Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Hoje, a nossa Rainha foi Gouveia.

Sábado, 09.06.12

cavaca 1

Participaram nesta magnífica e já mítica volta de Gouveia, José Cavaca, Guilhermino, Tiago Abrantes, Carlos Sousa, Fernando Prata, Francisco Romão (hoje fotógrafo), Luis Filipe, Paulo Rodrigues, Sérgio Pinheiro, Paulo Lourenço, e o nosso mais jovem companheiro André.

 

(3) 

Primeiras pedaladas com tranquilidade, ninguém queria gastar combustivel desnecessário.

 

(4)

À passagem por Valhelhas a euforia era notória.

 

(5)

Início da subida para o alto de Famalicão.

 

(6)

A meio da encosta, parecia tudo muito ajuizado.

 

(7)

No cimo viramos à esquerda para Fernão Joanes.

 

(8)

Passagem pelos Trinta, descia-se agora para a Barragem do Caldeirão.

 

cavaca 3

E a foto obrigatória à Barragem do Caldeirão.

 

(9)

Celorico da Beira à vista.

 

(14)

Saída Sul de Celorico da Beira, agora rumo a Cortiçô da Serra.

 

(10)

Mesmo com vento de frente, e esteve em toda a volta,  rolava-se bem.

 

(11)

Constituindo nome ímpar, Carrapichana, conta a tradição que deve o seu nome a uma senhora, chamada Ana, figura típica e conhecida pela Carrapichana e lugares circunvizinhos.
Conhecida pela sua voz aguda e forte de corpo, não se ficava atrás no que toca a beber. Sendo grande apreciadora de vinho, devorava de uma vez só, qualquer copo de vinho que lhe oferecessem.
Ao darem-lhe um copo de vinho a beber, os homens incentivavam-na dizendo:
- Escorropicha esse copo, Ana! ( Escorropicha designa o acto de beber).
Com o correr do tempo a terra passou a designar-se Carrapichana.

 

(12)

E agora era Gouveia o nosso ponto-de-mira.

 

(13)

Em Gouveia tivemos uma breve pausa para a foto Família e repor líquidos.

 

(16)

À saída de Gouveia começava o assalto à montanha. 21km até às Penhas Douradas.

 

(15)

Um grupo de ciclistas da Rebordosa, também gozava connosco o sofrimento da subida.

 

(19)

Alguns do nosso grupo ainda os acompanharam até ao Cruzamento para o Sabugueiro.

 

(17)

Como foi o caso do nosso "mota" Paulo Rodrigues.

 

(18)

Lourenço, eu e mais um ou dois, limitamo-nos a poupar combustível.

 

(20)

Eis-nos no ponto mais alto da volta, Penhas Douradas. Restavam agora só 63km para casa.

 

(21)

Em Manteigas cruzamos com um grupito de ciclistas.

 

(22)

Poucos, mas pareciam bons,,, era o Grande Prémio Abimota, etapa que teve início na Guarda e final no Caramulo.

 

(23)

E "já tá" esta volta terminou. Que maravilha!!!

 

Aproveito para agradecer

ao Paulo Rodrigues...

 cavaca 25

 A cortesia que tem para com todos os amigos,  obrigado.

 

 

Luis Filipe...

cavaca 26

Arrisca tudo para uma volta com os amigos, é de enobrecer. Poucos fariam o que hoje fizeste.

 

 

Paulo Lourenço...

 cavaca 29

Homem de coragem. Com meia duzia de treinos, enfrentou  esta volta com naturalidade.

É a segunda vez que participa sem hesitar.

 

Tiago Abrantes...

cavaca 30

Valeu-te S. Pedro. Quem ri por ultimo, ri melhor. Que grande volta fizeste!

 

 

Fernando Prata...

 cavaca 31

Não tem papas na língua, e aquela Águia dá-lhe asas. 

 

 

Sérgio Pinheiro...

cavaca 28

 Dá tudo o que tem enquanto pode, depois é Senhor da palavra!!!

 

Carlos Sousa...

cavaca 27

Fala pouco,,, acerta muito. Parece que não tem obstáculos. Obrigado pela companhia.

 

 

Guilhermino...

cavaca 24 

 É um Grande amigo, mais sería se mais tolerânte fosse.

 

 

Francisco Romão e o filho André...

(2)

Em meu nome e em nome de todos, muito obrigado pela disponibilidade, pela vontade, e pela prontidão que manifesta em nos acompanhar quando lhe é impossível pedalar a nosso lado.

É realmente de enaltecer.

 

 

AMANHÃ HÁ VOLTA DE RECUPERAÇÃO.

 

SAÍDA DA SRA DO CARMO ÀS 9 HORAS

 

SAÍDA DOS ARCOS ÀS 9h 30m.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 15:52


4 comentários

De Lourenço a 09.06.2012 às 19:54

Agradeço a todos a paciência nesta dura volta.
Foi com grande prazer que juntei a vocês.
A subida foi algo dura, mas subi melhor este ano.
Volta a repetir no futuro.

Grande abraço

De Ricardo Abreu a 09.06.2012 às 21:40

Muito Boas Companheiros

Saí da Covilhã sozinho às 11h da manhã, em direcção às Penhas Douradas, na descida (ia eu a subir) vi o Paulo e depois o Tiago, pensava eu encontrar o "grosso" do grupo e voltar convosco, mas... nada, devem ter descido aquela "ravina" que vai dar logo a Manteigas.

Fui até à contagem Montanha do Prémio Abimota, onde infelizmente só estava 2 casais de espanhois a apoiar os filhos, assim como o Pai de um Portugues da Maia.

Desci com um colega que encontrei de Tabua, e subi com ele aos Piornos, pois o campeao ia para a Torre.

Tive a meu castigo depois da Fonte Paulo Martins, paguei bem caro a subida às Penhas Douradas "a solo" mas... como sofrimento é prazer, sofro por gosto.

Abraço a Todos

Ricardo Abreu

De GMP a 10.06.2012 às 23:22

MEU AMIGO CAVACA, TOLERÂNCIA É UM PROBLEMA DO PORTUGUÊS A MUITOS ANOS. TENS 1 GASTAS 2. TENS QUE COMEÇAR A TRABALHAR AS 8 CHEGAS AS 9 E DEPOIS O PROBLEMA E DA MERKEL E DO SARKOZY.

De S. Pinheiro a 11.06.2012 às 23:41

Boas, foi um volta bastante desgastadora para mim,dps do contra relogio inicial desde do Tortosendo até aos trinta(Guarda)na subida das penhas douradas paguei a factura bem paga, mas td bem, até soube bem para relembrar os velhos tempos.

Comentar post