Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Magia na volta dos Quadrazais.

Quarta-feira, 14.01.15

Melhor é difícil, que o digam Henrique Manso, Nuno Silva, José Cavaca, Fernando Caetano, Pedro Santos, Sérgio Gomes, e Armando Oliveira.

 

Partida da Covilhã com muito frio e nevoeiro.

 

Só perto de Caria o nevoeiro largou nossa roda, mas o frio mantinha-se.

 

Momentos mágicos...

Por vezes a pessoa certa é a que está ao nosso lado nos momentos incertos...

 

Juntava-se então em Caria vindos de Belmonte, o Sérgio Gomes e Nuno Silva.

 

Subida para o Terreiro das Bruxas, novamente frio e Nevoeiro.

 

Passagem do Pelotão Cavaca em Santo Estevão.

 

Ponto alto da volta, 900 metros de altitude.

 

Pelotão próximo da Malcata com a Barragem à direita.

 

Entrada na Freguesia da Malcata.

 

O registo da nossa presença na Malcata, local onde Henrique Manso ofereceu os Cafézinhos.

 

E agora sim, começava o Paraíso da nossa etapa, entrada no Parque Natural da Serra da Malcata.

 

Totalmente "virgem" para nós, esta digna ciclovia vai ser certamente muito percorrida por nós.

 

Com a maior naturalidade, um outro Pelotão recebia-nos no seu próprio habitat.

 

A Reserva Natural da Serra da Malcata (RNSM) localiza-se entre a vila de Penamacor e a cidade do Sabugal, junto à fronteira com Espanha. O seu símbolo é o lince-ibérico, o felino mais ameaçado do mundo, mas nós encontramos foi muitas vacas.

 

Há uma beleza natural da paisagem que cativa e uma diversidade biogenética que apetece observar... eu cheguei a parar por diversas vezes. Este é um lugar privilegiado para estar em comunhão com a natureza.

 

Mas o tempo passava e não dava para muitos "namoros".

 

Depois entramos na belíssima aldeia de Quadrazais.

 

Sempre em óptimas estradas, apróximavamo-nos do Sabugal.

 

Pelotão Cavaca próximo de Sortelha.

 

Já em Sortelha.

Situada no alto de um monte elevado, a mais de 760 metros de altitude, numa região muito acidentada, de cariz granítico, Sortelha é uma povoação ornada com penedos e barrocos, onde as casas encostam e assentam.

 

Com a Covilhã à vista e hipnotizados pela magnífica volta, termino esta reporvolta.

 

Depois da nossa etapa maravilha desta manhã, eis o Pelotão Cavaca ordenado.
De registo:
Pedro Santos sobe ao 2º Lugar.
Armando Oliveira sobe de 12º para 8º lugar.
Sérgio Gomes sobe de 20º para 10º lugar.
Fernando Caetano sobe de 21º lugar para 14º.
Nuno Silva sobe de 22º para 20 lugar.
Henrique Manso sobe de 24º para 21º lugar.

 

Próxima volta

Monforte da Beira

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 15:50