Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Hoje, calor humano só na Cabeça...

Sábado, 20.12.14

Manhã gélida, e só Guilhermino Pais, José Gouveia, Miguel Ângelo, Vasco Santos e José Cavaca tiveram coragem para fazer esta tradicional volta.

 

Partida da Covilhã às 8.00, que frio, 3 graus negativos.

 

Passagem no alto da Portela,,, gelo por todos os lados!

 

Só na nossa bonita estrada das Pedras Lavradas, aquecemos as mãos.

 

Passagem no alto das Pedras Lavradas.

 

Depois da descida com  cuidados redobrados para Vide, iniciou-se a subida para a nossa aldeia de Cabeça.

 

Rampas muitas vezes a passarem dos 14% de inclinação, davam para aquecer.

 

Aldeia de Cabeça à vista.

 

Pelotão a dar entrada na Aldeia Natal e Led.

 

"Uma aldeia genuína, por mãos de gente genuína”. Essa é a expressão que

melhor descreve a Aldeia Natal, em Cabeça, na Serra da Estrela, perto de Seia.

Este ano a festa, que tem a sua segunda edição, decorre entre 29 de Novembro e 4 de Janeiro. A festa é a única no país em termos de decoração: todos os materiais usados são retirados da natureza. Giestas, videiras ou pinheiros são apenas algumas das matérias primas usadas para enfeitar da aldeia, que tem o visual completo com a utilização de luzes (Cabeça também é a primeira Aldeia Led de Portugal).

 

A Aldeia Natal é um evento 100% sustentável. Uma das características marcantes

da festa é o facto de que todo o trabalho é feito pelos moradores da aldeia.

As pessoas dedicam horas dos seus dias e noites para preparar a decoração, num

trabalho comunitário realizado em espaço próprio.

 

Outro aspecto a destacar é o fato de, durante o evento, os moradores da aldeia

abrirem as portas das suas casas para receber os visitantes. Na sua primeira

edição, a festa levou milhares de pessoas à aldeia. Neste ano, a organização

aposta num crescimento do número de visitantes.

 

Mas tivemos que por pés nos pedais,,, passagem em Loriga 45 minutos de atraso.

 

Quase a chegar ao alto das Pedras Lavradas a surpresa do João Venâncio.

 

João que depois fez o restante percurso na nossa companhia.

 

À passagem pelos Vales do Rio cheirava a final de volta.

 

E colorim colorado, esta volta terminou.

Não esquecer que amanhã é no

Complexo ás 8:30.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 16:14