Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Quando o ciclismo é mais importante que "coser meias"

Quinta-feira, 25.02.10

Entre os 11 comissários de corrida da 36.ª Volta ao Algarve houve três mulheres cuja paixão pelo ciclismo fez gastar dias de férias e fora de casa para zelarem pelos regulamentos, ignorando “ordens” para irem “coser meias”.

A lacobrigense Paula Martins, de 42 anos e há 20 em funções, tem o mais alto estatuto - comissária internacional - e foi praticante das duas rodas, tal como Neusa Santos, com 35 anos e 16 de experiência, embora a nível nacional. Marta Oliveira, assistente social de 26 anos, é a mais recente perita do trio, por “influência de amigos e amigos de amigos”, a envergar a farda azul com o símbolo colorido da União Ciclista Internacional (UCI), também só em corridas portuguesas. Marta e Neusa partilham a origem: Loulé.

“Aqui no Algarve, já é normal, não há discriminação. Há seis comissárias no activo, mas foi a Paula quem desbravou o caminho. Lá para cima é que ainda estranham um bocado. O mais difícil é lidar com a responsabilidade crescente nas corridas”, disse à Agência Lusa Neusa Santos, secretária de profissão. Paula Martins, igualmente secretária, ainda guarda na memória um Circuito de Caneças em que foram estipuladas cinco voltas em vez das tradicionais seis, que até os cartazes atestavam, quando ainda era comissária regional.

“Foi o fim da picada. Obviamente, nós acabámos com a corrida à quinta volta como estava combinado, mas a população revoltou-se e eu fui um dos alvos mais apetecíveis: vai mas é coser meias, gritavam eles”, conta a mais antiga comissária da UCI portuguesa em conjunto com a colega do curso de 1988, Isabel Fernandes.

Paula Martins lembra ainda as dificuldades dos primeiros tempos, quando subiu de regional a internacional em três anos e os comissários do género masculino a “olhavam de lado” por “tão rápida ascensão”. “A família é que fica prejudicada. Por exemplo, ao meu filho de 14 anos só vi os primeiros passos e a primeira sopa através de fotografias”, lamentou, reconhecendo que também há uma “grande família no ciclismo”.

Para as corridas em que são nomeados, quer a nível nacional, quer a nível internacional, os comissários recebem, respectivamente, 50 e 75 euros de diária e têm de abdicar de dias de férias porque “nenhum patrão dá dispensas para isto”.

Na “Algarvia”, Paula Martins, como “técnica”, acompanha a corrida, num dos carros da organização, atentando a quaisquer irregularidades, enquanto Neusa Santos é auxiliar do juiz de chegada e Marta Oliveira é juíza de partida. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 09:09


8 comentários

De Jorge Medeiros a 25.02.2010 às 10:38

Boa volta, mas com o tempo que está nem sei se no fim de semana dá para andar!
Já estou a pensar em comprar rolso, onde posso arranjar uns iguais aos do amigo Cavaca?
Abraço
Medeiros

De oui c´est moi a 25.02.2010 às 10:46

Companheiro Medeiros
Rolos como os do amigo cavaca não é para "toscos" a andar de bike....!!! ???, com o devido respeito .... Na Covilhã ART´BIKE tem rolos, fica junto à Adega da Covilhã ou qualquer outra casa de venda de Bikes com qualificação **** ou *****......
Abraço

De Jorge Medeiros a 25.02.2010 às 10:52

amigo "oui c´est moi" , eu vi o amigo Cavaca andar naquilo e fiquei impressionado, agora se eu consigo andar ou não!? tenho que me atirar de cabeça, pois senao nunca chego lá, é como o ciclismo atirei-me de cabeça e lá me arrasto com vocês, mas há-de chegar o dia que já irei com menos dificuldades, a mente é que manda.
Na ART'BIKE tem rolos livres como os do Cavaca?
Grande abraçao e até este fim de semana.
Medeiros

De oui c´est moi a 25.02.2010 às 11:11

Amigo Medeiros

Não tem em exposição mas pode encomendar, certamente.

De José Cavaca a 25.02.2010 às 12:23

Meus bons amigos, não houve volta, a chuva era tanta que nem para o trabalho apeteceu ir,,,e o que está a valer, embora com muito sacrifício, é os rolos,,, mas ó Medeiros, só compra uns iguais aos meus se tiver muita, mas muita práctica a andar de bici, o que me parece ainda precoce,,, um conselho, por agora compre dos fixos. Abração.
José Cavaca

De Jorge Medeiros a 25.02.2010 às 21:00

Bem, depois de ver os videos acho que me fico pelso fixos!!

abraço
Medeiros

De Anónimo a 25.02.2010 às 11:07

Good morning
Bell reportage "copan" Cáváca.
Les femme son belle. Mulheres au "PODERE". Apesár de serr muito "mácho", sou un feministe "ferenhe", je les adore, idolátro-as, women son ma "perdicion", to "fecando brute et maluque", sen elles o que séria do monde e dos homens.. Think?. Mulheres ao POWER.. Oi mas non la Ferreira.. com leite, que mete medo ao medo.
Cáváca faça um reportage sur femmes. Oh oui Vanessa Fernandes, Portuguese girl, triatela.

De Diogo a 26.02.2010 às 19:41

Grandes senhoras!

Deixo aqui http://jornalciclismo.com/pelotao-nacional-para-cerca-de-um-mes uma noticia de como o ciclismo em Portugal... É uma miséria! Não estou a dizer que as equipas sejam más ou que não ha qualidade, mas sim a falta de apoio desta modalidade o que dificulta a sua evolução.

Comentar post