Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Hoje, de Covilhã por Proença-a-Velha.

Sábado, 29.10.11

cavaca 1

Coisas do destino,,, e ele, o destino, não anuncia peripécias.

Assim aconteceu, quis ele que hoje se reunissem o Guilhermino, José Cavaca, e Carlos Cavalheiro, três ciclistas que se conheceram há 25 anos numa prova em Verdelhos. Prova essa em que também conhecemos o nosso amigo João Rato.

Enfim, uma manhã com algum tempero nostálgico.

 

cavaca 17

Mas os feitos não se ficaram por aqui,,, este amigo, o Carlos Cavalheiro, saíu de Penamacor em bicicleta às 6h 45m da manhã para estar connosco nos Arcos às 8h 30m, hora da nossa saída para esta volta... e Carlos pergunta, não vem mais ninguém???

 Talvez, com este grande gesto, me suscitasse a lembrança de algumas pessoas,  pessoas e amigos que por meros motivos, renunciam a manhãs dignas desse nome, e da companhia destes amigos.  

Como têm dito,,, os ciclistas da AVIDESA são de outra têmpera!

 Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.

Bem-haja Carlos.

 

cavaca 2

Mas a estrada esperava por nós, e nós com vontade de a percorrer.

Passagem na cidade do Fundão.

 

cavaca 4

A seguir ao Fundão, a Serra da Gardunha.

 

cavaca 5

Serra da Gardunha, que há 16 anos o nosso amigo Carlos não trepava.

 

 cavaca 6

A chegar ao alto da Gardunha, uma imagem da nossa Cova da Beira.

 

cavaca 3

Passagem na freguesia da Orca.

 

cavaca 8

Chegada a Proença-a-Velha.

 

cavaca 10

Na Beira Baixa, no Concelho de Idanha-a-Nova, PROENÇA-A-VELHA é uma "Povoação com História", como quase todas, aliás, neste interior raiano.

Deixo um verso que muito gostei sobre esta aldeia...

Ó Proença pequenina
Duas coisas te dão graça
É a Torre do Relógio
E o Pelourinho da Praça.

 

cavaca 11

A seguir a Proença, uma estrada a lembrar o Alentejo em terras do interior.

 

cavaca 12

Pedrogão de São Pedro,,, boa terra, boas gentes.  Esta freguesia está situada na margem direita da ribeira de Taliscas, afluente do rio Ponsul. Dista da sua sede de concelho cerca 10,8 km.  José Manuel Landeiro, na sua obra “O Concelho de Penamacor na História, na Tradição e na Lenda”, revela que é desconhecida a época da sua fundação, bem como a origem da sua denominação. Todavia, e como indica o próprio nome da freguesia, terá, seguramente, derivado da antiga freguesia de S. Pedro, a qual , integrava, juntamente com as freguesias de Santiago e Santa Maria, o quadro de divisão administrativa da vila de Penamacor, no século XVIII, bastante alterado, em pleno século XX, dado aparecer representado através de um número de 12 freguesias.

 

cavaca 13

Seguiu-se Penamacor, daqui, ainda bem noite, saíu Carlos Cavalheiro ao nosso encontro.

 

cavaca 14

Quase tudo bom esta manhã, clima, ritmo, estradas, companhia,,,

 

cavaca 15

Tão bom ritmo que, feições são sinónimo disso mesmo.

 

cavaca 18

E o nosso Guilhermino já implorava pela "feijoada".

 

cavaca 16

Mas com 22 graus, Sol, e sem vento, o desejo era pedalar!

 

cavaca 19 

Mas esta simples, brilhante e marcante manhã, estava a terminar.

 Para sempre fica a postura de um grande homem.


cavaca 20
Neste local despedi-me do Carlos. Ele seguiu para Penamacor, eu para a Covilhã.

Foram 4 horas de bom ciclismo e boa companhia, quase tantas como eu dediquei a completar este Post, espero não ter ferido a moral de ninguém, é que neste mundo qualquer ação construtiva, costuma causar muito incómodo. 

 

Amanhã, mesmo condicionado por motivos de trabalho, vou pedalar.

 

SAÍDA DA SRA DO CARMO ÀS 8H 30M. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:55


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.