Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Da Covilhã a Folgosinho e voltar em BTT.

Sábado, 29.06.13

Simplesmente 120km espectaculares!!! 

Depois de tanta publicidade a este evento, pensei que houvesse mais gente com vontade de participar e como é obvio a gostar de BTT.

Reviver esta aventura passados 17 anos foi para mim como um rejuvenescer no tempo!

Tiveram a coragem de me acompanhar, João Cavaca, Henrique Manso, Marco Alves, Vasco Santos, Armando Oliveira, Daniel Barata, Zé MIguel, Patric Barata, e eu José Cavaca.

 

Partida da Covilhã cerca das 8h rumo ao Teixoso onde Vasco nos esperava.

 

Já com a companhia do Vasco dava-se inicio à primeira subidinha.

 

Além do Vasco também se juntou a nós este "Boby" que só nos largou em Valhelhas.

 

Com muito calor subia-se para o alto de São Gião.

 

Já perto do alto de São Gião o nosso Boby não descolava.

 

Passagem no alto de um grande mestre,,, Marco Alves!

 

No Sarzedo, e já debaixo de muito calor,,, o primeiro abastecimento líquido.

 

Depois de passar Verdelhos,,, mais umas duras rampas para conquistar.

 

E uma pequena pausa para uma grande paisagem...

 

Ao fundo era visível a aldeia de Valhelhas.

 

De novo a subir.

 

Pedalava-se agora para um lugar magnífico...

 

Chegada ao Cabeço da Azinha!

 

É um lugar único. Possibilita uma grande profundidade de planos visuais.

 

Ao fundo é visivel o Sameiro e a pista de Ski.

 

Mas não podiamos ficar parados, as nossas subidinhas estavam ansiosas para nos matar.

 

Mais um ponto de grande importância para mim,,, a SraDacedasse!!! Lindísimo.


Seguia-se então Folgosinho. 


E aí está a nossa aldeia. Folgosinho.


Já em Folgosinho.


Aqui em Folgosinho abastecemos de varias formas.


Esta foi a melhor.


E esta parte não agradava a ninguém. Depois de umas bos bjecas, estes 4km a subir bem, e com 33 graus, quase que nos faziam retroceder.


Não é uma miragem,,, sou eu de BTT a gemer com os 33 graus e os 11% de inclinação.


Aqui descia-se para o Covão da Ponte.


E aqui subia-se de novo depois do Covão da Ponte.


Nesta zona as paisagens também são únicas.


Depois de descer para Manteigas, subia-se agora para o Poço do Inferno.


Uma pequena paragem neste lindíssimo miradouro.


Depois para variar,,, subia-se e subia-se e subia-se.


Qase no final da nossa volta.


Próximos dos Piornos, dava-se início à descida para a Covilhã. Terminava a reportagem.


Resta-me agradecer a estes magníficos amigos e companheiros o dia magnífico que nos proporcionaram. Gostava que mais dias destes se repetissem, mas a adesão a estas pequenas maratonas parece-me diminuta.


BOM FIM DE SEMANA PARA TODOS!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 21:51

Sábado, todos de BTT a Folgosinho!

Quinta-feira, 27.06.13

Foi há 17 anos, e Sábado vamos repetir.

(Na foto, Fernando Girão-Hugo Proença-Márito-João Rato-Cavaca)

Covilhã-Folgosinho-Covilhã


(Arquivo)

(Na foto, Cavaca-Girão-Venâncio-Márito-Hugo) 

Um grande dia de BTT aguarda-nos este próximo Sábado.


(Arquivo- Foto depois do almoço, já ninguém se mexia) 

Partida do Periferia às 7h 45m.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 11:58

Volta descontraída e com tranquilizantes.

Quarta-feira, 26.06.13

Depois da nossa "áspera" volta da Freita, nada melhor que uma descontraída volta.

Tão descontraída que até tivemos direito a sedativos, oferta do amigo Zé do Casteleiro.

Compareceram então, José Cavaca, Armando Oliveira, Fernando Caetano e Marco Alves.

O nosso patrocinador, o amigo Zé do Casteleiro, está ao meu lado esquerdo.

 

 

Saída da Covilhã às 8h tal como programado.

 

Sempre em ritmo calmo e alegre.

 

Muito se conversou também sobre a nossa "Freita".

 

Eu à frente,,, porque a pedalada era lenta. Foto de Marco Alves.

 

A a pedaladas largas chegava-se ao abastecimento.

 

Se há cerca de 3 semanas o Zé Carlos saiu de gatas, hoje o Armando entrou.

 

Eis o nosso tranquilizante,,, mais uma vez obrigado amigo Zé.

 

Terminamos a visita com a foto no interior do Pavilhão Desportivo.

 

Com um novo pedalar, passava-se nas Inguias.

 

Belmonte em frente.

 

E a nossa chegada à Covilhã. Obrigado amigos por esta divertida manhã.

 

MAIS CICLISMO NO SÁBADO!

 

TUDO EM BTT ATÉ FOLGOSINHO

(Partida do periferia às 7h 45m)

Junta-te a nós em mais um grande dia de ciclismo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 12:42

Amanhã há ciclismo.

Terça-feira, 25.06.13

Partida dos Arcos às 8 horas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 18:24

Memorável volta pela serra da Freita.

Domingo, 23.06.13

 Este foi o extraordinário grupo que hoje se deslocou às Termas de São Pedro do Sul para escalar uma das mais bonitas Serras de Portugal, a Serra da Freita. 

Nunca estamos sós, é verdade,,, mas nunca pensei encontrar nas Termas de São Pedro do Sul pessoas como o Sr. Carlos Mário, Presidente do Termas Hóquei Clube, e o Sr. Manuel Ferreira dirigente do mesmo. Desde a nossa chegada, ao acompanhamento total da volta que para isso desponibilizaram uma viatura de apoio incondicional à volta, às óptimas condições que nos ofereceu para os reconfortantes banhos, e a oferta das instalações para a nossa refeição... foram gestos que nos vão ficar gravados, e aqui imortalizo. Muito obrigado Termas Hóquei Clube, muito obrigado Marco Daniel Alves, muito obrigado gentes das Termas de São Pedro do Sul.

 

 

Preparativos finais para a partida frente à Padaria Dias e Pereira dos Santos que também nos brindou com as ofertas do costume, desde as deliciosas Natas Gigantes às saborosas Bolas de Bacalhau, o nosso agradecimento.

 

Interior do nosso autocarro rumo às Termas de São Pedro e Serra da Freita.

 

Já nas Termas prontos para a partida simbólica frente às instalações do Termas Hóquei Clube.

 

Carlos Mário, presidente do Termas Hóquei Clube fez questão de nos acompanhar na foto de família e na partida de mais uma inesquecível volta.

 

Manuel Ferreira, desde o primeiro ao ultimo minuto não deixou de nos apoiar.

 

E esta foi a viatura que nos apoiou desde o primeiro ao ultimo minuto, conduzida por um digno companheiro,,, Manuel Ferreira.

 

E a partida.

Queremos dar também as boas vindas ao amigo Cedric Pires que aqui ao lado do Toni Pinheiro fazia a sua estreia nas nossas voltas.

 

Outra estreia, e muito agradável,,, o amigo António Manuel.

 

Também se estreou, este ano, o nosso conhecido Laurindo Pinheiro.

 

Para mim, o homem do dia,,, passou-se dos limites... o que um humano é capaz!!!

 

Mas passemos à história da volta. Partida com passagem por algumas ruas das Termas.

 

As Termas de SPedro do Sul, localizam-se no coração da Região de Lafões, estendendo-se a sua povoação ao longo das margens do Rio Vouga.


A ultima vez que aqui estive foi há 18 anos numa prova de ciclismo.


Uma das razões para decidir vir a banhos às Termas de S. Pedro do Sul tem as suas raízes na História. Perdem-se no tempo, os primeiros vestígios da utilização das suas águas termais com fins curativos e de bem-estar. Remetem-nos mesmo para a Pré-história da humanidade.

 

Mas se esses já não são facilmente visíveis, o mesmo não acontece com o uso que os romanos fizeram destas águas, seguindo-se-lhes muitos dos nossos maiores reis como D. Afonso Henriques e D. Manuel I. É pois, uma sabedoria feita de vários milénios, de múltiplas experiências e de permanentes resultados positivos a sustentar ao longo da história essa mesma utilização...

 

Assim que se saíu das Termas de São Pedro, o aquecimento esperado.

 

Subidas e mais subidas foram o melhor desta volta. Aqui perto do Freixo.

 

A primeira parte da volta, com subidas suaves, não faziam prever o que nos esperava.

 

Com a temperatura a aumentar considerávelmente, aumentava o nivel de dificuldade.

 

Este é um dos dois pontos altos da volta, perto de Mizarela a 1050 metros de altitude.

 

E perto da famosa cascata, um abastecimento com as nossas acompanhantes esposas.

 

Esta cascata localiza-se em pleno rochedo granítico do planalto da Serra da Freita, a uma altitude de cerca de 900 metros. É alimentada pelas águas do rio Caima e apresenta uma altura que ronda os 75 metros, sendo desta forma uma das mais altas da Europa, fora da Escandinávia.


Neste local também observamos a encosta dasPedras Parideiras. São um fenómeno geológico raro, um tipo de pedras que brotam de uma rocha-mãe, um bloco nodular de origem granítica com 1000 x 600 m, daí se chamarem Parideiras. Os nódulos de 1 a 12 cm de diâmetro com formas discóides e biconvexas são compostos pelos mesmos elementos mineralógica do granítico, a camada externa é composta por biotite e a interna possui um núcleo de quartzo e feldspato potássico. Estes nódulos ao se desincrustarem dos núcleos da rocha-mãe portermoclastia/crioclastia deixam uma camada externa em baixo relevo nos núcleos da rocha-mãe e espalham-se à volta desta.


As nossas paparazis registavam todos os momentos.


Até a foto do grupo de ciclistas neste belíssimo local...

 

Continuamos a nossa volta. 


A nossa entrada em Arouca. Aqui os termómetros marcavam 33 graus e com 55km percorridos começava a nossa verdadeira subida à Serra da Freita. 


Mas os nossos trepadores não se importunaram.


Paisagens deslumbrantes não faziam esquecer as tremendas descidas e subidas que atingiram varias vezes os 20%.


Pessoalmente este foi um dos pontos duríssimos da volta,,, passei em muito o meu limite.


A minha chegada ao ponto de partida. Confesso que sobraram forças para o BANHO.


Seguiu-se a nossa merecida reposição de alimentos sólidos e alguns líquidos menos próprios mas muito adequados á situação.

O regresso à Covilhã foi em clima de festa, tanto que nem lembou o registo de imagens.

 

OBRIGADO A TODOS OS QUE DE QUALQUER FORMA PATICIPARAM NESTE EVENTO E O TORNARAM POSSÍVEL.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 11:46

Tudo pronto e activo para a FREITA!

Sábado, 22.06.13

Compareceram para afinar carburadores,  Gonçalo RitoPaulo Patrício, Fernando Caetano, Sebastião Aparício, Armando Oliveira,João Laires, Guilhermino PaisDavid FernandesFernando DuarteFrancisco RomãoPaulo Alexandre Rodrigues e José Cavaca.

 

 Saida da Covilhã.

 

Depois de algumas reviravoltas, viemos passar na variante ao Fundão.

 

Hoje tudo muito sereno.

 

... que maravilha.

 

Com muito calor subimos a Gardunha.

 

Muito mais frescos a descemos.

 

E a nossa voltinha estava a terminar.

 

Depois dos ultimatos para amanhã, fomos para estágio.

 

Eis a nossa habitual lista de amigos e participações.

 

RELEMBRO QUE AMANHÃ TÊM QUE ESTAR TODOS ÀS 6h NA PADARIA DIAS.

 

PARTIDA DO AUTOCARRO ÀS 6h 20m.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:16

Hoje, treino com os olhos na Freita!

Sábado, 22.06.13

 

Tendo em vista acertar agulhas e pormenores para a nossa ida à Serra da Freita já amanhã, hoje vamos harmonizar em conjunto os ultimos preparativos.

 

 

 Para a partida prá Freita

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 05:27

Volta envolta em Festa, Parabéns Toni!

Quarta-feira, 19.06.13

Tal como previsto, a volta de hoje denominava-se com características algo brilhantes!

O nosso amigo Toni cumpria mais um aniversário e nós resolvemos levá-lo à "Estrela".

Compareceram, José Cavaca, Bruno Fernandes, Marco Alves, Toni Pinheiro, e Armando Oliveira.

Pedalamos por Covilhã, Sra do Carmo, Orjais, Belmonte, Vale Formoso, Valhelhas, Sameiro, Manteigas, Penhas da Saúde, Covilhã, Tortosendo, Boidobra e Covilhã.

 

Antes que me esqueça,,, parabéns campeão!!!

Fazer aniversários é olhar para trás com gratidão e para a frente com os pés na BICICLETA!!!


Partida dos Arcos, Covilhã, à hora marcada.

 

Passagem na zona de Belmonte.

 

Com um pedalar muito adequado à data, entrava-se no Parque Natural da Estrela.

 

Manteigas à vista. Um abraço para os amigos que aqui vivem e trabalham!

 

Aqui começava a subida do nosso Vale Glaciar.

 

E Manteigas ficava já para trás.

 

Imagem real,,, por várias vezes tive que alertar os amigos para o excesso de velocidade!

 

E como era dia de festa, as "motas" tiraram pé.

 

Aproveitando alguma passividade,, tentei a fuga.

 

... mas este não é o meu terreno.

 

Mas o respeito é muito bonito,,, e eu a ver.

 

E a nossa subidita, hoje até nem dei por ela porque não deram luta,,, estava a terminar!

 

E terminou da melhor forma,,, 

 

Imagem algo tremida, os nervos eram muitos,,, cantamos juntos os parabéns ao TONI!

 

Fazer Aniversário é amadurecer um pouco mais e olhar a vida como uma dádiva.
Ficaste mais forte e mais destemido com a nossa companhia.

Parabéns Toni, neste dia tão grandioso como a nossa ESTRELA.



SÁBADO HÁ MAIS CICLISMO

(Preparação para a Freita)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 12:40

Amanhã há ciclismo!

Terça-feira, 18.06.13

 

SAIDA DOS ARCOS ÀS 7h 30m.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 18:11

Caminhada pelas margens do Rio Beijames.

Domingo, 16.06.13

Dando continuidade a uma serie de magníficas caminhadas pela nossa Estrela, hoje de tarde resolvemos percorrer as margens de um lindíssimo rio, o Beijames.

 

A povoação de Verdelhos fica, sensivelmente, a meio do aluvião. Tem o privilégio de se situar no epicentro de um vale magnífico, outrora uma aldeia de xisto que a emigração e uma certa insensibilidade fizeram que este património se perdesse em grande parte. Urge fazer algo para evitar que umas réstias, deste património, se perca definitivamente.

 

Algum calor no inicio da nossa caminhada.

 

 Outrora, o vale do rio Beijames era constituído azinheiras e carvalho negral nas cotas mais elevadas e por castanheiros até às terras chãs. Os campos constituíam um mosaico que revelavam uma intensa actividade agro-pastoril.

 

 

 O rio Beijames que deu nome ao vale por onde corre, nasce na zona dos Poios Brancos, afloramento rochoso, onde se encontra o marco geodésico com o mesmo nome, no concelho de Manteigas, tem o berço no Vidoeiro, deslizando pelo Beijames, Serra de Baixo para, seguidamente dar um grande salto e projectar-se 300 metros mais abaixo, no Aguilhão, um outro afloramento, constituído por blocos sobrepostos de granito (thor), para receber as águas das ribeiras do Espinheiro e da Portela e, aqui sim, começar a ganhar a forma de rio.


Ao fim de 45minutos a caminhar, chegamos a esta pequena barragem.


 Este rio Beijames serpenteia majestosamente em frente da fraga da Pena, Abitureira, pela chamada serra do Espenhaço do Cão, e diminui a sua pujança, ainda que tenuamente quando as suas águas começaram a depositar os inertes que deram origem aos primeiros campos agrícolas do vale – a zona dos muros que se alongam para jusante até ao seu términus. O rio contribuiu decisivamente para criar o maior vale de aluvião da Serra da Estrela.

 

Aproveitamos para um registo local algo humorístico.

 

Depois de alguns minutos refrescantes, demos continuidade à caminhada.

 

Esperava-nos quanto a mim, o local mais bonito de toda esta caminhada.

 

Fontes a brotar água fresca pelas rochas, eram muitas.

 

Chegamos até onde nos foi possível,,, quase à nascente do Beijames.

 

Aqui aproveitamos para refrescar e tomar a temperatura à água.

 

Depois de uns leves petiscos, toca a caminhar novamente.

 

O facto de ser um vale de aluvião e não haver vestígios da última glaciação na Serra da Estrela, a wurmiana, não significa que não possa ter sido influenciado, mais a montante, por outras glaciações. A presença de um bloco de granito 40 metros acima da cota do rio, na zona dos Muros, numa encosta constituída por rochas sedimentares é relevante.


Apesar de belo, hoje, no vale do rio Beijames, predomina a cor do pinheiro bravo! Também a este nível seria interessante começar a dar outro tom cromático às suas encostas. Todos ganhavam!


Tão agradável caminhada, entristecia-nos o saber que estava a terminar.


Ao fundo deste vale ficava Verdelhos, local da nossa partida e chegada.


 Fique a saber também que este pequeno rio apresenta apenas um percurso com 10km, que corresponde à quase totalidade da sua extensão.


Não havia apetite para regressar.


Mas houve apetite para umas cerejas a 0 €uros o Kg.


E pronto,,, colorin colorado...


E a nossa chegada não podia ter melhor recepção,,, uma abundante fonte de água fresca.


PRÁ SEMANA HÁ MAIS!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 20:30


Pág. 1/3