Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pelas encostas Sul da Serra da Estrela, um dos ex-libris nacionais.

Domingo, 20.02.22

1 (16).jpg

Ao longo desta encosta há inúmeros locais de beleza inesquecível para descobrir em todas as estações do ano, hoje visitamos algumas.
Os AMIGOS que fizeram parte desta manhã, Paulo Caniço, Sergio Rodrigues, Miguel Ângelo, José Cavaca, Antonio Gomes, Henrique D'Elvas, Marco Ribeiro e Manuel Ribeiro.
 

54.jpg

Esta manhã a dar início à Etapa pela Bouça, Serra da Estrela.

 

56.jpg

Pedalamos intensamente em mil cores porque, cada Volta é um arco-íris que só Pelotão Cavaca sabe colorir.

 

58.jpg

Eis o primeiro impacte do lado Sul da Serra da Estrela, realmente é de imensidão e, também, de pequenez perante o maciço rochoso que se agiganta perante nós.

 

59.jpg

Pelotão Cavaca a dar entrada nas Cortes.

 

60.jpg

A dar entrada nas Cortes do Meio, a Capital das Piscinas Naturais em Portugal.

 

61.jpg

Pelotão Cavaca a pedalar nas Cortes do Meio... é natureza em estado puro e as águas são o seu tesouro mais precioso: para além da semi-glaciar Ribeira das Cortes, que circunda a povoação, a aldeia é uma fonte inesgotável de lagos, poços e cascatas

 

62.jpg

Pelotão Cavaca na linda aldeia da Bouça. É o nome de uma encantadora terra, agarrada aos céus numa das abas da Serra da Estrela.

 

64.jpg

O topónimo de Bouça significa terreno inculto, onde nada além de mato sobrevive, situação que em nada condiz com tal significância. Esta terra é um verdadeiro cartaz turístico da Serra da Estrela.
Manuel Ribeiro ofereceu aqui os cafezinhos.
 

66.jpg

E depois dos cafezinhos e da nossa visita à Bouça, descida para as Cortes e poço da Monteira.

 

69.jpg

Pelotão Cavaca na Capital das Piscinas Naturais em Portugal... nas Cortes.

 

71.jpg

Pelotão Cavaca nas Cortes do Meio,,, natureza em estado puro e as águas são o seu tesouro mais precioso: para além da semi-glaciar Ribeira das Cortes, que circunda a povoação, a aldeia é uma fonte inesgotável de lagos, poços e cascatas.

 

73.jpg

Parque estacionamento para Pelotão Cavaca.

 

74.jpg

Unhais da Serra, chamada por uns "A Pérola da Beira" por outros a "Sintra da Covilhã", a 23 Km da sua sede de concelho, encontra-se situada num vale cavado nos granitos da Estrela por glaciares, inicia-se no planalto da Torre aos 1991 metros de altitude, vendo o seu desfecho a uma altitude de 500 metros no lugar das Taliscas.

 

75.jpg

Pelotão na Erada... esta estende-se por uma área de cerca de 4000 hectares, a uma altitude de 535 metros e confina com os limites das freguesias de Alvôco da Serra e Teixeira, do concelho de Seia e Sobral de São Miguel, Casegas, Paul e Unhais da Serra do concelho da Covilhã.
No que respeita à toponímia, segundo a revista Lusitana, terá origem no latim "hederata" que quer dizer povoada ou coberta de heras, todavia há outras versões.
 
 

78.jpg

Esta manhã... Domingueira com sabor a Sábado!!!

 

80.jpg

Sabiam que... Suporta-se bem a dor dos outros??? Pois é!!!

 

82.jpg

As nossas estradas são inumeráveis, mas incertas são as nossas estadias.
Pelotão Cavaca a Colorir Estradas das Beiras!
 
 

85 (1).jpg

Tudo tem começo e meio... O fim só existe para quem não percebe o recomeço...
QUARTA RECOMEÇAMOS!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 14:00






pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Fevereiro 2022

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728





comentários recentes

  • José Cavaca

    Gracias de coraçón,,, forte abraço desde Portugal...

  • Anónimo

    Portugal mágico en otoño. Preciosas rutas y muy bu...

  • Anónimo

    Obrigado por este magnífico passeio em sua companh...

  • Anónimo

    Parabéns e um Abração a todos e a todas, por mais ...

  • Anónimo

    Obrigado por me deixar partilhar uma experiência t...




subscrever feeds