Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



De Covilhã por Gouveia...

Sábado, 28.05.11

cavaca 1

Participaram nesta manhã simplesmente fabulosa, Cavaca, Castanheira, Palmeirão, Medeiros, Prata, Lourenço, Tiago, Zé Santos, Loureiro, Raul, Cláudio, e Guilhermino.

Pedalamos por, Orjaos, Valhelhas, Famalicão, Guarda, Lageosa do Mondego, Celorico da Beira, Gouveia, Penhas Douradas, Manteigas, Valhelhas, Orjais e Covilhã, totalizando 176km e uma altimetria acumulada de 2744 metros.

 

cavaca 2

Entrada no Parque Natural da Serra da Estrela, dispostos para uma etapa de montanha.

 

cavaca 3

Primeira dificuldade do dia, a subida de Famalicão.

 

 cavaca 4

Perto de Famalicão, tanto a residência como o morador, em vias de extermínio.

 

cavaca 5

Alto de Famalicão, rumo aos Trinta.

 

cavaca 6

Passagem nos Trinta, agora descia-se para a Barragem do Caldeirão.

 

cavaca 7

É de exclusiva beleza toda esta zona da Barragem.

 

cavaca 8

Sem dúvida, muito positiva a participação destes dois protagonistas.

 

cavaca 9

Descida do Porto da Carne, e nova passagem pela terra do amigo Helder, Cavadoude.

 

cavaca 10

Passagem na Lageosa do Mondego.

 

cavaca 13

Eu e Fernando Prata.

Rolava-se agora em direção a Celorico da Beira, e o calor já se  fazia sentir.

 

cavaca 11

Celorico da Beira

É uma vila portuguesa, com cerca 5150 habitantes (2006) no seu perímetro urbano formado por 3 freguesias originárias (São Pedro, Santa Maria e Casas do Soeiro) e mais 4 (Ratoeira, Fornotelheiro, Lajeosa do Mondego e Vila Boa) que se uniram à vila quando pelo seu crescimento o perímetro desta se alargou. Pertence ao Distrito da Guarda, região Centro e sub-região da Beira Interior Norte.

 

cavaca 15

Muito próximos do encontro com o grupo de Medeiros.

 

cavaca 16

E a partir de Celorico, a companhia de mais seis elementos.

 

cavaca 14

Elementos que com algum vigor, ofuscaram-se perdendo alguma reputação.

 

cavaca 17

Lourenço, Prata e Medeiros entravam em Gouveia com 31 graus de temperatura.

O meu aplauso a Medeiros por se aventurar nesta etapa depois de 12 dias de folga.

 

cavaca 19

Gouveia

 É uma cidade portuguesa bem bonita, pertencente ao Distrito da Guarda, região Centro e sub-região da Serra da Estrela, com cerca de 3 759 habitantes.

 

cavaca 20

E à saída desta cidade, a entrada na nossa majestosa Serra da Estrela.

 

cavaca 18

Confiança e firmeza, caracteristicas recentes do nosso amigo Lourenço.

 

cavaca 21

Sem confiança ficou Guilhermino ao sofrer o 3º furo do dia.

 

cavaca 23

Quase culminando uma das mais bonitas encostas da Serra da Estrela.

 

cavaca 24

Penhas Douradas.

 

 cavaca 22

Para trás ficou uma irresistível vontade de repetir outra conquista da nossa Estrela.

 

cavaca 25

 Manteigas à vista.

 

cavaca 27

Fernando Prata, surpreendeu pela positiva, mas com cara de exaurido.

 

cavaca 28

Palmeirão, que grande solidez a abrir caminho.

 

 cavaca 26

E vamos para casa que já chega. Amanhã há mais.

A todos os que tornaram possível mais esta manhã de festa, o nosso muito obrigado.

As minhas desculpas pela demora deste Post, mas escolher 23 fotos de 190 não foi fácil.

 

 

AMANHÃ NA SRA DO CARMO ÀS 8H 30M.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 06:26


9 comentários

De jmedeiros a 28.05.2011 às 18:33

Legenda da foto de grupo, da esquera para direita.:
Cavaca, Castanheira, Palmeirão, Medeiros, Prata,Lourenço, Tiago, Zé Santos, Loureiro, Raul,Cláudio, Guilhermino.

De Lourenço a 28.05.2011 às 22:53

Boas

Desde já peço desculpa pelo que vou dizer, mas o que digo é para aumentar este grupo.

Para todos que seguem este blog, para todos aqueles que querem presenciar-se nesta voltas de grupo mas ainda não tem coragem digo-vos os seguinte;
hoje de manha quando cheguei a Valhehas tinha a minha espera o amigo Prata, depois de alguma conversa la seguimos viagem, ate o Cavaca, Palmeirão e Guilhermino virem ao nosso grupo.
A volta por si só ate metia medo, mas rapidamente se foi fazendo.
Ate Celorico foi uma autentica e divertida alegria.
Ao chegar a Gouveia começa o meu sofrimento que foi superado pelos homens atrás mencionados.
O Prata nunca me abandonou, o Cavaca esperava por nos de vez em quando, o Palmeirão subia e descia ao nosso encontro e o Guilhermino sempre atento aos furos.
No fim cheguei a Manteigas exausto. Se estava preparado para a volta? NÃO ESTAVA.
Gostei da volta?
SIMPLESMENTE ADOREI. Voltaria a faze-lo novamente porque com pessoas assim vamos a todo lado.

Por isso percam o medo e apareçam. Garanto-vos que nunca fica sozinhos.

ABRAÇO

De José Cavaca a 28.05.2011 às 23:03

Lourenço, simplesmente renovado, sim, e em muitos aspetos,,, condição fisica, pronto para o que der e vier, sentido de humor que estava oculto não sei onde, e o que eu ainda não tinha visto, uma vontade enorme em pedalar, de preferência acompanhado. Quanto ao eu esperar e não vir mais na vossa companhia, há a razão de também querer fotografar quem possa vir mais à frente, o que por vezes é muito difícil. Simplesmente adoramos a tua companhia e presença.

Contamos contigo!


José Cavaca

De Lourenço a 28.05.2011 às 23:49

Cavaca

O \"espera por nos as vezes\" que escrevi, nao é uma critica mas sim um elogio. Todos sabemos quem é sempre o fotografo do grupo e para fotografar tudo e todos tens de andar a frente, no meio e atras.
Apareçam e vejam como é.
A minha parte divertida vai aparecendo com o tempo.
È fruto de andar acompanhado pois por norma ando sempre sozinho.

Cavaca, amigo, continua assim.

Abraço

De jmedeiros a 29.05.2011 às 07:43

Cavaca,
Obrigado pela vossa companhia, ontem foi quase tão dificil como da primeira vez que andei com vocês!
Pensava eu que uma mente forte supera um fisíco debilitado mas por vários momentos pensei em desistir e não subir Gouveia, foi uma luta contra mim próprio.
Obrigado ao Tiago que me apoiou em toda a subida e ao grupo todo.
As minhas desculpas ao Raposa Velha e Cláudio, pelo forte ritmo que imprimi até Celorico e que depois me viria a vitimar.
No ciclismo não se pode parar, é preferivel abrandar e ir lentamente do que parar e depois não conseguir arrancar novamente, foi uma lição!
Medeiros

De Ricardo Abreu a 29.05.2011 às 15:53

Muito Boas Colegas

Temos de saber interpertar os sinais que o corpo nós transmite, no momento certo tomar a decisão certa.

Acontece a todos, o Velho da Marreta não perdoa!!!


Abraço


RA

De jmedeiros a 29.05.2011 às 21:50

Pois é amigo Ricardo, ainda não tivemos o prazer de pedalar juntos mas já vi que os teus conhecimentos de ciclismo e o momento oportuno em que os deitas cá para fora, só não aproveita quem não quer, és uma mais valia no grupo.
Só aquilo de prometer os donuts ao Cavca e depois nada é que não!
Estou a brincar.
Um abraço do Medeiros

ainda trocamos umas palavras a 16 de Abril no Abraço à Serra, no tunel do eixo TCT perto da estação do comboio.
Eu de bicicleta e tu de carro a apitar, eu ainda chamei a atenção pelo apito e nao sabia que eras o Ricardo Abreu.

De jmedeiros a 30.05.2011 às 14:39

Cavaca e Raposa Velha, dois Tubossauros (tubarão+dinossauro), especíe em vias de extinção na nossa zona.

Dos Tubarões herdam as qualidades de predadores de Kms e de grande garra em alcançar os seus objectivos, dos Dinossauros herdam o conhecimento e a experiência adquirida ao longo dos anos, isto sem esqueçer o lado Humano em que se dão bem com todos os colegas e são grandes angariadores de amigos.

http://jmedeiros.blogs.sapo.pt/2011/05/28/

De Rotiv a 30.05.2011 às 15:20

Legenda da Foto :)

OS GUERREIROS DA ESTRELA :)

Que volta!!!!

Abraços
http://obloguedosmanteigas.com/

Comentar post