Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Inolvidável este Covilhã-Lisboa.

Domingo, 20.05.18

Foto de José Cavaca.

Assim a caracterizou Ignacio Berrio Sanchez, inolvidável...
Fizeram parte desta aventura, Henrique Manso,Ignacio Berrio SanchezJosé CavacaKevin Sá,Marco Ribeiro, Miguel Ângelo e Vitor Marques...
Amigos, os 307 km mais rápidos dos últimos anos, fizeram desta etapa uma das mais significativas para quem dela fez parte.

 

Foto de José Cavaca.

Porque há amigos que nunca esquecem o PelotãoCavaca, nós também não esquecemos o que o amigo Vitor Marques fez por nós. Assim tudo fizemos para lhe dar um merecido pessoal abraço, mesmo encontrando-se em trabalho na Capital.
Bem Haja Amigo por tudo.
 

 

Foto de José Cavaca.

El héroe del dia, Ignacio Berrio Sanchez a hecho 307 km sin vacilar.
Gracias amigo por tu muy buena compania.

 

Foto de José Cavaca.

Este foi o grupo que partiu da Covilhã às 4:30 rumo a Lisboa.
Uma nota de agradecimento para o amigo Marco Ribeiro e Miguel Ângelo pelo gesto em nos acompanhar até C. Branco.
 

 

Foto de José Cavaca.

 4:30 e Pelotão Cavaca dava início à brilhante etapa que ligou a Covilhã à Capital.
307 km cultiváveis...
 

 

Foto de José Cavaca.

Rumo Lisboa vimos nascer o Sol na Lardosa.

 

Foto de José Cavaca.

Ambiente fantástico rumo a Lisboa.

 

Foto de José Cavaca.

Em Castelo Branco perto das 7:00 a temperatura era de 5 graus, para chegar mais tarde aos 30 entre Abrantes e Salvaterra de Magos.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca a pedalar em Vila Velha de Rodão rumo a Lisboa.

 

Foto de José Cavaca.

Estreia de Ignacio Berrio Sanchez nesta grande aventura, Covilhã-Lisboa.

 

Foto de José Cavaca.

Primeira subidinha do dia em Vila Velha de Rodão... aqui sim, já deu para aquecer.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca pelo Alentejo, actualmente um território descongestionado, preservado e seguro, com uma história marcada pelo rico património e cultura que lhe conferem identidade e autenticidade, e um potencial de afirmação competitiva, diferenciadora e sustentável, com base em actividades consolidadas e na emergência de novos nichos locais de especialização produtiva.

 

Foto de José Cavaca.

Pequena paragem em Nisa. Cafezinhos foram oferta de Kevin Sá.
Bem Haja amigo.

 

Foto de José Cavaca.

Esta é a linda aldeia de Arez por onde passamos às 9:15.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca a entrar no Rossio ao Sul do Tejo, Abrantes.

 

Foto de José Cavaca.

Ignacio Berrio Sanchez em Almourol. Situado numa pequena ilha escarpada, no curso médio do rio Tejo, este Castelo é um dos monumentos militares medievais mais emblemáticos e cenográficos da Reconquista, sendo, simultaneamente, um dos que melhor evoca a memória dos Templários no nosso país.

 

Foto de José Cavaca.

Aprovitamos também para repor líquidos e sólidos.

 

Foto de José Cavaca.

Almeirim, terra do bom melão.

 

Foto de José Cavaca.

Salvaterra de Magos, uma bonita vila, sede de concelho, pertencente à antiga região Ribatejana, próxima da margem do rio Tejo em terras aluviais, numa região de franca beleza natural, outrora escolhida pela Corte Portuguesa como local de eleição.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca às 15:45 entrava na ponde de Vila Franca de Xira, restavam 35 km para Lisboa.

 

Foto de José Cavaca.

E o sonho estava quase concretizado, às 17:16 entrava o Pelotão Cavacaem Lisboa.

 

Foto de José Cavaca.

Bem Haja Vitor Marques pela sugestão, memorizada para futuros próximos. 
Pelotão Cavaca em Santa Apolónia, Lisboa.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca na Praça do Comércio, antigamente Terreiro do Paço, é uma praça da Baixa de Lisboa situada junto ao rio Tejo, na zona que foi o local do palácio dos reis de Portugal durante cerca de dois séculos e que hoje está parcialmente ocupada por alguns departamentos governamentais. É uma das maiores praças da Europa.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca a dar entrada no terreiro do Paço.
É sempre um momento marcante depois de todas as peripécias e bons momentos que a antecedem, mas hoje teve um significado muito especial... a realização de um sonho concretizado pelo nossa grande amigo e companheiro Ignacio Berrio Sanchez.
Foi um prazer amigo partilhares connosco este dia.

 

Foto de José Cavaca. 

Pelotão Cavaca de regresso à Covilhã... a pedalar de forma diferente.

 

Foto de José Cavaca.

Quero agradecer a todos os que de uma ou outra forma contribuíram para que esta aventura, a 23ª, fosse um exito.
Um muito obrigado uma vez mais aos amigos Manuel RibeiroVitor MarquesMarco Ribeiro, Kevin Sá, Henrique Manso, Miguel Ângelo, Família e a estrela da festa Ignacio Berrio Sanchez.
Foto Kevin Sá.

 

Foto de José Cavaca.

É uma festa, toda a gente quer oferecer os cafezinhos ao pelotão.
Falta saber os desta manhã na qual não pude estar presente.

 

Foto de José Cavaca.

Tabela dos furinhos também atualizada...

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca ordenado após excelente Fim de Semana.
A registar a subida ao 7º lugar de Antonio Gomes.
Marco Ribeiro subiu de 14º para 13º lugar.
Kevin Sá subiu de 19º para 14º lugar.
Ignacio Berrio Sanchez subiu de 21º para 16º lugar.
Restantes reforçaram osições.
 

 

Quarta Feira há mais...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 09:59

Covilhã-Lisboa é Sábado.

Quinta-feira, 17.05.18

Foto de José Cavaca.

Mapa da volta.

 

Foto de José Cavaca.

Perfil da volta

 

Foto de José Cavaca.

Pormenores da etapa.

 

Partida dos Arcos às 4:30

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 09:34

Beira Alta temperou etapa Covilhã-Lisboa.

Quarta-feira, 16.05.18

Foto de José Cavaca.

Os amigos que fizeram parte desta durinha volta, Luis Carlos Moita, Pedro Santos, Henrique MansoJosé Cavaca.
150 km de ouro para o que nos espera.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca esta manhã a dar início à etapa por Sobral da Serra, Guarda.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca à passagem pelo alto de Famalicão-Guarda.

 

Foto de José Cavaca.

Barragem do Caldeirão foi palco da nossa passagem rumo à aldeia de Sobral da Serra.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca a dar entrada na aldeia de Sobral da Serra-Beira Alta.

 

Foto de José Cavaca.

Sobral da Serra, uma freguesia portuguesa do concelho da Guarda com apenas 242 habitantes.

 

Foto de José Cavaca. 

Subidinhas da Aldeia de Sobral da Serra chegaram aos 18% de inclinação.

 

Foto de José Cavaca.

Depois da nossa passagem por Sobral da Serra, eis-nos em Alvendre.

 

Foto de José Cavaca.

Cidade da Guarda fez parte do nosso itinerário esta manhã.

 

 Foto de José Cavaca.

Esta é a aldeia de Vila Fernando, uma encantadora localidade que visitamos regularmente.

 

Foto de José Cavaca.

Em Monte Carreto, Guarda.

 

Foto de José Cavaca.

Esta manhã Pelotão Cavaca a pedalar na linda cidade da Sabugal.

 

Foto de José Cavaca.

A pedalar no Casteleiro...

 

Foto de José Cavaca.

Um agradecimento ao nosso amigo e companheiro pela assiduidade nas nossas voltas enquanto esteve em Portugal.
Boa viagem de regresso.

 

Foto de José Cavaca.

Cafezinhos hoje foram oferta de Henrique Mansoem Vila Fernando.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca ordenado após etapa de Sobral da Serra.
A registar a subida ao 24º lugar de Luis Carlos Moita.
Pedro Santos ocupa o 42º lugar.

 

Sábado é a Lisboa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 14:55

Brevemente Pelotão volta à Graça...

Terça-feira, 15.05.18

 

... são muitos anos de história...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 19:45

Quarta é por Sobral da Serra.

Segunda-feira, 14.05.18

Foto de José Cavaca.

Perfil da volta.

 

mapa.jpg

Mapa da volta.

 

Foto de José Cavaca.

Pormenores da volta.

 

Partida dos Arcos às 7:15

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 18:03

Pelotão a Colorir Estradas da Cova da Beira.

Domingo, 13.05.18

Foto de José Cavaca.

Este Domingo compareceram os amigos Kevin Sá,Sergio Duarte RodriguesJosé Cavacaa, André ReisLidio RamosManuel RibeiroJose Esteves,Antonio GomesMarco Ribeiroo e Miguel Ângelo.
Bem Haja amigos, um bom resto de Domingo e uma ótima semana para todos.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca nos preparativos para a voltinha de convívio Domingueira.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca em aquecimento domingueiro.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca, sempre a pedalar com prazer, divertimo-nos é para isso que vivemos.

 

Foto de José Cavaca.

Quando pedalamos todos num sentido, chegamos juntos!

 

 Foto de José Cavaca.

 

Nenhuma receita mirabolante substitui uma boa manhã de ciclismo.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca esta manhã a pedalar na Ponte Peso-Pesinho e a finalizar mais uma bonita volta Domingueira.

 

Foto de José Cavaca.

Cafezinhos hoje foram oferta do amigo Manuel Ribeiro no Carvalhal, fazendo questão de pertencer ao grupo da cafeina.

 

 Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca ordenado após etapa domingueira.
A registar a subida ao 10º lugar de Sergio Duarte Rodrigues.
Marco Ribeiro subiu de 15º para 14º lugar.
Manuel Ribeiro subiu de 16º para 15º lugar.
Kevin Sá subiu de 20º para 19º lugar.
André Reis subiu de 33º para 26º lugar.

 

Quarta há mais...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 11:54

Rosmaninhal perfumou 206 Km.

Sábado, 12.05.18

Foto de José Cavaca.

Amigos, esta foi sem sombra de dúvida uma das mais belas etapas de 2018, uma das mais proveitosas e uma das mais perfumadas. 206 Km com todo o tipo de terreno e para valorizar o treino, 90 foram contra forte vento... 
Os protagonistas, Henrique MansoKevin Sá, Miguel Ângelo, José CavacaPaulo JorgeMarco Ribeiro e André Reis.
Manhã Maravilha!
 

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca às 7:15 dava início à perfumada etapa do Rosmaninhal.

 

Foto de José Cavaca.

Início da Gardunha serviu de aquecimento.

 

Foto de José Cavaca.

Passagem na lindíssima e histórica aldeia da Orca.

 

Foto de José Cavaca.

Idanha-a-Nova, ponte da nossa passagem para Rosmaninhal.

 

Foto de José Cavaca.

Com 78 km percorridos, às 10h virava-se para a nossa perfumada terra, Rosmaninhal.

 

Foto de José Cavaca.

A nossa aldeia à vista.

 

Foto de José Cavaca.

Rosmaninhal, a maior freguesia do concelho de Idanha-a-Nova, ocupa o canto SE do Distrito de Castelo Branco, e é uma das maiores de Portugal, ocupando 26.590 hectares.

 

Foto de José Cavaca.

Aldeia e antiga vila, de largas ruas e casas pobres, habitada por jornaleiros e alguns senhores que, sendo grandes possuidores de terra, não renunciaram à vida primitiva da lavoura.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca adora o Rosmaninhal... O aspecto da região é extremamente rústico e isolado, uma espécie de Alentejo mais arcaico onde a lavoura rotineira mal conhece as inovações que são já a regra desta província.

 

Foto de José Cavaca.

Rosmaninhal tem a particularidade de estar dividida em duas partes. A zona antiga com o pelourinho do século XVI que é um dos mais bonitos da Beira Baixa, a casa da Câmara, o largo da guarita, a Igreja Matriz e perto desta, existiu outrora uma fortaleza mandada reconstruir, por D. João IV, durante a Guerra da Restauração.

 

Foto de José Cavaca.

Cafezinhos no Rosmaninhal foram oferta de Miguel Ângelo.
Bem Haja amigo.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca na despedida ao Rosmaninhal.

 

Foto de José Cavaca.

Também houve quem se despedisse de nós...

 

Foto de José Cavaca.

... e à saída do Rosmaninhal começava verdadeiramente a etapa Paraíso... amigos, só quem lá vai pode testemunhar.

 

Foto de José Cavaca.

Uma verdadeira estrada paradisíaca entre Rosmaninhal e Segura, aldeia que faz fronteira com Espanha.

 

Foto de José Cavaca.

... por tudo isto, e muito mais, eu disse que esta foi uma das etapas mais bonitas de 2018... 

 

Foto de José Cavaca.

Uma verdadeira estrada para ciclistas... uma estrada a repetir brevemente.

 

Foto de José Cavaca.

... como diz o amigo Antonio Cabaço, "que inveja".

 

Foto de José Cavaca.

Amigos, eu também fui à etapa do Rosmaninhal...
Foto de Kevin Sá.

 

Foto de José Cavaca.

Nas margens do rio Erges encontra-se a fronteira entre Segura e Piedras Albas, em pleno Parque Natural do Tejo Internacional. Trata-se da primeira fronteira entre a Beira Baixa e a Extremadura espanhola.

 

Foto de José Cavaca.

A dar entrada em Espanha, Segura.

 

Foto de José Cavaca.

Em terras de Espanha e Segura a ver-nos.

 

Foto de José Cavaca.

Henrique Manso em terras de Espanha mostra cores de Portugal.

 

Foto de José Cavaca.

Mas o Pelotão tinha que dar ao pedal, esperavam-nos 97 km com vento pela frente em terreno rompe pernas.

 

Foto de José Cavaca.

Passagem na Zebreira com 84 km pela frente e 122 já feitos.

 

Foto de José Cavaca.

Aldeia de João Pires via-nos pedalar com 10 minutos de antecedência... 

 

Foto de José Cavaca.

... estamos Contigo Amigo...

 

Foto de José Cavaca.

À passagem pela Capinha, até parece que tinham alguns 200 km...

 

Foto de José Cavaca.

... e o teste à etapa Covilhã-Lisboa tinha nota 20.
Às 15:40 Pelotão Cavaca chagava à Covilhã... algum tempo antes do previsto. Nada mau para quem pedalou metade da volta com vento de frente.
Bem Haja aos amigos que connosco partilharam esta etapa Maravilha.

 

 Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca ordenado após etapa Rosmaninhal.
A registar a subida ao 20º lugar de Kevin Sá.
Restantes reforçaram posições.

 

 

 

Post em elaboração...

 

 

Amanhã às 9:00 nos Arcos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 16:52

Sábado, por Rosmanilhal e Segura.

Quinta-feira, 10.05.18

Foto de José Cavaca.

Rosmaninhal.

 

Foto de José Cavaca.

Segura.

 

Foto de José Cavaca.

Esta é a lindíssima estrada que liga Rosmaninhal a Segura.

 

Foto de José Cavaca.

Perfil da volta.

 

Foto de José Cavaca.

Esta é a tabela da etapa por Rosmaninhal...
Esta é a tabela, como tantas outras foram úteis, e continuarão a ser a todos os que foram, vão e continuarão a ir a nosso encontro a determinadas localidades e ou horas de preferência.
Esta é a tabela que serve de referência, apenas referência a todos os que foram, vão e continuarão a ir connosco, sabendo as horas de Partida, Chegada, Grau de Dificuldade, pontos de paragem, (nunca obrigatórios), Km percorridos e por percorrer.
Esta é a Tabela cujas funcionalidades foram elogiadas por elementos da Organização da Volta a Portugal...
Esta é a tabela que muita dor de cabeça dá a quem já a elogiou e dela se serviu... mas hoje não serve...
Meus amigos, esta é a Tabela que, enquanto tiver pernas e saúde, vai continuar a dar muita dor de cabaça... porque Pelotão Cavaca só deve morrer comigo:
Muito obrigado a todos, porque todos contribuem para ficar mais forte.

 

Partida dos Arcos às 7:15

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 10:14

Pela Malcata, das mais belas do ano!!!

Quarta-feira, 09.05.18

Foto de José Cavaca.

Os protagonistas beneficiados desta etapa José Cavaca, Paulo Jorge,Henrique Manso e o nosso amigão Luis Carlos Moita.
127 km de muito nível!

 

Foto de José Cavaca.

Passagem na Sra do Carmo às 8:00

 

Foto de José Cavaca.

Ponte São Sebastião em Caria.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca a dar início à subida para o alto de Alagoas.

 

Foto de José Cavaca.

Alto de Santo Estevão.

 

Foto de José Cavaca.

Alto de Alagoas, Sabugal, ponto alto da volta.

 

Foto de José Cavaca.

Paulo Jorge à passagem pela Barragem do Sabugal, Malcata.

 

Foto de José Cavaca.

Freguesia da Malcata, local dos cafezinhios, hoje oferta do nosso amigo Luis Carlos Moita.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca a dar entrada no parque Natural da Serra da Malcata.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca a pedalar pela Reserva Natural Serra da Malcata. Uma área protegida de Portugal, localizada na região da Beira Interior, abrangendo parte dos concelhos de Penamacor (Distrito de Castelo Branco) e Sabugal (Distrito da Guarda), junto à fronteira com a Espanha. Tem uma área de 16.348 ha.

 

Foto de José Cavaca.

Hoje pedalamos por esta maravilha, Serra da Malcata. É a sétima elevação de Portugal continental. Ali nasce o rio Bazágueda, afluente do Erges, parte da rede hidrográfica do Tejo. O relevo é ondulado, com presença de bosques e áreas de matagal mediterrâneo.

 

Foto de José Cavaca.

A reserva da Malcata foi criada em 1981 para servir de santuário para o felino mais ameaçado do mundo, o lince-ibérico (Lynx pardinus). Actualmente acredita-se que o lince esteja quase extinto na reserva, ainda que a área possa no futuro ser utilizada como área de reintrodução.

 

Foto de José Cavaca.

Entre as espécies animais importantes presentes no parque encontram-se o gato-bravo (Felis silvestris silvestris), o javali (Sus scrofa), a raposa-vermelha (Vulpes vulpes), a gineta (Genetta genetta) e outros. Destaca-se a cegonha-preta (Ciconia nigra), uma espécie rara em Portugal. Todas as espécies de anfíbios existentes em Portugal continental estão representadas na reserva.

 

Foto de José Cavaca.

Na Malcata um pesado bem atestado...

 

Foto de José Cavaca.

É ainda possível na Reserva Natural da Serra da Malcata,
pedalar por entre uma paisagem inigualável, onde a presença humana é pouco sentida e a cada passo se encontram animais raros e uma flora que recorda as antigas florestas mediterrânicas.

 

Foto de José Cavaca.

No início dos anos 90 existiam cerca de 1000 linces ibéricos distribuídos por 9 núcleos populacionais em Portugal e Espanha. Hoje são apenas 2,Henrique Manso e Paulo Jorge.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão na despedida à aldeia de Quadrazais.

 

Foto de José Cavaca.

Cidade do Sabugal também foi palco da nossa passagem.

 

Foto de José Cavaca.

Toda esta manhã bem recheada de beleza que a Mãe Natureza tem para nos oferecer...

 

Foto de José Cavaca.

Com tamanha beleza que a Primavera nos oferece, são muitos os motivos para programar este tipo de voltas.

 

Foto de José Cavaca.

Um bonito seguidor esta manhã... 30 km/h.

 

Foto de José Cavaca.

Pelotão Cavaca à passagem pelo Escarigo.
Esta dedico ao amigo Paulo Carrola, João Carrola,Isabel Almeida e Maria Almeida com um forte abraço ao nosso estimado Francisco Carrola e Esposa.

 

Foto de José Cavaca.

Covilhã à vista às 12:45 e final de uma das mais belas voltas do ano... Bem haja a todos os que desfrutaram desta manhã maravilha.
Sábado vamos ao Rosmaninhal, mais de 200 km bem necessários para a etapa de Lisboa.
 
Foto de José Cavaca.
Pelotão Cavaca ordenado após etapa maravilha da Malcata.
A registar a entrada do nosso amigo Luis Carlos Moita para o 30º lugar.
Restantes reforçam posições.

 

 

Post em execução... aguarde.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:39

Quarta é pela ímpar beleza da Malcata.

Segunda-feira, 07.05.18

Foto de José Cavaca.

Perfil da etapa.

 

Foto de José Cavaca. 

Mapa da volta.

 

 Foto de José Cavaca.

Pormenores da volta.

 

Partida dos Arcos às 7:30

Sra do Carmo 8:00

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 16:02







pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Maio 2018

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031