Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Balanço do mês de Janeiro.

Terça-feira, 31.01.12

 Distância em Km                                   Nome                              Participações

855    Tiago Abrantes 7
710    Guilhermino Pais 5
382    Bruno Fernandes 3
217    David Fernandes 2
197    Sérgio Gomes 2
193    Zé Carlos 7
178    Duarte 1
178    Palmeirão 1
178    Paulo Jesus 1
134    Pedro Santos 2
98    António Silva 2
98    Fernando Caetano 2
98    Fernando Mendes 2
98    Ilidio Soares 2
92    António Lebre 2
68    Fernando Prata 1
68    Flávio Fonseca 1
62    António Sá 1
62    António Santos 1
62    Marco Alves 1
60    Ricardo Abreu 1
48    Gabriel Travasso 1
42    João Santos 1
38    António S. 2
32    Ricardo Ramos 1
32    Fernando Santos 2

Dos 1278km que pedalei este mês, ficam as distâncias que estes colegas pedalaram comigo nestes 29 dias.

 

Lembrem-se, a bicicleta causa uma ligação quase que mágica com as pessoas, pois a recepção dada a um cicliata é mais calorosa do que se chegassemos num outro meio de transporte. Outro fator importante no cicloturismo é o conhecimento que temos adquirido ao longo das nossas voltas,,,  outras culturas, outros costumes de cidades, vilas, e aldeias que temos visitado.

 

Aqueles que pedalaram connosco não vão sós, e não nos deixam sós.

 Deixam um pouco de si, e levam um pouco de nós.

 

Grato pela vossa companhia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:25

Quarta Feira, a Alvoco da Serra.

Segunda-feira, 30.01.12

Cavaca

Perfil da Volta

 

O tempo passa, e com ele também as oportunidades.

 No ciclismo encontramos a estrada, enfrentamos o desafio, matamos saudades, esquecemos decepções, perdoamos erros, e realizamos o sonho de pedalar, por isso nunca deixes que a montanha te esgote, lamenta só a alegria da tua vitória quando chegares a casa 

 

Como as temperaturas vão estar mais baixas, vamos pedalar por zonas mais altas. 

SAÍDA DO PERIFERIA ÀS 8h 30m.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 05:23

Manhã simpática, com simpáticos amigos.

Domingo, 29.01.12

cavaca 1

Perde o mérito de obedecer quem sabe do motivo...  

Compareceram para uma voltinha na companhia do nosso amigo Gabriel e essencial condimento e rei da festa desta manhã,,, o amigo Fernando Mendes, Ilidio Soares, Fernando Caetano, José Cavaca, Pedro Soares, e o nosso amigo António Silva. Mais tarde juntaram-se ainda Fernando Santos e José Carlos.

Apenas posso dizer que esteve uma manhã 5 estrelas para um percuso em harmonia.

 

cavaca 2

A nossa volta começava assim...

 

cavaca 4

Expulsai o natural e ele voltará a galope!

Sempre gostei desta frase, e eis que o nosso amigo esteve de novo na nossa companhia.

Mas, já estamos de novo à tua espera! Desejamos-te de novo, boa e muita sorte.

 

cavaca 5

A tua ausência causa-nos alguma tristeza, mas relembrar as alegrias que provocas quando tomas "café",,, ninguém te acompanha!

 

cavaca 9

O nosso Fernando Caetano, mesmo muito doente quis compartilhar estes momentos, diz ele que são a razão destas amizades, "Gostei". Desejamos-te as rapidas melhoras.

 

cavaca 8

Outro Fernando, este é o Mendes, deslocou-se de Caria para conviver pedalando uns bons momentos na nossa companhia.

 

cavaca 12

O amigo Pedro Santos, também se juntou à festa.

 

cavaca 3

O amigo Ilidio Soares começa a ser um efectivo companheiro.

 

cavaca 7

O nosso experiente, conselheiro e calmo António Silva, também não podia faltar.

 

cavaca 10

Passagem na minha terra Natal, a cidade do Fundão.

 

cavaca 11

Subida da gardunha.

 

cavaca 12

Mesmo longe dos treinos, o nosso amigo Gabriel não descolava.

 

cavaca 13

E a nossa volta terminava assim.

 

MARCAMOS NOVAMENTE PRESENÇA

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:17

Hoje, por terras históricas.

Sábado, 28.01.12

Cavaca 1

 Sem receio ao frio, e desejosos para pedalar por terras como Orca, Proença-a-Velha, Idanha-a-Nova, e Idanha-a-Velha, possuidoras de um vasto património e de incalculável valor arqueológico,,, eu o José Cavaca, o nosso lesionado Guilhermino Pais, e o trepador David Fernandes.

Percurso: Covilhã, Fundão, Vale de Prazeres, Orca, Proença-a-Velha, Idanha-a-Nova, Alcafozes, Idanha-a-Velha, Medelim, Aldeia de João Pires, Penamacor, Capinha, Peroviseu e Covilhã, totalizando mais 145km de ciclismo bem divertido. Perto da Capinha, já de regresso, o amigo Zé Carlos foi ao nosso encontro.

 

Cavaca 2

Saímos da covilhã com zero graus, mas depressa os envergonhamos.

 

Cavaca 19

Este é o nosso Guilhermino, hoje doeram-lhe os joelhos!!! mas foi só hoje.

 

Cavaca 3

Do alto da Gardunha, uma vez mais não resisti em registar a nossa Cova da Beira.

 

Cavaca 4

Descia-se agora a Gardunha no sentido de Vale de Prazeres e Orca.

 

Cavaca 5

Passagem na aldeia da Orca.

Há evidências arqueológicas que habitantes do Mesolitico pecorreram esta região entre 8000/7000 AC. No entanto desconhecemos se essa presença era permanente ou meramente temporária. Hoje nós, foi só de passagem.

 

Cavaca 6

Esta é a boa estrada entre Proença-a-Velha e Idanha-a-Nova.

 

Cavaca 7

A nossa entrada na grande e bonita Vila de Idanha-a-Nova.

 

Cavaca 8

Vila sede de concelho, composto por 17 freguesias, é o segundo maior concelho do país, em termos geográficos.

As suas origens históricas não se conhecem com precisão, mas pensa-se que a construção do Castelo, em 1187, por Gualdim Paes, mestre da Ordem do Templo, constitui um marco importante. Em 1206, D. Sancho I, atribui-lha o título de vila e para a distinguir da antiga Idanha-a-Velha (Egiptânia), denominou-a de Idanha-a-Nova.

 


Cavaca 9

Do alto da Vila de Idanha, obtem-se uma bonita panorâmica da Senhora da Graça.

 

Cavaca 10

E aqui na Sra da Graça começava a subida mais penosa do dia.

 

Cavaca 11

Subida durinha que terminava aqui em Alcafozes.

Pouca gente sabe, mas aqui existe a ermida Santuário da Senhora do Loreto, a Padroeira Universal da Aviação, venerada numa importante festa religiosa e popular que decorre anualmente, no primeiro fim-de-semana do mês de Setembro, em cujas cerimónias religiosas se fazem representar as companhias de aviação civil e a aviação militar do País.

 

Cavaca 12

Agora rolava-se com vento de frente rumo a Idanha-a-Velha.

 

Cavaca 13

Ao fundo é visivel o monte de Monsanto, e aqui em baixo a nossa Idanha-a-Velha, pequena aldeia de ambiente pitoresco, pelo notável conjunto de ruínas que conserva. ocupa um lugar de realce no contexto das estações arqueológicas do País. Ergue-se no espaço onde outrora existiu uma cidade de fundação romana (séc. I a.C.), inserida no território da Civitas Igaeditanorum, tendo sido, mais tarde, município romano. Uma inscrição datada do ano 16 a.C., onde consta que Quintus lallius, cidadão da Emerita Augusta (Mérida) "deu de boa vontade um relógio de sol aos Igeditanos", testemunha a existência no núcleo urbano nesse momento cronológico. Em 105, a povoação aparece referida numa inscrição da monumental ponte de Alcântara - importante obra de engenharia romana - como um dos municípios que contribuíram para a sua construção. Diversos vestígios evidenciam, ainda hoje, essa permanência civilizacional: entre outros, o podium de um templo no qual assenta a Torre dos Templários; a Porta Norte e respectiva muralha; um conjunto excepcional de lápides funerárias e variado espólio disperso.

Meus amigos, sobre esta aldeia ficaria aqui toda a tarde a escrever.

 

 Cavaca 14

Seguiu-se Medelim, é designada como a Aldeia dos Balcões. Ao todo a aldeia de Medelim tem mais de 200 balcões.

 

Cavaca 15

Já na Aldeia de João Pires, esta fica situada a 9 kms a sul de Penamacor, sede de concelho.
Circundam-na as freguesias de Aldeia do Bispo (2 kms), Aranhas (3 kms), Salvador (6 kms) e Medelim (7 kms - Idanha-a-Nova), freguesias que percorremos muitas vezes durante o ano.
O topónimo da freguesia atribui-se, segundo a lenda ao facto de um homem abastado, nesta terra, de nome João Pires, residente em Monsanto (ou no Alentejo) ter sido assassinado pelos habitantes da povoação (Aldeia de João Pires).

 

 

 Cavaca 17

E Penamacor,  ponto quase obrigatório de passagem pela sua posição geográfica.

O povoamento é muito antigo. A arqueologia dá-nos conta de habitats humanos que remontam ao Neolítico, mas é a partir do final da 2ª Idade do Ferro que a história deste território se começa a escrever. Quando os romanos chegam, encontram forte resistência por parte das tribos lusitanas que aqui habitam, que se opõem tenazmente às poderosas e bem equipadas legiões imperiais durante cerca de um século.

 

Cavaca 18

Já com a presença do amigo Zé Carlos, pedalava-se agora rumo a casa.


Cavaca 20

Ultima subida do dia, e a Covilhã era já ali.

 Para trás ficou mais uma histórica volta por terras e aldeias históricas.

 

AMANHÃ HÁ MAIS CICLISMO.

 

 SAÍDA DA SRA DO CARMO ÀS 9 HORAS RUMO AOS ARCOS.

 

DOS ARCOS SAÍMOS ÀS 9H 30M RUMO AO FUNDÃO (café).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 15:04

Amanhã é pela Sra da Graça.

Sexta-feira, 27.01.12

Cavaca

(Perfil da volta)

 

 

(Mapa da volta)

 

(Arquivo) Passagem na Sra da Graça em Outubro de 2010.

 

VAMOS SAÍR DOS ARCOS ÀS 8 HORAS.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 05:09

O Ciclismo surge a partir de 1890.

Quinta-feira, 26.01.12

800px-DaVinci_museum

As primeiras bicicletas...

 

 

cavaca 17

Algo diferentes das de agora.

 

Entre 1890 e 1900 nasceram grandes provas, que ao longo dos anos se tornaram clássicos, alguns ainda existem hoje como o Liege-Bastogne-Liege.

Em 1893 foi feito o primeiro Campeonato Mundial, com provas de sprints e meio fundo, exclusivamente para os corredores amadores do mundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 09:29

À Quarta, por Quarta Feira.

Quarta-feira, 25.01.12

cavaca 1

Fizeram parte desta já mítica volta, o nosso amigo Pedro Santos que hoje se estreou nas nossas longas voltas, o amigalhaço Tiago Abrantes que está em pleno nas participações, o amigalhão Sérgio Gomes que veio prepositadamente de Caria a nosso encontro, e eu o Cavaca. Mais tarde, no Terreiro das Bruxas juntou-se o super Bruno Fernandes, e na Benquerença o amigo Zé Carlos.

Percurso: Covilhã, Sra do Carmo, Caria, Santo Amaro, Quarta Feira, Águas Belas, Espinhal, Sabugal, Sra da Povoa, Benquerença, Escarigo, Capinha e Covilhã, TOTALIZANDO 110KM DE LUXO.

Apenas vos digo,,, esteve uma manhã fabulosa para o ciclismo!!!

 

cavaca 2

Algum frio matinal, deixa foto algo tremida... mas a coisa aqueceu!

 

cavaca 12

Mais que a subida de Quarta Feira, a estreia de Pedro Santos ainda foi mais marcante. 

Parabéns amigo pela excelente forma física, resta agora aprenderes a dosificar o esforço.

 

 

cavaca 3

O nosso amigo Pedro interpretava o diário da volta ,,, Sérgio deu uma ajuda!!!

 

cavaca 4

Convictos que era por aqui, sapatos nos pedais e toca a subir!

 

cavaca 5

E eis a famosa aldeia de curioso nome... Quarta Feira.

Pouco consegui descobrir sobre esta aldeia, mas é curioso o pouco que vi...

QUARTA

Quente, Única, Amiga, Rica,Tamanha, Admirável

FEIRA

Farta, Ecológica, Inigualável, Risonha , Acolhedora

 

Ser Quartafeirense é antes de mais ser descendente de gente que aqui viveu há centenas ou milhares de anos, com mais ou menos dificuldades, resultantes do espaço geográfico em que esta aldeia se insere, no meio de grandes montanhas e com enormes problemas de mobilidade até a estrada ser construída .

 

 

cavaca 7

Para compensar a placa em decomposição à entrada da Freguesia, colocaram esta à saída.

 

cavaca 6

E aqui à saída da aldeia, o nosso aquecimento forçado,,, 14% de inclinação.

 

cavaca 8

A meio da encosta parei como que por impulso,,, Quarta Feira ficava lá ao fundo.

 

cavaca 10

Seguiu-se a não menos bela aldeia de Águas Belas, há mais de 20 anos que por aqui pedalo.

Fica situada numa campina e tem por vizinhas as freguesias de Caldeirinhas (5,5 Km), Dirão da Rua (3 Km), Urgueira (3 Km), Quintas de S. Bartolomeu (7 Km),Vila do Touro (12 Km), Lomba (4 Km) e Sobreira (2 Km).
A origem de Águas Belas é muito remota. Por alguns vestígios arqueológicos e outros achados, pensa-se que esta freguesia será mesmo anterior ao séc. XII.

 cavaca 11

Passagem na nossa tão bem conhecida cidade do Sabugal.

 

cavaca 13

Pouco depois, a companhia do nosso "Cavalheiro Bruno Fernandes" e grande ciclista. 

É dotado de todo o tipo de treinos para acompanhar todo o tipo de ciclistas... há poucos!

 

cavaca 14

Com a passagem nos Três Povos, a nossa volta de Quarta, por Quarta, estava a finalizar.

 

cavaca 15

Cidade da Covilhã à vista. Concuída mais uma magnífica etapa deste mês.

 

Sábado é à Sra da Graça.

A saída é dos Arcos às 8 horas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 14:22

As voltas da semana...

Segunda-feira, 23.01.12

                                     Quarta, vamos a Quarta Feira.

Quarta

(Perfil da volta de Quarta Feira))

Percurso: Covilhã, Sra do Carmo, Caria, Santo Amaro, Quarta Feira, Águas Belas, Espinhal, Sabugal, Sra da Povoa, Benquerença, Escarigo, Capinha e Covilhã.

Saída do Refúgio às 8h 30m.

 

 

 

 Sábado vamos à Sra da Graça.

Sábado

(Perfil)

Percurso: Covilhã, Fundão, Vale Prazeres, Orca, São Miguel Acha, Proença-a-Velha, Idanha a Nova, Sra da Graça, Barragem Marechal Carmona, Alcafozes, Idanha a Velha, Medelim, Bemposta, Águas, Penamacor, Capinha e Covilhã.

Saída dos Arcos às 8 horas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 21:25

Airosa volta de descompressão.

Domingo, 22.01.12

cavaca 1

Compareceram para esta elegante volta, Fernando Caetano, Fernando Mendes, Flávio Fonseca, António Lebre, Ilidio Soares, Guilhermino Pais, Fernando Prata, António Silva, e José Cavaca.

 

cavaca 2

A emoção para pedalar agregada a esta linda manhã, adicionada ao sentimento de alegria em voltar a ver alguns amigos, conduziram-nos ao prazer de mais uma alegre e festiva volta.

 

cavaca 3

Quando se quer, é facil sincronizar diferentes estilos, formas de treino, e vontades individuais,  para juntos se passar uma manhã de convívio praticando este culto e saudável desporto.

 

cavaca 4

Perto de Belmonte viramos à esquerda, óptima sugestão do nosso amigo António Silva.

 

cavaca 5

O nosso singular estilista Guilhermino, sentia-se em casa!

 

cavaca 6

E como a alegria compartilhada é alegria dobrada, até sobrou para o resto do dia.

 

cavaca 7

A nossa passagem em Maçainhas.

 

cavaca 8

E vamos para casa. A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever uma nova volta, não precisa de apagar este registo.

Por isso, a proxima é já na Quarta Feira!

 

Helder Torres

Quero aqui desejar as rapidas melhoras ao nosso companheiro e amigo Helder Torres, que sofreu uma queda causada por um gato.  Pelas informações que me chegaram, está quase pronto para a vingança!!!

 

Grande abraço, e volte depressa.

 

UM BOM DOMINGO PARA TODOS!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:04

Hoje, uma explêndida volta por Piodão.

Sábado, 21.01.12

Sábado

(Perfil da volta)

 

 

cavaca 1

Para esta brilhante volta compareceram, David Fernandes, Guilhermino Pais, José Cavaca, Bruno Fernandes, e Tiago Abrantes.

 

Pedalamos por, Tortosendo, Unhais da Serra, Teixeira, Vide, Alvoco das Várzeas, Ponte das Três Entradas, Aldeia das Dez, Cimo da Ribeira, Goulinho, Vale de Maceira, Piodão, Vide, Pedras Lavradas, e Covilhã.

 

cavaca 2

E para uma explêndida volta, nada melhor que uma explendorosa manhã.

Temperaturas magníficas, firmamento limpo, e natureza quanto baste.

 

cavaca 3

E a nossa boa e convidativa estrada das Pedras lavradas!!!

 

cavaca 4

Passagem pelo Alto das Pedras Lavradas.

 

cavaca 5

Vide

Foi uma vila antiquíssima do concelho de Seia, com todas as “justiças”, Câmara, Pelourinho, e Companhias de Ordenança.
Fica situada no Sudoeste do Parque Natural da Serra da Estrela, tendo por limite, próximo, a área de Paisagem Protegida da Serra do Açor.

 

cavaca 6

Passagem na Aldeia das Dez.

Também é conhecida como Aldeia das Flores, pela tradição dos Aldeões decorarem as suas ruas com lindas e coloridas flores.

A Aldeia das Dez é também rica em património oral, ilustrado pela Lenda da Aldeia das Dez.

 

cavaca 7

Esta é a boa estrada que liga Aldeia das Dez a Vale de Maceira.

 

cavaca 8

Mas antes de Vale de Maceira, passamos no Goulinho. Uma das mais bonitas aldeias desta região, terra do nosso amigo António Assunção que hoje não estava presente para lhe darmos um pessoal abraço.

 

cavaca 15

Mas esta manhã também ficou marcada pelo regresso do nosso David Fernandes.

Vem com todo o gás.

 

cavaca 9

E continuando sempre a subir, fomos presenteados por mágnificas paisagens.

Aqui à nossa esquerda, fica o Monte de Colcurinho, não acessível às nossas bicis.

 

cavaca 10

Paisagens deslumbrantes, eram doping natural para estas montanhas.

Ao fundo é visivel a freguesia de Soito da Ruiva.

 

cavaca 11

Para onde quer que nos virássemos, a paisagem era um sonho. Na vida existem muitos prazeres que podemos usufruir, um deles é a magia de pedalar com estes amigos por montes e vales o mais autônomo possível, enriquece e de que forma, esta e muitas outras voltas que estão na agenda.

 

cavaca 17

E este sou eu, tenho um prazer desmedido em sofrer nestas montanhas. 

 

 

cavaca 12

Aos 990 metros de altitude, começava a impetuosa descida para Piodão.

 

cavaca 13

Parei a meio da encosta para fotografar os meus colegas, e a Típica aldeia de Piodão, considerada uma das mais bonitas do País, e classificada como “Aldeia Histórica de Portugal“.

 

cavaca 14

Na descida entre Piodão e Vide, este lindíssimo Santuário na encosta da Serra.

 

 cavaca 19

Aqui, já na subida de Vide para as Pedras Lavradas.

 

cavaca 16

Há determinadas alturas nas nossas voltas, que temos gosto em sofrer, no entanto, nem todos sofrem da mesma maneira,,, mas hoje tive o prazer de gozar sofrendo toda esta volta (160km), ao milímetro.

 

cavaca 18

Para isso, também contribuiram estes amigos que deram um colorido especial a esta manhã.

 

Muito obrigado companheiros.

 


colorín colorado, esta volta terminou!!!

 

Amanhã há mais...

Saída da Sra do carmo às 9h 30m.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 07:55


Pág. 1/3