário Fernandes, e o colega Carlos Matos.

Saíram de Lisboa para virem a nosso encontro, e acompanharem-nos até Coruche.

 

cavaca

Carlos Matos, homem de 60 anos com uma condição física invejável.

Quando for grande gostava de ser assim.

 

cavaca 19

Alegres e festivos cumprimentos, foram para mim momento excecional.

 

cavaca 20

Em Ponte de Sor uma pequena paragem para repor alguns líquidos.

 

cavaca 21

E o registo do momento com o Mário Fernandes, que também já pedalou na Volta a Portugal.

 

cavaca 22

Novamente sapatos nos pedais, e toca a pedalar agora rumo a Couço.

 

cavaca 23

Mas outra surpresa nos aguardava. O amigo Silvério Correia vinha de Lisboa com os olhos bem afinadinhos para nos ver e registar o momento.

Confesso que para mim foi uma alegria excedente, e tal como ele afirma ter visto em nós uma "alegria a brotar por todos os poros", eu vi no Silvério, a felicidade que gozou por partilhar connosco, mesmo que por breves minutos, esta nossa aventura.

Grande Silvério, o nosso muito obrigado pelo gesto!

 

cavaca 24

Mas a seguir a Coruche, os amigos Mário Fernandes e Carlos Matos tiveram que seguir outra direção. Nós aqui viramos à esquerda para Malhada Alta e Canha.

Muito agradecidos ficamos pela companhia e pela grande ajuda nas longas retas de Coruche.

 

cavaca 25

Passagem em Canha. Aqui já cheirava a Palmela.

 

cavaca 26

E à passagem por Poceirão já se lamentava o fim tão repentino da "tirada".

O Armando Oliveira chegou mesmo a afirmar, "que pena já estar a terminar".

 

cavaca 27

Chegada a Palmela com 290km. Ainda fomos até Pinhal Novo para atingir os 302km.

 

A todos os que nos acompanharam, e que de tantas formas nos deram ânimo, o nosso muito obrigado, pois era sempre com alegria que ouvia-mos a voz de um amigo ao telefone a dizer que "essa já tá quase no papo".

 

Companheiros, só tenho uma mente, mas tenho nela milhares de estradas para percorrer com verdadeiros amigos.

 

"ESTA JÁ ESTÁ, VENHA A 5ª COVILHÃ-PALMELA".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 10:23


11 comentários

De Francisco Romão a 22.10.2012 às 14:26

Quem faz esta, faz qualquer uma. . . . . . .
Haja tempo e paciência para manter o equilibrio, que os kms passam e nem damos por eles. . . . .
Haja estrada, disposição e companhia.

Depois de tomar banho e ao vestir-me se não pegasse nas calças caiam-me aos pés, tipo pinguim...

Cumprimentos.

De José Cavaca a 22.10.2012 às 15:36

Amigo Romão, tal como foi comentado, a motivação para um evento destes divide-se em duas partes,,, uma é física, a outra e mais a importante é psicológica.

É SÓ QUERER!

Grande abraço e parabéns pela sua coragem.

José Cavaca

De do outro lado do mundo a 22.10.2012 às 15:20

Parabens aos participantes.. adorei a reportagem....muita força e começem já a pensar no jantar do natal.... a esse ninguem quer faltar.... bricadeira....rss

Grande abraço.

De José Cavaca a 22.10.2012 às 15:39

Ó "do outro lado", cada ano que passa é mais fácil concretizar este objetivo... este ano fazias isto a brincar!!! Falamos em ti, e o quanto gostarias de estar a partilhar esta nossa aventura, fica para a 5ª Covilhã-Palmela.

Grande abração

José CAvaca

De Silvério Correia a 22.10.2012 às 15:41

Para além da excelente aventura em que participaram muitos amantes deste desporto/hobby, não se pode deixar de enaltecer a marca alcançada por 3 deles, mais de 300 Km de uma só tirada! E como eu compreendo o espírito que vos "assaltou" à medida que se aproximavam do fim de tão gratificante aventura. O mesmo sinto eu em semelhantes aventuras/passeios, e mais, penso logo no próximo! Depois de no dia 21 Junho 2012 também ter concretizado o desafio de pedalar mais de 300 Km numa tirada, surgiu de imediato o próximo objectivo: Ultrapassar a Barreira dos 400 Km numa só tirada. O plano é fazer a ligação Castelo Branco -> Faro! Este seria um Objectivo ainda MAIOR, se fosse concretizado por amantes deste desporto/hobby e deste tipo de desafios, da Covilhã e de Castelo Branco. Quem sabe!
Muitos Parabéns para todos e Um Grande Abraço
Silvério

De José Cavaca a 22.10.2012 às 16:01

Á ganda Silvério,,, eu gostava de participar nesse C. Branco-Faro, se me deixarem claro!!!
Mas agora quero agradecer alegria que nos tranmitiste no encontro que tivemos contigo em Couço. Foste excelente, obrigado por tuas palavras e pela tua dedicação para te cruzares connosco.

Um grande abração cá do pessoal.

José Cavaca

De Mário Fernandes a 22.10.2012 às 20:15

Olá amigos foi fenomenal este nosso encontro com estes 3 grandes amigos e aventureiros , também já á tempo que pretendo passar a barreira dos 400km e já tinha pensado fazer Mafra-Guarda e também continuo com a ideia de fazer Mafra-Torre , nessa de Faro talvez possa alinhar , vão pensando nisso ou noutra do género , um abração a todos.

De António Lebre a 22.10.2012 às 22:34

Atenção pessoal temos que ter calma, se os tipos da UCI sabem como esta gente pedala aparecem logo a fazer controle ao xixi da malta. Depois já sabem como é, se apanham um com "produto" (nem que seja sumo de cevada ou sumo de uva) proíbem-nos a todos (é a equipa) de andar mais um Km que seja... e depois como é que ganhamos a vida? a trabalhar não dá nada...

Lebre

De Strong a 22.10.2012 às 22:58

Mais uma aventura...não pude estar presente...nem sei quando poderei. Mas sempre presente.Como? há muitas formas de estar e viver o ciclismo. Estes dias o doping tem sido noticia....mas estas gentes...comem batatas, feijões e grelos....daqueles rechonchudos que dà gosto, chupar, trincar e saborear....bem!!! sejam eles de couve ou de nabo ou couve naba...
Que haja mais voltas de 4Ps...Pelo Puro Prazer de Pedalar.
Boas pedaladas...logo nos encontraremos por aí, na estradas, nos
trilhos ou sei lá por onde.

De pedro santos a 23.10.2012 às 14:39

sao sem duvida uma fonte de inspiracao para todos nos,que e possivel basta querer, um abraco para estes valentes do pelotao.

De Silvério Correia a 24.10.2012 às 12:07

Amigo José Cavaca,
Esta aventura para a maioria dos amantes deste desporto/hobby, bem como para qualquer seguidor destas actividades, apresenta-se com características de um feito épico que não está ao alcance de todos. Mas, e falo por experiência própria, no seio deste grupo que não pára de crescer, todos os "passeios", mesmo com objectivos por mais DIFÍCEIS e GRANDES que sejam, são sempre alcançados de uma forma natural. Isto é assim porque, na prática, a começar pelo amigo José Cavaca, o "GRANDE INSPIRADOR" (pegando na expressão do Pedro Santos) do grupo, todos os que a ele se associam fazem-no incondicionalmente Pelo Puro Prazer de Pedalar com Amigos!
Tudo isto está bem patente na fotografia de abertura deste blog e nos inúmeros posts do mesmo. As poucas vezes que tive o prazer de fazer parte do elenco de participantes, foram o suficiente para conhecer bem a cultura do grupo e de no final ficar sempre a vontade de voltar.
Não me canso de dizer: Parabéns e Força para "Pedalar" sempre pelo trilho certo.
Um Grande Abraço
Silvério
P.S. Também gostava de fazer parte da tal fotografia e, se não for pedir muito, com o tal equipamento!

Comentar post






pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Outubro 2012

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031


Ciclismo, uma paixão.