Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Hoje, por Monsanto.

Terça-feira, 11.10.11

cavaca 1

Contribuiram para mais uma grande manhã de ciclismo, Cavaca, Abel, e Zé Carlos.

 

Destino, Monsanto, isto porque o nosso amigo Abel não conhecia a aldeia mais portuguesa de Portugal. Empoleirada numa encosta granítica, as casas surgem apertadas entre enormes penedos, com minúsculos quintais e hortas separados por muros de pedra e ladeiras talhadas na rocha viva e que se fundem com ela.  

Pedalamos ainda por, Fundão, Vale de Prazeres, Orca, São Miguel de Acha, Proença-a-Velha, Medelim, Monsanto, Cidral, Salvador, Penamacor, Capinha e Covilhã.

 

cavaca 2

Uma manhã que acordou com 6 graus, e terminou com 31,,, amplitude témica algo rara.

 

cavaca 3

Mas a subida da Gardunha serviu para aquecer.

 

cavaca 4

Alto da Gardunha, e o nosso amigo Abel já gotejava.

 

cavaca 5

Entrada em Vale de Prazeres.

 

cavaca 6

Vale de Prazeres localiza-se no lado Sul da Serra da Gardunha, a Este da mesma e prolonga-se no seu sopé ao longo de 15 km. O nome da freguesia deve-se talvez à existência de devoção a uma Senhora dos Prazeres com capela situada na encosta da Serra da Gardunha entre a Freguesia e o lugar do Anjo da Guarda - Alpedrinha. Nesse local na capela existe uma imagem da Senhora dos Prazeres.

 

cavaca 7

Seguiu-se a aldeia da Orca.

A designação Orca, atesta a importância do lugar desde os primeiros tempos de povoamento na Península Ibérica. Há evidências arqueológicas que habitantes do Mesolitico pecorreram esta região entre 8000/7000 AC. No entanto desconhecemos se essa presença era permanente ou meramente temporária. De facto, embora vestígios megalíticos assinalem uma presença humana bastante antiga, a aldeia da Orca terá crescido mais recentemente à volta de um velho Castro lusitano, nos primeiros séculos da era cristã, mas vários séculos antes da formação de Portugal.

 

cavaca 8

Medelim, conhecida como "a aldeia dos balcões", é seguramente uma das localidades beirãs com maior número destas imponentes e modestas varandas em granito local: 116 exemplares exteriores e 23 interiores, além de mais alguns nas casas senhoriais, embora estes se afastem, pela sua linguagem mais formal, do modelo popular que lhes está na base.

 

cavaca 10

E Monsanto estava mesmo ali...

 

cavaca 18

Parecia perto, mas faltavam 10km.

 

cavaca 11

Na Relva, pequena povoação antes de Monsanto, tem-se uma bonita panorâmica da aldeia.

 

cavaca 12

Já em Monsanto, aproveitamos este miradouro para apreciar uma paisagem deslumbrante sobre as terras que circundam a aldeia. Neste local, de formato arredondado, ancontramos dois canhoeiros apontados ao horizonte como que a proteger a aldeia de inimigos. Curiosamente, um está devidamente apontado à cidade da Covilhã.

 

cavaca 13

Um pouco mais abaixo, atestamos bidons.

 

cavaca 14

Mas ainda havia obstáculos que nos aguardavam,,, as inclinações de 11%...

 

cavaca 15

E os 31 graus aqui nesta encosta de Salvador. E para quem não sabia, como eu,,, Salvador fez parte do extinto concelho de Monsanto até meados do século XIX, altura em que passou a integrar o concelho de Penamacor. A primeira referência administrativa de Salvador mencionava-a como um priorado, associado à casa de Belmonte. Os condes de Belmonte possuíam diversas propriedades em Salvador. Numa delas, a quinta do cercado, encontrava-se a antiga igreja matriz. A maior parte da população da zona era constituída por caseiros ou rendeiros dos condes. Até 1881, Salvador pertenceu à Diocese de Castelo Branco, altura em que esta foi extinta.

 

cavaca 16

Mas a bonita volta desta manhã estava prestes a terminar. Passagem na Capinha.

 

cavaca 17

E com a chegada à Covilhã terminou esta ultima volta de preparação à maratona de Sábado.

 Obrigado companheiros pela óptima companhia.

 

 

Próxima tirada... Sábado!

COVILHÃ-PALMELA

316KM

Oportunamente publico aqui perfil, e nome de todas as terras por onde vamos pedalar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 05:05


9 comentários

De jmedeiros a 11.10.2011 às 20:18

http://jmedeiros.blogs.sapo.pt/161059.html#comentarios

De jmedeiros a 3 de Outubro de 2011 às 18:48
Amigo Cavaca,
Comemorei dois anos de ciclismo no passado dia 28 de Agosto de 2011, mas só a 15 de Janeiro de 2012 é que festejo os dois anos em que pedalamos juntos a primeira vez!
Tomei conhecimento do seu blog em Dezembro de 2009 mas só passados 30 dias é que ganhei coragem de ir pedalar consigo, pois tinha 4 meses e 1.000kms de bicicleta e um feito que desde logo me fascinou foram as suas idas a Palmela/Lisboa de bicicleta, cheguei mesmo a questionar-me sobre a veracidade do sucedido e hoje sei que é o Cavaca é capaz de ir a qualquer lado de bicicleta, seja com calor, frio, chuva, seja acompanhado ou sozinho!
No próximo dia 15 de Outubro será o culminar de um sonho, fazer a "tal" viagem Covilhã-Palmela de biclceta e com o Mestre e amigo Cavaca!
Posso mesmo garantir-lhe que desde que ando de bicicleta esta será o meu maior feito e que já tenho um lugar especial na minha mente para o guardar!
vou então ultimar os preparativos fisícos e de logistíca (técnicos, alimentação, bagagem) para que tudo corra na perfeição.
O relógio já está a contar...
Um grande Abraço do sempre seu amigo Medeiros

Obrigado por tudo que me ensinu e grato por me convida a acompanhá-lo nesta Odisseia.

De José Cavaca a 12.10.2011 às 09:17

Companheirão Medeiros, nada há a agradecer,,, tudo acontece naturalmente.
De qualquer forma, o meu agradecimento pela forma com que relaciona a sua vida desportiva(ciclismo), à minha pessoa,,, mas por mim gostava que houvessem muitos Medeiros por aqui.

Grande abração, e até Sábado.

José Cavaca

De ze carlos a 11.10.2011 às 20:20

Olá Zé.

Boa noite…

Gostei da volta de hoje, apesar de não ser adepto de voltas grandes, pois muitas vezes já começo as voltas cansado. Mas com o friozinho desta manha deu para acordar.
Agradeço a boa companhia de vocês os dois e venho vos desejar uma óptima viagem no sábado, eu ainda não dormi pois com o aquecimento da nossa volta ainda estou a ferver… e logo hoje o jogo de Portugal….. pelo menos que vença a nossa selecção.

Cumprimentos

Zé Carlos

De José Cavaca a 12.10.2011 às 09:21

Zé, eu pessoalmente admiro a tua vontade e o dispor para fazeres ciclismo depois de noites a trabalhar,,, é que há muitos, mesmo dormindo toda a noite, não têm coragem para fazer se levantar e dar umas voltinhas. Sabes também que eu é que te agradeçoa companhia, companhia essa que está a ser muito difícil de seguir,,, tal a evolução que tens tido. Os meus parabéns.

Grande abraço, e quanto a Portugal no futebol ???? não mimem tanto os meninos!!!!

José Cavaca

De bcmantunes a 12.10.2011 às 00:33

Viva, meu caro amigo José Cavaca & Cª.
À hora a que estou a comentar já posso dizer que na selecção não venceu. Venceram vocês que isso é muito importante.
Segui-vos quilómetro a quilómetro neste belo passeio.
Admirável Zé Carlos! Foi sair de uma e entrar noutra.
Provavelmente já estará habituado a descansar de dia mesmo assim não deixa de ser difícil.
Aos corajosos, do Covilhã, Palmela, de bici, desejo que tudo corra muito bem.
Caríssimo, J. Cavaca, é uma maravilha visitar este espacito.
Grande abraço,
Belchior Madeira Antunes

De José Cavaca a 12.10.2011 às 09:27

Meu caro amigo Belchior, muito obrigado também pela companhia quilómetro a quilómetro, por vezes até precentimos isso, que alguns amigos nos acompanham mesmo não estando na estrada.
Quanto ao Zé Carlos, ou melhor, ao motor do Zé Carlos,,, estamos todos surpreendidos pela forma com que evoluiu, passou de 8 a 80.

Quanto a Sábado, estamos preparados fisica e mentalmente para essa pequena tirada, só esperamos que tudo corra bem.

Muito obrigado uma vez mais pela visita a este espacito, é sempre um prazer ler seus cultos comentários.

Grande abraço

José Cavaca

De jmedeiros a 12.10.2011 às 11:07

Grande Cavaca,
Quando o homem sonha e Deus quer tudo corre bem, vamos dar o nosso máximo para que tal suceda.
Disse bem, há colegas que nem depois de dormir querem pedalar e o Zé Carlos tem uma força de vontade incrivel; o Cavaca também a tem, pois com anos e anos de bicicleta está sempre pronto para acompanhar qualquer amigo ciclista em qualquer estrada , em qualquer distância ou declive.
Eu por mim também tento fazer o que está ao meu alcance e "com amigos nenhum caminho é longo".

Abraço
Medeiros

De bcmantunes a 12.10.2011 às 11:38

Viva, meu caro amigo José Cavaca & Cª.
É óptimo saber que o amigo Zé Carlos está entre os 8 e os 80!
Está muito bem!
Caríssimo, J. Cavaca, gostei de saber que tudo está devidamente preparado para a viagem Covilhã - Palmela, em bici.
Grade abraço,
Belchior Madeira Antunes

De jmedeiros a 12.10.2011 às 11:08

"Deus quer, o Homem sonha e a obra nasce." (Fernando Pessoa)

Comentar post