Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



125km debaixo de chuva intensa,

Sábado, 19.11.11

                                             ...mas fomos à Mata!

cavaca

Em cima da bici não encontro fronteiras, mas sim horizontes!

Hoje o nosso horizonte era a freguesia da Mata, eu e Guilhermino às 8h 30m saímos da Covilhã rumo ao Fundão, Alpedrinha, Lardosa, Lousa, Mata, Escalos de Baixo, Escalos de Cima, Alcains, Lardosa, Alpedrinha, Fundão e Covilhã.

Como devem compreender, fotos hoje era impossível, a chuva era tanta que nem o asfalto da estrada era perceptível. Paciência e perseverança tivemos esta manhã para fazer com que as dificuldades desaparecessem, e para que a chuva fizesse o mesmo.

 

Vergonhosas as previsões meteorológicas para hoje, apontavam para chuva fraca e com abertas, mas abertas deviam estar era as portas para quem está à frente, ou responsáveis destes serviços.

 

Mas, como os sonhos são gratuitos, tivemos que pagar um preço por o tornar realidade.

 

 

Valeu, foi muito gratificante o banho de 5 horas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 14:34


11 comentários

De jmedeiros a 19.11.2011 às 16:49

Parabens Cavaca e Gui,
Ah valentes, e assim memso!
Medeiros

De José Cavaca a 20.11.2011 às 12:14

Medeiros, bom dia.

Esta é mesmo daquelas voltas que nunca se esquecem, eu lembro-me de uma igual com o João Rato em 1988 que saímos da Covilhã e pedalamos 120k sempre a chover, nem um segundo estivemos sem chuva, parecia uma tortura,,, e esta é uma cópia fiel.

Grande abraço

José Cavaca

De Antunes a 19.11.2011 às 16:55

Meu amigo, se todos os ciclistas pedalassem o que planeiam, iriam sobrar muitas bicicletas para si.

Aqui também choveu muito durante toda a manhã, e continua.

Força nos crenques!

De José Cavaca a 20.11.2011 às 12:19

Meu amigo, se todos fizessem um pouco mais para sair de casa e dar umas pedaladas, haveria pelotões de amigos nas estradas.


Grande abraço

José Cavaca

De Ricardo Abreu a 19.11.2011 às 18:31

Muito Boas Companheiros

O que se me apraz dizer... "Um Pai faz falta, mas... o juízo ainda mais!!!"

Junta-se a fome com a vontade de comer (Cavaca e Guilhermino) e é no que dá, ou melhor a Sede e a vontade de Beber neste caso dada a carga que S.Pedro enviou hoje durante toda a manhã.

Haja Saúde Amigos

Abraço a Todos

Ricardo Abreu

De José Cavaca a 20.11.2011 às 12:22

Muito boas companheiro

O que se me apraz responder... "Quando um diz mata, o outro já está no funeral".

Pois é meu amigo Ricardinho, o tempo é pouco, e vai de aproveitar sujeitando-nos às consequências. Consequências que além de valorizar a volta, tornam-na inesquecivel.

Grande abração

José Cavaca

De tonho a 19.11.2011 às 21:39

Bem....o que é por gosto não cansa...
Como se diz na gíria "juntou-se a fome.... com a vontade de comer" Cavaca versus Guilhermino ou seja mister GUI, como diz o Medeiros..
Na cama tasse bem.....Mas gostei do banho destes dois companheiros, já não se lavavam .... á um tempão e o São Pedro não esteve de modas.. "pensando bem vou dar um grande banhinho a estes patinhos".

De José Cavaca a 20.11.2011 às 12:35

Ó tonho, o que é por gosto não cansa, mas o gosto pela "caminha engorda",,, venha cá queixar-se!!! eu envio-o de imediato para o Vale dos Lençóis.

E agora digo eu,,,
Preguiça é o ato de descançar, antes de estar cansado!"
Acorde antes que seja tarde demais!

Grande abraço

José Cavaca

De Tonho a 20.11.2011 às 16:56

Não é meu hábito responder a provocações....ha,ha,ha,......e esta Hem...
Mas ..... é tão bom tar na caminha enroscado na desengorda....... e num vale de lencóís...ui

De Joao Rato a 20.11.2011 às 20:45

Pois é, isto faz-me lembrar qualquer colas faz!... Bom, o importance é não ter furos e não parar e depois um belo duche quentinho e umás massagens! quem me dera! A massagem :-)
Um abraço, JR

De José Cavaca a 20.11.2011 às 21:51

Companheirão e amigo João, pois é, esta voltinha foi mesmo muito igual aquela que nós dois demos pela Orca, Lardosa, e a tal paragem em Alpedrinha por causa de um furo, e ontem também tive um furo, só que foi perto de casa e não teve problemas de maior.

Um grande abração, e vê lá quando é que podes dar uma voltinha connosco.

José Cavaca

Comentar post