Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



De Covilhã, pelos Açores.

Sábado, 26.06.10

Será que o nome Açores, atemorizou companheiros?  são apenas 135km, ída e volta.

Agradeço aos participantes, Palmeirão, Lebre e Jorge, o alento que me presentearam.

Compareceram para esta bonita volta, António Lebre, Palmeirão, Josá Cavaca e o nosso amigo Jorge Chorão, que veio da cidade da Guarda ao nosso encontro, com grande ânimo em nos fazer companhia durante parte do percurso.

Pedalamos por Orjais, Gaia, Guarda, Alvendre, Amoreiras, Velosa, Açores, Aldeia Rica, Lageosa do Mondego, Porto da Carne, Cubo, Guarda, Gaia, Belmonte e Covilhã.

 

Passagem pela Gaia, um colega do Teixoso fazia-nos companhia.

 

Ao começar a subida de Santa Cruz, junta-se Jorge Chorão.

 

Passagem pela cidade da Guarda, numa zona próxima à residência de Jorge Chorão.

 

Jorge explicava isso mesmo a Palmeirão.

 

Depois de descermos o IP5, apróximavamo-nos de Amoreiras.

 

Aqui, firmávamos passagem por Velosa.

 

Açores à vista, eram 10h 40m,  tal como tinha referido ao Medeiros.

 

Foto de J. Cavaca

Açores é uma freguesia pertencente ao concelho de Celorico da Beira, ficando este a uma distância de cerca de 10 quilómetros de distância.
Situa-se no vale do Mondego e é vizinha de outras aldeias tais como, Velosa (2 Kms.), Lageosa do Mondego (5 Kms.), Baraçal (6 Kms.), Amoreiras do Mondego (4 Kms.), Vila Franca das Naves (10 Kms.), Ratoeira (6 Kms.), Minhocal (8 Kms.) e Porto da Carne (6 Kms.).
Outrora, Açores já fora vila e encontrava-se dividida em duas partes: a Vila, que era governada segundo a jurisdição existente e a Lameira, da qual fazem parte as aldeias de Aldeia Rica e Massa.
A toponímia desta aldeia está ligada com um milagre que surgiu da Virgem, quando esta fez aparecer uma ave, mais concretamente um açor, para ajudar um pajem a não ser condenado.

 

Com 34 graus, aproveitamos para reabastecer líquidos.

 

Uma casa curiosa nos Açores, a lembrar o filme "Homem rico, homem pobre".

 

E para registar a nossa passagem em 2010 por esta atraente aldeia, a foto família.

 

Subida do Porto da Carne para a Guarda.

 

Segunda passagem pela Forte, Farta, Fria, Fiel e Formosa cidade da Guarda.

 

Na descida da N18, Jorge deixava-nos, para seguir por Vale de Estrela rumo à sua residência.

Estamos gratos pela sua sempre simpática companhia.

 

Belmonte à vista, aqui era a vez de Palmeirão nos deixar.

 

Covilhã à vista, e vermelho é para parar,  termina assim a nossa já mítica dos Açores.

 

Bom fim de semana a todos.

 

Amanhã, por motivos de trabalho não há ciclismo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 14:30


12 comentários

De Antunes a 26.06.2010 às 16:41

Um comentário;
sem comentários!

PARABÉNS AOS PARTICIPANTES

De José Cavaca a 26.06.2010 às 18:36

Boa tarde Antunes, com ou sem comentários, foi uma volta algo dura para quem ainda está longe doa 100%.

José Cavaca

De Rio de Moinhos a 26.06.2010 às 17:43

amigo Cavaca há muitoque sigo as vossas voltas e dignas de serem seguidas neste espaço, mas não esqueçam de passar por esta zona logo que lhes seja possivel. Tambem queremos que registe a vosaa passagem por cá com os amigos e fotos.

De José Cavaca a 26.06.2010 às 18:37

Jé passamos por aí, só que o amigo na altura estava ausente, mas não faltarão oportunidades.

José Cavaca

De abel a 26.06.2010 às 18:08

Boa tarde amigo José agora ja fiquei a conhecer os açores ai perto mais que pena tao poucos participantes numa volta desta beleza venho de chegare tanbém da minha volta nao era tao bonita come a sua mas ciclistas eramos par ai uns 30 e poucos fizemos 105 km amigos ciclistas do blog participam o mais que possible quanto mais melhor um grande abraço a todos vos e bom fim de semana abel

De José Cavaca a 26.06.2010 às 18:43

Companheiro Abel, é uma pena não estar por cá, teria feito esta volta connosco, é dura e de rara beleza. Quanto aos participantes, é realmente algo penoso, mas apenas vem quem pode ou quer.

Grande abração, cumprimentos a todos, e cá vamos esperando e estudando algumas voltas para o seu regresso.
José Cavaca

De Lourenço a 26.06.2010 às 19:34

Ola

Eu tambem queria ir, mas na ultima escolhi a praia em vez da bicicleta. Que bom que estava a praia da Figueirinha na terra do Mourinho.

Grande Abraço

De José Cavaca a 26.06.2010 às 22:50

Ó Lourenço, isso de vir para aqui a meter veneno não dá!!!! Lourenço, Conheço muito bem essa praia da Figueirinha, tenho família em Palmela e sempre que posso, não deixo de lá ir.

Grande abraço

José Cavaca

De abel a 26.06.2010 às 19:41

Amigo José claro que ia com vocês fica par o mês de Agosto quero dar os parabéns aos que estiveram presentes que ja tive a oportunidade de conhecer déramos umas voltas juntos no mês de Maio parabéns au companheiro Lebre e Palmeirao que é uma autentica maquina un abraço a todoq Abel

De João Martins a 26.06.2010 às 20:43

Amigo Cavaca,
A mim e ao Paulo Jesus faltou-nos coragem para acordar tão cedo. No entanto, parabéns pelo passeio e uma rápida recuperação!!
Amanhã, apesar da ausência do José Cavaca, alguém do grupo sai à estrada?
Um abraço a todos,
João Martins (Viseu)

De José Cavaca a 26.06.2010 às 21:09

Boa tarde João,,, às 8 horas, nesta época, e com o calor que já estava, até já é muito tarde. Era uma volta digna de mais participantes, pena tenho eu, não ter a vossa saúde para a fazer em melhores condições. Obrigado João pelos votos de recuperação, mas isto ainda está para mais uns dias.

Grande abração companheiros, mas por favor durmam menos.

José Cavaca

De António Lebre a 26.06.2010 às 22:26

Mesmo com o Cavaca algo combalido ainda se "nadou" um bocado, mas de facto com mais companheiros é mais engraçado, mas vai quem pode e eu na próxima semana também não posso.
Lebre

Comentar post