Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Volta por Sandomil, é um espanto!

Sábado, 15.06.13

Participaram numa das que se pode chamar "mais bonitas voltas do ano", Luis Filipe, Guilhermino Pais, Marco Alves, Armando Oliveira, Vasco Santos, Henrique Manso, Fernando Duarte, e José Cavaca. José Carlos juntou-se a nós a meio da volta.

 

Saida da Covilhã em autêntico ritmo de passeio, mas mesmo assim os amigos não chegaram.

 

À saída de Unhais até brincamos aos fotógrafos.

 

Depois do cruzamento da Erada a coisa estava a ficar feia para o amigo Armando, pois por questões familiares, e que alguns amigos conhecem, tinhamos que pisar o pedal!

 

Passagem em Vide.

 

Esta é já a estrada N514 que liga a Ponte das 3 Entradas a Sandomil.

 

Próximos de Santo António do Alva.

 

É um prazer pedalar por esta região.

 

Penalva de Alva.

É uma povoação bastante antiga, não se conhecendo quando nem por quem fundada. A povoação é tão antiga que foi sede de concelho antes de 1140, recebendo a 1ª carta de foral atribuida por D. Afonso Henriques, quando ainda era infante. Já teve os nomes de Riba de Alva, Penalva de Riba de Alva e Penalva de S.Gião. O actual nome é constituido por:
Penalva - topónimo que designa uma rocha branca -  Peña=Penha (rocha) + Alva=Branca; de Alva - deriva do nome do rio que atravessa a localidade e que nasce na serra da Estrela no sitio do Lagoacho (Vale do Rossim).


Chegada a Sandomil.


A aldeia de Sandomil estende-se nas margens do rio Alva e possui locais aprazíveis, destacando-se a praia fluvial, a ponte romana, os moinhos de água, a Corredoura e o lugar da fonte da Moura.
À freguesia de Sandomil pertencem ainda as aldeias do Furtado, Corgas e Cabeça de Eiras.


A paisagem rural de Sandomil é o maior Património da aldeia, com moinhos de água, azenhas bem na margem do rio e a fantástica praia fluvial de águas luzidias. Por entre estas ruas serranas de calmaria e paz de espírito, destacam-se ainda a Ponte Romana, o antigo edifício dos Paços do Concelho, hoje uma Casa Brasonada, a Igreja Paroquial com a sua curiosa Torre inclinada, a granítica Capela de S. Sebastião e a de S. João Baptista.


E finalizamos o registo da nossa passagem por esta lindíssima aldeia com a nossa foto.


E aqui em Sandomil começou própriamente a nossa volta!!!


Em Corgas uma pequena recuperação muscular. 


 


Para voltar de novo ao ataque das rampitas de 15%.


Entre Valezim e Loriga a coisa ficou mais suave.


Apróximação à Praia Flúvial de Loriga. Chegou-se a temer o pior,,, que Henrique mergulhasse.


Com Loriga ao fundo, iria-se agora descer para Alvoco.


 

À passagem por Outeiro da Vinha, a nossa voltinha estava a terminar.


Novamente nas Pedras Lavradas. Agora era rolar para a Covilhã.

Concluida mais uma maravilhosa volta, envolta de maravilhosa natureza.


Lista de amigos após esta lindíssima etapa.


AMANHÃ SAÍDA DA SRA DO CARMO ÀS 8h 30m.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 14:28