Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Vencemos vento arrogante!

Sexta-feira, 31.08.12

cavaca 1

Desde a saída à chegada, vento insolente foi péssimo partidário.

Travaram luta, Fernando Caetano, Ricardo Ramos, José Cavaca, e Sebastião Aparício.

Juntaram-se à luta um pouco mais tarde, José Carlos e Fernando Santos.

Pelas dificuldades, foi uma volta com final e caráter mais triunfante.

 

cavaca 2

Nascia o Sol, mas o vento há muito que estava acordado.

 

cavaca 3

Subida para o alto de São Gião. Aqui perto reside o nosso amigo Guilhermino.

 

cavaca 4

Passagem em Verdelhos.

O nome da freguesia, Verdelhos, está relacionado com uma característica dominante da sua paisagem, que na época de fundação da freguesia ainda devia ser mais marcante: o verde. Refere a "Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira" em relação ao assunto: "(Relaciona-se) com o termo verde, talvez no antigo e ainda de todo não extinto sentido de campo de erva ou de pastagem - aqui, "pequenos verdes" (sufixo - elho) e em acordo com a zona pastoril da Serra da Estrela.

 

cavaca 5

De Verdelhos a Vale de Amoreira a paisagem é deslumbrante.

 

cavaca 6

Assim que se passa Valhelhas tem início a subida para a Guarda.

 

cavaca 7

Passagem no alto de Famalicão.

 

cavaca 8

Seguiu-se a nossa bonita aldeia de Vale de Estrela.

 

cavaca 9

Vale de Estrela onde as tradições se preservam, e a simpatia é uma dádiva.

 

cavaca 10

E à passagem pelos Três Povos uma alegre surpresa...

 

cavaca 11

O nosso amigo Francisco Carrola a comandar um pelotão mais numeroso.

 

cavaca 14

Logo a seguir a presença do amigo Zé Carlos.

 

cavaca 13

E perto da Capinha a presença do amigo Fernando Santos.

 

cavaca 15

E com a Covilhã à vista, terminava a nossa digna volta.

Uma vez mais obrigado companheiros pela presença e ajuda nesta digna manhã.

 

AMANHÃ EXIBIÇÃO DO TOP DE KM E PRESENÇA DOS AMIGOS. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 14:30

Amanhã, ultima voltinha de Agosto!

Quinta-feira, 30.08.12

Pormenores da volta

 

cavaca 3

 

 

cavaca 2

Mapa e perfil da volta.

 

 Té manhã !

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 06:16

Manhã diminuta para generoso ânimo.

Terça-feira, 28.08.12

cavaca 1

Francisco Romão, José Cavaca, e Sérgio Berrincha, foram os elementos que se apresentaram às 8 horas para percorrer os 130km desta magnífica volta. Mais tarde juntaram-se o amigo Zé Carlos, João Santos e Ventinho.

 

cavaca 2

Manhã inicialmente fresca, estimulada com a presença do amigo Sérgio Berrincha.

 

 cavaca 3

Passagem na cidade do Fundão.

 

cavaca 4

Seguia-se a única dificuldade do dia, a Serra da Gardunha.

 

cavaca 5

À hora pontual cruzamos o alto da Gardunha.

 

cavaca 6

Devido às péssimas condições da estrada M1075, que liga Vale Prazeres à Povoa da Palhaça e Mata da Rainha, decidimos, em benefício da qualidade, aumentar em 6km a nossa volta, com passagens em Alpedrinha, Atalaia do Campo, Zebras, Orca, e Martianas, ocorrendo a convergência com a estrada anteriormente planeada perto da Aldeia de Santa Margarida.

 

cavaca 7

Momento da nossa entrada na Atalaia do Campo.

 

cavaca 8

E esta é a belíssima ciclovia que substituimos pala miserável M1075.

 

cavaca 9

Martianas, uma aldeia que particularmente gosto.

A origem do nome está claramente ligada ao seu primeiro donatário e/ou povoador, Martinh'Annes, que pode ter sido um alcaide de Castelo Novo, e que vem citado num documento de 1290, transcrito no final do Tombo da Comenda de Castelo Novo, de 1505.

 

cavaca 10

Seguiu-se a bonita aldeia de Santa Margarida.

 

cavaca 11

Pedrogão de São Pedro, boa terra e boas gentes.

 

cavaca 12

E tudo corria sobre rodas. Seguia-se agora Penamacor.

 

cavaca 13

O nome desta vila de Penamacor, segundo uma das lendas, terá origem num célebre bandido, que aqui terá habitado, de nome Macôr. Segundo dizem, este salteador vivia numa caverna a que davam o nome de Penha. Com o passar dos tempos, o nome adulterou-se e passou a chamar-se Pena, ficando assim a terra a ser conhecida por Penha de Macôr ou Pena Macôr. Segundo outra versão uma luta feroz entre os seus habitantes e salteadores originou tanto derramamento de sangue e de tão má cor, que a vila ficou a ser conhecida por Penha de má cor. Ainda outra refere, que nesta zona existiam duas povoações, ambas localizadas em montes, Pena de Garcia e Pena Maior. Com a adulteração da pronúncia Castelhana, Magor passou a ser Macor, dando origem a Pena Macor. Seja qual for a origem do nome, o certo é que representa uma das vilas mais bonitas e castiças do País.

 

cavaca 14

E na Meimoa já os termómetros marcavam 28 graus.

 

cavaca 15

Benquerença, terra da bem querida.

 

cavaca 16

Após a passagem pelos Três Povos, juntaram-se então os Três folgados velocipedistas.

 

cavaca 17

Estrada onde se começaram a sentir as saudáveis sensações de fadiga. 

 

cavaca 18

Fadiga atenuada com fruta natural,,, esta nem paga IVA.

 

cavaca 19

Por fim a Covilhã, sinónimo de que esta voltinha está a terminar.

Mais uma vez, grato aos que nos acompanharam quer na estrada, quer aqui neste espacito.

 

PRÓXIMA VOLTA É SEXTA FEIRA.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 14:40

Amanhã, a volta da Mata da Rainha.

Segunda-feira, 27.08.12

cavaca 1

Mapa e perfil.

 

Pormenores da volta.

 

Amanhã a saída é dos Arcos às 8 horas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 12:56

Manhã e volta mais que perfeita.

Sábado, 25.08.12

https://c1.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/N4104295c/13597524_mz3oM.jpeg

Pode mesmo dizer-se que melhor era impossível. Desde a temperatura, percurso, companhia, e as boas sensações que os nervos transmitiram ao cérebro, fizeram com que esta manhã excedesse as espectativas.

105km de pompa com média em harmonia, 28km/h.

Para isso contribuiram os presentes Tiago Abrantes, José Cavaca, Luis Filipe, e Fernando Prata. 

 

cavaca 2

As primeiras pedaladas eram revelação da óptima manhã que nos esperava.

 

cavaca 3

Passagem pela Capinha.

 

cavaca 9

As longas retas de Panamacor também têm o seu encanto.

 

cavaca 4

Em Penamacor uma cerimónia especial aguardava o nosso amigo Prata.

 

cavaca 5

Seguiu-se a Meimoa,  Princesa das Beiras...

 

cavaca 7

E tem uma das mais belas Princesas flúviais das Beiras.

 

cavaca 8

 E à chegada aos Três Povos, em que o primeiro é Escarigo, as Festas de São Sebastião!

 

cavaca 6

O segundo Povo, Quintãs, as Festas de Nossa Sra do Rosário.

 

cavaca 10

E à passagem pelo 3º Povo, Salgueiro, as Festas de São Bartolomeu.  

Três Povos, três Festas!!! Haja alegria.

 

cavaca 11

E por falar em alegria nesta manhã, este é o alegre Fernando Prata.

 

cavaca 12

O alegre Tiago Abrantes.

 

cavaca 13

E o alegre Luis Filipe.

 

cavaca 14

Depois da Capinha e já a caminho de casa...

 

cavaca 15

Juntou-se o Ventinho que nos fez companhia até à Covilhã.

 

cavaca 16

Covilhã à vista, e com ela o final da nossa volta...

 

cavaca 17

Desta forma há quem festeje um golo marcado,,,

 o Prata festejou assim o final desta alegre manhã. 

Gostei!

 

 

Obrigado companheiros por partilharmos esta magnífica manhã.

 

Mais ciclismo, na proxima Terça Feira!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:32

A nossa volta da Volta.

Sexta-feira, 24.08.12

 Este foi o grupinho que se juntou para ver a volta.

Foram eles, David Gouveia, Tiago Abrantes, Sebastião Aparício, Marco Alves, Vitor Saraiva, José Cavaca, Ricardo Ramos, Francisco Romão, Vergilio Conceição, Gil Pinho, Sérgio Berrincha, Micaelo Silva, e Rafael Carrola

 

 

A nossa passagem pela Universidade da Beira Interior, Covilhã.

O nosso amigo Bruno Fernandes, ao centro, sempre que pode lembra-se dos amigos.

 

Aqui o nosso amigo Marco Alves em plena ascenção às Penhas da Saúde.

 

O rei da Montanha,,, Tiago Abrantes.

 

 O rei da combatividade, Francisco Romão.

 

Primeira parte da subida concluida.

  

Penhas da Saúde à vista.

 

Aqui a Padaria Dias e Pereira dos Santos tinha um excelente reforço para nos oferecer.

 

Foto família com o amigo Zé carlos e o irmão Fernando Dias.

 

Pouco depois a passagem nas Penhas da Saúde dos dois primeiros ciclistas.

 

Seguiu-se um mini pelotão.

 

E o pelotão com o Hugo Sabido, que acabaria por perder a amarela para David Blanco no final da etapa na Torre.
 
 
E terminou assim para mim esta subidinha à Serra para ver a volta.
De imediato regressei à covilhã por motivos de trabalho. Os restantes colegas foram até à Torre para assistirem à chegada.
 
AMANHÃ HÁ MAIS CICLISMO
Depois de tanta montanha, vamos rolar por Capinha, Penamacor, Meimoa, Benquerença,  Escarigo, Peroviseu e Covilhã.
SAÍDA DOS ARCOS ÀS 8h. 
 
A volta de Moraleja, a pedido de vários amigos, fica adiada para 22 de Setembro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 16:17

Hoje vamos ver a volta!

Sexta-feira, 24.08.12

Mapa da volta.

 

 

 

 Pormenores da estapa da volta.

 

Saída do Periferia às 11h 45m rumo às Penhas da Saúde.

(Subida pela Covilhã)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 06:44

Manhã quente, deu mais calor à despedida.

Quarta-feira, 22.08.12

cavaca 1 

Esta manhã marcou mais uma despedida temporária do nosso amigo Zé Domingos.
 Lembro que, só nestas duas semanas que esteve em Portugal participou em cinco voltas, percorrendo mais de 500km na nossa companhia.
Satisfeito ficava se, os que vivem na nossa zona o ano inteiro, pedalassem só metade.
 
 Hoje participaram na volta, o amigo Francisco Romão, Fernando Caetano, Luis Filipe, Kevin Sá, António Sá, Steve Sá, o rei da festa José Domingos, e eu José Cavaca. 
 
cavaca 2
A saída foi do Refúgio, mas na Sra do Carmo aguardava a família Sá.

 

 cavaca 3

Nem calor nem subidas deteoraram a nossa festiva volta. 

 

cavaca 4

Passagem em Valhelhas, terra onde a família Sá tem raízes.

 

cavaca 6

António, Steve, Kevin, e Zé Domingos,,, companhia de pompa.

 

cavaca 5

Entrada no Parque Natural da Serra da Estrela.

 

cavaca 8

À passagem por Manteigas ainda cumprimentamos o amigo Paulo Lourenço.

 

cavaca 9

Iniciava-se aqui a subida até à Pousada de São Lourenço.

 

cavaca 10

Aqui no Parque de Merendas, regressamos a Manteigas.

 

cavaca 7

E como os Sás tinham que estar em casa às 12 horas, o regresso foi pelo mesmo percurso.

 

cavaca 11

Já com Zé Carlos e 38 graus, concluímos a nossa alegre e festiva volta.

Como vêem é fácil lembrar os amigos, amigos que se vão lembrando de nós.

 

Obrigado zé pela companhia, ficamos à espera da próxima.

 

Bom regresso à Suiça.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 15:49

Quarta Feira continuamos pela Estrela.

Segunda-feira, 20.08.12

 

Pormenores da volta.

 

cavaca 2

Perfil

 

cavaca 1

Volta de despedida ao nosso amigo Zé Domingos.

 

Para a despedida a um amigo 5 estrelas, nada melhor que uma volta pela Estrela.

 

Vamos pedalar por Sra do Carmo, Orjais, Valhelhas, Sameiro, Manteigas, Estalagem São Lourenço, Manteigas, Piornos, Covilhã e Refúgio.

 

 

Saída do Refúgio às 7h 25m.

 

Saída da sra do Carmo às 7h 55m.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 21:44

Hoje, a volta dos duros.

Sábado, 18.08.12

.cavaca 1

E os duros da volta foram, Marco Alves, Tiago Abrantes, Luis Filipe, Francisco Romão, João Laires, José Miguel, Gonçalo Rito, Kevin Sá, José Cavaca, Zé Domingos, Paulo Rodrigues, Vasco santos, Filipe Roberto, e Pedro Santos.

Só faltaram mesmo os pusilânimes.

 

cavaca 2

À passagem pelo alto da Portela, a visão do ponto alto da Estrela, a Torre.

 

cavaca 5

Passagem por Unhais da Serra.

 

cavaca 3

Em Unhais não devem gostar de Bttistas,,,

 

cavaca 6

Mas hoje temos que tirar o "pedal" a este amigo. Escolheu a volta dos duros para a estreia.

Sem sombra de dúvida, marcará para sempre a sua coragem, parabéns Gonçalo Rito.

 

cavaca 7

Manhã perfeita para o ciclismo, a estrada era só nossa.

 

 cavaca 9

José Miguel também regressa, e logo na volta dos duros.

 

cavaca 8

As boas vindas também ao nosso amigão Paulo Rodrigues, vem mais pesado, vem  papá!

 

cavaca 10

Rolava-se com ritmo alegre e comum a todos,,, ou todos se economizavam.

 

cavaca 11

No alto das Pedras Lavradas, alguns tinham visões,,, uma loira???

 

cavaca 12

Agora descia-se para Vide.

 

 cavaca 13

Em Vide, um rápido abastecimento líquido.

 

cavaca 14

De imediato pés nos pedais,,,

 

cavaca 15

... porque o início da subida, 29km até à Torre, esperava por nós.

Para quem não conhece fica a informação... neste ponto estamos a 298 metros de altitude, nos próximos 29km subimos até aos 1950 metros.

 

cavaca 16

Gerir o esforço nos primeiros 10km, é segredo para os restantes 20.

 

cavaca 18

Confesso que em momento algum me senti esgotado,,, a companhia em toda a subida, e o ritmo muito regular do Zé Domingos muito contribuiram... 5 *****.

 

cavaca 17

Algumas "motas", subiram confortávelmente a seu ritmo.

 

cavaca 19

Kevin e Zé Domingos,,, também se passearam na Estrela.

 

cavaca 20

Para trás ía ficando o serpentiado da estrada conquistada ao milímetro.

 

cavaca 21

 Aqui, já na N231, pedalavam-se os ultimos 8km a subir até ao cruzamento para a Torre.

 

cavaca 22

Mas antes da Torre, o abastecimento sólido do nosso amigo Zé Carlos que se deslocou prepositadamente para o caso. Habituou-nos a estas doçarias, e há que louvar a actitude de um "duro" nestas andanças,,,

 

cavaca 23

Desde a água aos deliciosos bolinhos, deixa uma vez mais a marca de quem é aliado.

Não conheço igual...

Obrigado Padaria Dias & Pereira dos Santos.

 

cavaca 24

Com a boca mais doce,,, de novo a pedalar, a Torre está ali à frente.

 

cavaca 25

Restava a descida para a Covilhã...  reparem naqueles dois observadores.

 

Mais uma vez, gratos estamos todos pela companhia de todos.

Confesso que não contava com tantos duros para esta voltita, é sinal de que estamos cá.

 

Bom descanço, e bom Fim de Semana para todos.

(Por motivos de trabalho, amanhã não há volta.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 14:36


Pág. 1/3