Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mítica de España, mais robusta que nunca!

Sábado, 07.01.12

cavaca 1

180km celebres em dia Primaveril.

Participaram, José Cavaca, Guilhermino Pais, Paulo Jesus, Duarte Dias, Tiago Abrantes, Palmeirão, Bruno Fernandes, e Ricardo Abreu que foi ao nosso encontro a Nave. 

Percurso: Covilhã, Capinha, Penamacor, Valverde del Fresno, Navasfrias, Lageosa da Raia, Alfaiates, Nave, Rendo, Sabugal, Caria, e Covilhã.

 

cavaca 2

Levantou-se o Sol, pisou-se o pedal.

 

cavaca 4

Passagem por Penamacor.

 

cavaca 5

Boa, cativante e bonita estrada entre Penamacor e Espanha.

 

cavaca 7

E a já na entrada do País vizinho. Para alguns foi batismo...

 

cavaca 21

Como foi o caso do nosso alegre Tiago Abrantes...

 

cavaca 22

E do nosso Bruno Fernandes, que nem encontro adjetivos para o descrever.

 

 cavaca 8

Momento registado com digno significado.

 

cavaca 9

Pero la carretera nos espera dispuesta a sacrificarnos.

 

cavaca 10

Valverde del Fresno à vista.

 

cavaca 11

Pouca gente sabe, mas Valverde del Fresno pertenceu a Portugal até ao reajustamento de fronteiras dos séculos XV e XVI, que levou igualmente ao derrube do castelo de Salvaleón, situado na confluência do rio Bazágueda com o rio Erges. A principal fonte económica da zona é o azeite, produzido a partir de azeitonas de boa qualidade. Outras fontes de rendimentos económicos são a criação de gado, a vinha, a indústria madeireira e, em menor escala, mas de forma crescente, o turismo rural. Valverde é pela sua localização e tamanho a povoação com maior concentração de serviços públicos e privados das três que compõem o Vale de Xálima.

 

cavaca 12

Assim que se sai de Valverde, começa a subida para Navasfrias.

 

cavaca 14

 A aprazível subida da Serra de Gata, é pessoalmente o mais bonito desta mítica volta.

 

cavaca 15

A meio da encosta registei a vila de Valverde del Fresno.

 

cavaca 16

Seguiu-se Navasfrias, ultimo povo espanhol antes da fronteira.

 

cavaca 17

Passagem em Aldeia Velha, a rainha das capeias onde fotografei o Touro bravo em granito. 

 

cavaca 18

Alfaiates, situada a 8 km de Espanha desempenhou um importante papel na defesa da fronteira das Beiras, embora só tenha passado para território nacional após o tratado de Alcanizes, firmado por D. Dinis em 1297.

 

cavaca 19

E a passagem na cidade do Sabugal.

 

cavaca 20

Perto do nosso destino, a satisfação era geral... engrandecemos o nosso palmarés cumprindo o nosso dever de ciclistas. Conquistar esta volta com estes amigos é mais prazeroso do que a conquista do necessário,,, mas companheiros, se damos valor à água limpa, não deixemos cair ninguém na lama!

  

UM GRANDE E FORTE ABRAÇO A TODOS!

 

AMANHÃ SAÍDA DOS ARCOS ÀS 9 HORAS.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 06:04


12 comentários

De Ricardo Abreu a 05.01.2012 às 20:46

Muito Boas Compaheiros

Que grada Záaaaaaaassssss !!!! esta carretera pede!!! Sem duvida !!!

Abraço a todos


Ricardo Abreu

De voz do goulinho a 06.01.2012 às 15:33

Parece ser uma blissima estrada mas amigos devagar tambem se vai longe-- Boa viagem amigos que Deus vos acompanhe.

António Assunção

Vejam o meu ALA Poemas

De jmedeiros a 06.01.2012 às 20:44

Ir a Espanha de bicicleta é fácil, mas só para quem habita perto da fronteira!
Boa viagem Cavaca, Guilhermino e Paulo Jesus!
Medeiros

De Tiago Abrantes a 06.01.2012 às 23:07

As pernas estão ansiosas e já tremem de emoção porque farão a sua primeira internacionalização.

De Alguem a 07.01.2012 às 00:01

Vou contigo! Que tudo vos corra bem! Força!

De armeniomlopes@gmail.com a 07.01.2012 às 14:42

Esta estrada é muito parecida com a Estrada Portela de Arão - Lagoa Comprida aberta no tempo do Governo Socrates.

De jmedeiros a 07.01.2012 às 17:35

Parabéns a todos, foi uma volta mítica por Espanha.
Ao meio-dia já estavam do lado de lá, pois liguei ao Cavaca e não tinha rede, foi uma volta rápida.
Continuação de bom 2012.
Medeiros

De Marco Daniel Alves a 07.01.2012 às 18:13

Os meus parabéns a todos os participantes, em especial ao meu Amigão Tiago Abrantes...

Vamos ver se um dia tenho pernas para uma volta desta envergadura...

Marco Alves

De Tiago Abrantes a 07.01.2012 às 19:12

A força que há em nós aliada á força que reside naqueles que nos acompanham, levam-nos a atingir feitos que por vezes não julgamos possíveis. Quero agradecer a todos aqueles que me acompanharam, nesta que foi para mim uma grande aventura, que só encontro duas palavras para a descrever: um sonho. Um enorme abraço para os Senhores: José Cavaca, Guilhermino Pais, Paulo Jesus, Palmeirão, Bruno Fernandes e Ricardo Abreu. Um abraço de "sangue" para o Primaço Duarte.

De Ricardo Abreu a 07.01.2012 às 23:24

Muito Boas Companheiros

Pena que não tenha podido estar presente à partida para mais uma subida à Sierra da Gata que tanto gosto, mas o pequeno Mário está doente e ter de o levantar às 6h da manhã para o ir deixar a casa dos avós não era de meu agrado.

Contudo saí de casa às 10h30 para ir ao encontro do pelotão (mal eu sabia que hoje a gasolina era movia refinada). Confesso que os 50km que fiz a solo até Vila Boa sempre com vento de cara a castigar-me foram penosos, mas a vontade era muita.

Bem e como eu já esperava levei uma poderosa marretada a chegar a Caria, acabou-se-me tudo. Mas tal como na vida, o ciclismo têm destas coisas e ainda bem que existem pessoas nele como o Bruno.

Já pessoalmente numa outra ocasião lhe manifestei a minha admiração pela sua entrega e forma de estar perante este desporto, e hoje teve para comigo uma atitute nobre, de um verdadeiro Amigo, que entende e sabe os sacrificíos por que se passa para chegar onde ele chegou nesta modalidade.

Bem Hajas Bruno e quando quiseres treinar braços já sabes...

Cavaca agora que alguns estão a ir pra Holanda pode ser que as waffers holandesas baixem preço, já te devo um pacote... Bem Hajas Cavaca

Abraço a todos

Ricardo Abreu




De Bruno Fernandes a 11.01.2012 às 18:35

Boa tarde

Ricardo, só não passou por aquilo que te aconteceu no Sábado quem nunca andou de bicicleta. Ficar sem gasolina é uma das suscetibilidades do ciclista.

Quanto à ajuda, sei que tu farias o mesmo.


As melhoras do Mário e um abraço para o pai


Bruno Fernandes

Comentar post


Pág. 1/2