Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Uma mini volta pela Beira Baixa.

Quinta-feira, 18.11.10

 A Beira Baixa é uma antiga província (ou região natural) portuguesa, originalmente criada no séc. XIX, a partir de parte do território da anterior Província da Beira. Nessa altura, a Beira Baixa abrangia o que é hoje denominado por Beira Interior Sul,Cova da Beira e parcialmente o Pinhal Interior Sul e Norte,englobando grande parte do Castelo Branco. Na reforma administrativa havida de 1936 foi novamente criada uma divisão chamada Província da Beira Baixa Esta nova província abrangia agora só a parte interior sul da antiga Província da Beira, ou seja, aproximadamente o actual Distrito de Castelo Branco. No entanto, as províncias de 1936 praticamente nunca tiveram qualquer atribuição prática, e desapareceram do vocabulário administrativo (ainda que não do vocabulário quotidiano dos portugueses) com a entrada em vigor da Constituição de 1976.

 

Hoje às 8 horas saí da Covilhã rumo à Sra do Carmo, de onde saí às 8h 30m com o meu MP3 rumo a Caria, Belmonte, Inguias, Casteleiro, Terreiro da Bruxas, Sra da Povoa, Benquerênça, Meimoa, Penamacor, Capinha, Peroviseu e Covilhã, totalizando 110km.

Duas surpresas nos quilómetros finais,,, uma foi a companhia da chuva desde a Capinha até casa,,,  a outra foi em Peroviseu, o Sr. Joaquim e o Sr. Cabaço que já vinham de Castelo Branco, Penamacor e Capinha,  seguindo depois para o Fundão e C. Branco. Desejos de que tenham feito o restante da volta sem a nociva chuva e sem transtornos,,, que pelas minhas contas, pedalaram cerca de 137km, parabéns pelo feito.

 

PRÓXIMA VOLTA,  A ANUNCIAR BREVEMENTE.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:33


2 comentários

De Antunes a 18.11.2010 às 21:18

Sr Cavaca, há muito que não o cumprimentava. Quero dar-lhe os parabéns pela foto deste post, simplesmente um espelho dessa manhã. Continuem e um abraço.

De jmedeiros a 19.11.2010 às 10:35

Cavaca, o Homem e a máquina, nas pequenas coisas está a grande virtude...
Um abraço do sempre seu amigo Medeiros

Comentar post