Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Cultivar alegria com alegres amigos,

Domingo, 27.11.11

                             também é ciclismo.

cavaca 1

Muitas vezes também é importante o que sente quando se pedala.  

Hoje pedalei na boa companhia de Steve Sá, António Sá, Pedro, Fernando Caetano, Fernando Prata, Palinhas, Fernando Mendes, António Silva, e outros que se foram juntando e saindo do grupo ao longo desta agradável manhã.

 

Amigos, como não acredito em coisas eternas, transformo meus momentos em inesquecíveis.

 

Bem-haja pela vossa companhia.

 

cavaca 2

Saímos da Sra do Carmo em direção à Covilhã e Fundão.

 

cavaca 4

Passagem frente à cidade da Covilhã.

 

cavaca 3

Prata, Palinhas, e lá atrás o amigo António.

 

cavaca 5

Entrada no Fundão.

 

cavaca 7

Aqui, o nosso Steve Sá concentrado rumo à Capinha.

 

cavaca 8

Depois da Capinha, esta subida suprime a concentração do pai de Steve Sá.

 

cavaca 9

Quando a estrada não tem obstáculos, talvez não nos leve a nenhum lugar.

 

cavaca 10

A freguesia de Peraboa encontra-se na margem esquerda do rio Zêzere. É composta pelos lugares de Castanheira de Baixo, Castanheira de Cima, Lomba do Freixo, Peraboa, Quintas da França e Quintas da Serra.
A freguesia foi um priorado da apresentação do cabido da Sé da Guarda. Aliás, a Sé da Guarda, pode-se dizer, que esteve na génese da criação de Peraboa. É que os primeiros artistas que, na povoação, partiram pedra e trabalharam para a construção daquela catedral, foram os mesmos que se responsabilizaram pela edificação das primeiras habitações de Peraboa. Assim, começou a desenvolver-se a terra cujo povoamento tinha começado muito antes.

cavaca 12

Castanheiras, há cerca de 20 anos que não pedalava por esta aldeia.

 

cavaca 11

Centro da aldeia de Castanheiras.

 

cavaca 13

Sem companheiros, nenhum bem nos dá alegria.

E com a proximidade da Covilhã, finalizava mais uma digna manhã.

 

E como tudo não pára de viver,
nem tudo não pára de morrer,

o melhor é preparar a próxima volta!

 

 Estatisticas desta volta.

cavaca 14

Perfil

 

                                                  Informações gerais
              Original  Optimizado para calcular IBP
 Distancia total    89,782 Km.  89,505 Km.
 Pontos significativos  1067  866
 Pontos por Km/Cadência em m     11,88 ~ Cada 84,14 m.  9,68 ~ Cada: 103,35 m.

 

 Desnível de subida acumulado  1282,6 m.  1277,1 m.
 Desnível positivo por   km de subida    38 m.  38 m.
 Desnível de descida acumulado  1282,6 m.  1277,1 m.
 Desnível negativo por  35 m.  35 m.
 Altura máxima  617,9 m.  617,9 m.
 Altura mínima  401,7 m.  401,7 m.
 Rácio de subida    3,81 %  3,81 %
 Rácio de descida  3,53 %  3,51 %
                                                                  Subidas
                           Original  Optimizado para calcular IBP
   Distancia
 em Km
 Km. do total
 em %
 Velocidade
 em Km/h
 Tempo
 hh:mm:ss
 Distancia
 em Km
 Km. do total
 em %
 Velocidade
 em Km/h
 Tempo
 hh:mm:ss
 Entre 1 e 5%  25,779  28,71    0:00:00  25,664  28,67    24km/h  
 Entre 5 e 10%  7,807  8,7    0:00:00  7,822  8,74    0:00:00
 Entre 10 e 15%  0,038  0,04    0:00:00  0,038  0,04    0:00:00
 Entre 15 e 30%  0  0    0:00:00  0  0    0:00:00
 Erros reparados  0  0      0  0    
 Total*  33,624  37,45  0  0:00:00  33,525  37,46    
                                                                  Descidas
                      Original  Optimizado para calcular IBP
   Distancia
 em Km
 Km. do total
 em %
 Velocidade
 em Km/h
 Tempo
 hh:mm:ss
 Distancia
 em Km
 Km. do total
 em %
 Velocidade
 em Km/h
 Tempo
 hh:mm:ss
 Entre 1 e 5%  29,225  32,55    0:00:00  29,32  32,76    40k/h  
 Entre 5 e 10%  7,013  7,81    0:00:00  6,93  7,74    
 Entre 10 e 15%  0,122  0,14    0:00:00  0,105  0,12    0:00:00
 Entre 15 e 30%  0  0    0:00:00  0  0    0:00:00
 Erros reparados  0  0      0  0    
 Total  36,36  40,5  0  0:00:00  36,356  40,62    
Grau dificuldade IBP da volta (77)
 
 

A PROXIMA VOLTA, QUARTA FEIRA

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:43


7 comentários

De jmedeiros a 27.11.2011 às 18:45

É com alegria que o digo:
"Não há frio da rua, nem calor da cama, que faça estes bravos amigos ficar em casa num Domingo.", até parece que à medida que o Inverno vai chegando, vão também aumentando as presenças, pelo menos aos Domingos, já que os Sábados estão reservados para os "dinossaurus"(Ricardo Abreu) e Tubossauros!
Se eu vivesse na Covihã iria ficar indeciso na hora de escolher o Sábado ou o Domingo para pedalar, talvez os dois?!
Força Cavaca, quando há motivação, vontade, amizade e genuinidade, não há nada que que te faça parar e os amigos vão-se aproximar de ti, mas como diz o sr. Lopes José: "Cuidado com as baratas!"

Um abraço do sempre seu amigo Medeiros
Adorei o novo quadro de estatísticas!

De José Cavaca a 27.11.2011 às 21:08

Medeiros, é com muita alegria que digo:
Gosto da companhia dos amigos!
Por vezes sinto que aquilo que faço é apenas uma gota de água no mar, de qualquer forma o mar ficará menor se lhe faltar essa gota. Muitas vezes o sucesso a que te referes, é a soma de muitos fracassos meus, mas sabes que nunca perco o entusiasmo, talvez seja essa a minha melhor arma para os que me criticam, é que há colegas que se agarram simplesmente à sua opinião, por vezes nem verdadeira,simplesmente por ser sua.
Quanto às Baratas???, essas, para grandes males,,, o silêncio é a perfeita expressão do desprezo,,, não me quero deixar perturbar por ninharias,,, já foi tempo, a vida é muito curta para ser mesquinho. Quem vem, vem por gosto. Quem não vem é porque não gosta!

Grande abraço cá do pessoal.

José Oliveira Cavaca

De Gabriel a 27.11.2011 às 19:06

Caros amigos,

Peço desculpa pela minha ausência, mas devido a um imprevisto de última hora não pude estar presente.

Um grande abraço a todos!

Gabriel

De José Cavaca a 27.11.2011 às 21:20

Ó meu Bacana!!!!

Então a "câmara de ar" rebentou novamente?

Gabi, olha que a vida só pode ser compreendida olhando para trás,,, mas só pode ser vivida com amigos e manhãs como esta!

Grande abração, e que tudo te continue a correr de feição

José Cavaca

De Antunes a 27.11.2011 às 21:36

Sim senhor amigo Cavaca, quem pouco fala muito acerta. Gostei do seu relato formal.
De ABrantes um abraço.

De José Cavaca a 27.11.2011 às 23:02

Sim senhor amigo Antunes, é bom saber que contunia por cá.

Grande abraço

José Cavaca

De abel a 28.11.2011 às 22:30

E assim mesmo não te deixes perturbare pelas baratas a vida só se vive uma vez força meu amigo um grande abraço aqui de Vesoul par ti par a família e par os colegas ciclistas que conheço e que não conheço
Abel

Comentar post