Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Celestial volta por Videmonte!

Sábado, 10.03.12

cavaca 1

Manhã de luxo para o ciclismo. 

Compareceram para esta volta que, de duro tem tanto como de belo, o nosso Zé Domingos, David Fernandes, Tiago Abrantes, José Cavaca, Guilhermino Pais, e Kevin Sá. Mais tarde juntou-se a nós o amigão Bruno Fernandes.

Pedalamos por, Orjais, Valhelhas, Alto de Famalicão, Trinta, Videmonte, Trinta, Barragem do Caldeirão, Guarda, Gaia, Belmonte e Covilhã.

 

cavaca 18

Mas temos que dar os parabéns ao nosso Guilhermino. Mais uma máquina nova a rolar!!!

(Só lamento que "hoje" o guilhermino não desfrutasse da nova bici por ir "doente".)

 

cavaca 2

E com uma manhã convidativa, não nos fizemos rogados. Muita vontade em ir para a estrada.

 

cavaca 3

Passagem em Orjais, terra do amigão Fernando Caetano.

 

cavaca 4

Perto de Vale Formoso começava a cheirar a montanha.

 

cavaca 5

E em Valhelhas entrava-se na subida para o alto de Famalicão.

 

cavaca 6

No alto viramos à esquerda para Fernão Joanes e Trinta.

 

cavaca 7

O registo da nossa passagem na aldeia dos Trinta. Situa-se em zona de Serra, fazendo fronteira com Videmonte, Vila Soeiro, Pêro Soares, Maçainhas de Baixo, Corugeira e Meios. Esta freguesia dista 13 Km da sede de concelho. A rede viária que liga Trinta a outras freguesias e à sede de concelho é considerada má. Os próprios transportes públicos que servem a aldeia são considerados insuficientes. É assim Portugal.

 

cavaca 8

À saída dos Trinta já se via Videmonte. Localiza-se no extremo Oeste do Concelho da Guarda, sobranceira ao vale do Mondego, em plena Serra da Estrela, confinando os seus largos limites com Gouveia, Folgozinho, Linhares da Beira e Manteigas. É a maior freguesia do concelho em termos de área (52,9 km2), distando cerca de 16 Km da sede concelhia.

 

cavaca 9

... mas, como homem que age não sofre...

 

cavaca 11

... eu não acredito nessa. Agi e sofri!

 

cavaca 10

O Zé Domingos sabendo sofrer, sofre menos.

 

cavaca 12

A cereja do bolo à vista!!!

 Hoje tive a preciosa ajuda do fotógrafo Kevin.

 

cavaca 13

E em Videmonte aproveitamos para abastecer bidons de água fresca, com observador atento.

 

 cavaca 14

Novamente a subir para os Trinta. Mas que trio, o do meio ía doentinho.

 

cavaca 3

E a descida para a barragem do Caldeirão.

 

cavaca 15

Hoje paramos uns minutos para observar a paisagem que se avista do paradão.

 

cavaca 16

Lindíssima,,, avista-se ainda a aldeia de Vila Soeiro.

 

cavaca 19

Com a passagem na Cidade da Guarda, a nossa bonita e dura manhã cheirava a final.

 

cavaca 17

E com cheiro a Primavera, finalizo com foto moldada para o efeito.

Aceitar o desafio do sofrimento, é sinal de maturidade humana,,, por isso amanhã há mais!

 

(AMANHÃ)

SAÍDA DA SRA DO CARMO ÀS 8H 30M

 E DOS ARCOS ÀS 9 HORAS.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 14:44


3 comentários

De bcmantunes a 10.03.2012 às 20:14

Viva meu carro amigo José Cavaca & Cª.
Ao companheiro Guilhermino desejo rápida recuperação.
Quanto ao resto se o amigo Cavaca classificou de celestial volta é por sim.
Amigo Cavaca, o Portugal que temos é feito por pessoas que se arvoram donos depois é o que se vê! Quanto ao observador atendo em Videmonte, acho que tem uma bela imagem na retina para muito tempo. Talvez para perdurar seja bem oferecer uma foto ao próprio. Quem sabe se será um seguidor do amigo Cavaca!
Caríssimo J. Cavaca mesmo que passem no mesmo sítio todos os dias cada dia o vemos de maneira diferente. Obrigado pela maravilhosa partilha.
Grande abraço,
Belchior Madeira Antunes

De José Cavaca a 10.03.2012 às 21:17

Meu bom amigo Belchior, boa noite e gratos estamos por sua visita a este espacito.

Amigo Belchior, celestial são para mim todas as voltas, mas há aquelas que nos marcam mais, quer pela beleza da mesma, quer pela dureza, enfim, por varios fatores. Esta é para mim muito especial, quando era novo, por volta dos meus 17 anos vinha muita vez para os Trinta à pesca, pessei dias subindo e descendo este rio à procura que uma truta me desse uma alegria, rio que é bem conhecido de todos, o Mondego.

Amigo, de nós todos vai um forte abraço, agradecendo a sempre boa visita a este espacito.

José Cavaca

De Silvério Correia a 10.03.2012 às 23:32


Que bonito passeio! Ainda por cima com passagem na minha terra natal, Orjais.
Parabéns a todos e especialmente ao amigo Guilhermino pela sua perseverança. Faço votos para que recupere rapidamente!
Obrigado pela partilha dos vossos sempre espectaculares passeios. Os relatos simples e claros juntamente com as bonitas fotografias, são bem elucidativas de como os mesmos se desenrolam e deixam sempre água na boca! Parabéns!
Já há bastante tempo que desejo desfrutar de um dos vossos passeios maravilhosos. Hoje na página do facebook do amigo Cavaca, vi um que me deixou logo em pulgas, por ser um objectivo antigo e ainda por realizar, a visita à Nossa Senhora da Graça, com a sua subida esplendorosa! Se pela vossa parte não existir qualquer inconveniente e eu puder, vão ter de me aturar!
Um abraço
Silvério

Comentar post