Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pelas Sarzedas numa manhã primorosa.

Sábado, 01.02.14

Fizeram parte desta "passeata" de 160,5km, João SousaFernando DuarteGuilhermino PaisHenrique Manso, ( Silvério Correia, estreia),Marco Daniel Alves, (Pedro Pedro Rodrigues herói do dia), Luis Filipe, eJosé Cavaca. Juntaram-se ainda à festa, Carlos Lourenço, Sérgio M. Pinheiro e José Carlos Santos.

 

 Uma volta muito especial, com um amigo não menos,,, Silvério Correia estreou-se este ano nas nossas voltinhas. Obrigado companheiro pela tua sempre simpática companhia.

 

 

 Meus amigos, hoje o prémio da combatividade vai direitinho para o nosso herói Pedro Rodrigues. Parabéns amigo pelo empenho e coragem aplicados nesta voltita de 160,5km.

 

Partida da Covilhã às 8h.

 

Pelotão à saída do Fundão.

 

Foto de Fernando Duarte próximo do Souto da Casa.

 

A nossa popular passagem em Vale de Urso.

 

Pelotão na zona da Paradanta.

 

Um bonito cruzamento de "cores".

 

Em Almaceda o nosso amigão Silvério, vindo de C. Branco,  aguardava por nós.

 

Depois foi pedalar até ao Padrão.

 

Um descanso cansativo obrigatório.

 

Seguiu-se uma zona toda ela muito bonita,,, até o nome das terras.

 

... e até as durinhas rampinhas tinham a sua graça.

 

Gerir esforço, uma característica cá do "Cavaquita".

 

Algum equilíbrio de cores,,, quanto ao resto não sei.

 

João Sousa e Henrique Manso vencendo mais uma subidita.

 

Eis a nossa terra,,, Sarzedas.

 

Sarzedas distingue-se pelos traços de cor que lhe marcam as fachadas das casas rebocadas a caminho da Fonte da Vila. Antiga Vila e sede de Concelho, o seu Pelourinho, o Largo, as Igrejas e Capelas, sobressaem de uma malha urbana com casas de belo traçado e volumes grandiosos, que atestam a presença marcante da História da Vila e dos seus habitantes.  No Alto de São Jacinto, junto à Igreja Matriz, o Campanárioa com a sua Torre Sineira – que ficou da antiga Igreja sobre Outeiro – ergue-se solitário sobre a aldeia. Está-se bem aqui, neste espaço de leitura moderna, a pensar na história deste lugar cujo povoamento se deve a D. Gil Sanches.

 

Nas Sarzedas o nosso amigo Pedro Rodrigues quis oferecer os cafézinhos ao Pelotão.

Muito obrigado amigo Pedro.

 

Passagem na ponte sobre o Rio Ocrêsa.

 

Depois foi a subidinha mais dura do dia.

 

Mas ainda sobram forças para as fotos aos amigos.

 

Foto que é exatamente esta.

 

 

Quase em Castelo Branco.

 

Castelo Branco à vista.

 

Que trio de "3".

 

Pelotão em Castelo Branco.

 

À sida de Castelo Branco o nosso companheiro teve que nos deixar.

 

 

Já na perigosíssima N18.

 

Serra da Gardunha, a ultima subida de relevo até à Covilhã.

 

O nosso amigo Zé deu "show" a descer,,, obrigado pela ajuda.

 

Final de glória desta bonita e durinha etapa.

Muito obrigado a todos os intervenientes que enriqueceram esta bonita manhã velocipédica.

 

Eis a nossa tabela de amigos depois desta etapa.

 

 

 Amanhã, saida dos Arcos ás 8h 30m.

Percurso: Covilhã(Arcos), Monte Serrano, Peraboa, Monte Bispo, Quinta termos, Inguias, Belmonte, Orjais e Covilhã.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 17:30