Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



La gran vuelta de Villamiel!

Sábado, 31.03.12

cavaca 1

Esta es una de mis vueltas favoritas, es todo asfalto y el unico cuidado a tener es con las chicas cuando pasas por los pueblos. 

Participaram, José Cavaca, Guilhermino Pais, Palmeirão, e Tiago Abrantes. Juntaram-se mais tarde, o amigo Zé Carlos e o Ventinho.

Percurso: Covilhã, Caria, Sabugal, Quadrazais, Vale de Espinho, Foios, Navasfrias, Santa Clara, Villamiel, Valverde del Fresno, Penamacor, Capinha e Covilhã, totalizando 195km.

 

cavaca 2

Com o nascer do dia, nascia o desejo de mais uma conquista, esta por terras de Espanha.

 

cavaca 3

Manhã algo fresca, mas com esta voltinha havia tempo para aquecer.

 

cavaca 4

Sabugal à vista.

 

cavaca 5

A cidade beirã do Sabugal fica situada num pequeno planalto da Serra da Malcata, vigiando o caudal do Coa a seus pés e acolhe-se à sombra do seu esbelto e forte castelo medieval, frequeentemente chamado de Castelo das Cinco Quinas devido à invulgar forma da sua torre de menagem pentagonal.

 

cavaca 6

Quadrazais.

Aldeia raiana que fica no planalto do Sabugal, no sopé das Serras da Malcata e Mesas , junto às margens do rio Côa . O carácter montanhoso do relevo da região aliado à pobreza do solo e à dureza do clima fazem desta terra uma terra "dura", bastante isolada de outro qualquer núcleo populacional. Todos estes factores físicos e climáticos se coadunam e ajudam a compreender os costumes dos primeiros povos que aqui habitaram.

 

cavaca 7

Vale de Espinho.

Pensa-se que Vale de Espinho foi povoada desde a época castreja. Contudo, a documentação que existe faz-lhe referência apenas depois da fundação da Nacionalidade. A sua Igreja foi construída entre os séculos XII e XIII. Inicialmente foi dedicada à Virgem e só mais tarde a Santa Maria Madalena, que é hoje a sua Padroeira. Devido à sua situação geográfica, Vale de Espinho foi por diversas vezes vítima da passagem das tropas em épocas de guerra.

 

cavaca 8

Foios.

Inserem-se nas chamadas terras do Riba Côa que compreendem uma orla de terreno que mede aproximadamente 75 Km de comprimento por 25 de largura. Encontra-se a uma altitude de 950m. Esta faixa é limitada ao Norte, pelo rio Douro, ao Sul e Ocidente pelo rio Côa e Província Espanhola da Estremadura e a Oriente, pela Província Espanhola de Salamanca.

 

cavaca 10

Depois de passar a fronteira, o pueblo bem conhecido de todos nós. Navasfrias.

 

cavaca 11

Embora o nome do lugar "nava" é indicativo de um possível acordo pré-romano, a primeira menção histórica de Navasfrias remonta a 1219, quando o rei Alfonso IX de León doou este lugar com a ordem de Alcantara na dinâmica de repovoamento.

 

cavaca 12

Entre Navasfrias e Santa Clara, uma herdade que pela sua beleza, sempre me seduziu.

 

cavaca 14

Parece que as carreteras espanholas dão saúde ao Guilhermino!

 

cavaca 15

Esta é já a estrada que nos vai levar até Villamiel.

 

cavaca 16

Villamiel.

Lugares bonitos ao redor deste povo, com muito espaço verde, estradas romanas,  boas pessoas, anfitriões e simpáticos.

 

cavaca 17

Nos tempos romanos havia algumas aldeias na área de Villamiel.

O nome de Villamiel parece que é visigótico (Lamasso = mel).
Celebrou-se em 2011 o décimo quinto aniversário da fundação da Irmandade de S. Sacramento.

 

cavaca 19

Valverde del Fresno à vista.

 

 

cavaca 20

Entre Valverde del Fresno e a Fronteira...

 

cavaca 21

...vieram a nosso encontro o Ventinho e o Zé Carlos.

 

cavaca 22

Momento em que entravamos de novo em Portugal.

 

cavaca 23

E Penamacor já estava à nossa frente.

 

cavaca 24

Na Capinha reabastecemos de boa água.

 

cavaca 25

E pelas 15h 30m chegamos à nossa Cidade.

Esta foi mais uma voltita internacional para mais tarde aqui recordar.

 

Desejos de um bom fim de semana a todos.

 

MAIS CICLISMO NA PRÓXIMA QUARTA FEIRA.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 16:58


2 comentários

De bcmantunes a 31.03.2012 às 20:02

Viva meu caro amigo José Cavaca & Cª.
Belíssimo!
S. Pedro ajudou, não choveu durante a voltita!
Até a carretera faz diferença! Na marcação, na protecção e no piso.
Gostei de Villamiel, particularmente, daquela casa que tem o que julgo ser um poço junto à grade. Pelo aspecto da Aldeia deve viver-se bem ali!
Na Capinha há boa pinguinha!
Caríssimo J. Cavaca, obrigado pela partilha desta bela reportagem.
Grande abraço,
Belchior Madeira Antunes

De José Cavaca a 31.03.2012 às 20:21

Meu bom amigo Belchio, boa tarde e grato pela sua visita.
São Pedro ajudou, as estradas é como o amigo diz, também fazem a diferença, e no que respeita à volta em si,,, é das mais gratificantes, é que só com os nossos proprios meios, homem máquina, se consiga pedalar além fronteiras e regressar ao nosso País. É uma sensação estranha quando pedalamos em estradas "estranhas". Meu bom amigo, receba um abraço cá do pessoal das bicis.

José Cavaca

Comentar post