Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Uma Santa volta!

Segunda-feira, 03.10.11

cavaca 1

Hoje às 8h 30m eu e Zé Carlos saímos da Covilhã rumo ao Fundão, Souto da Casa, Vale de Urso, Casal da Fraga, Sra da Orada(foto), São Vicente da Beira, Casal da Serra, Soalheira, Alpedrinha, Fundão e Covilhã, totalizando 93km.

 

cavaca 2

Como é habitual, não posso deixar de registar a nossa passagem por Vale de Urso.

 

cavaca 3

Proximo de São Vicente, viramos à esquerda para o bonito Santuário da Sra da Orada.

 

cavaca 5

Pedalamos cerca de 3km até chegarmos a este bonito e acolhedor local.

 

cavaca 6

Depois do meu amigo Zé me contar a lenda da Sra da Orada, e que adorei ouvir, aqui fica também para todos os que ainda não conhecem...

A lenda da Senhora da Orada é emblemática da tradição oral beirã, onde as serpentes fêmeas mamam o leite das mulheres. Trata-se de uma punição injusta de um pai para com a filha solteira engravidada, que nestas condições era abandonada às feras para que a devorassem. Apareceu-lhe a Virgem, que lhe revelou que o inchaço na barriga era uma cobra que nela havia gerado, aconselhando-a a colocar-se de pernas para o ar, com a cabeça sobre um prato de leite. A rapariga assim fez e a cobra, atraída pelo cheiro do leite, saiu pela boca. O pai, arrependido, e por penitência, mandou construir uma capela no local da aparição, onde também surgira uma nascente milagrosa.
É nesta nascente que os romeiros, no dia da festa da Sr.ª da Orada, 4 domingo de Maio, fazem as suas lavagens rituais com esta água:"Lavam os olhos com aquela fé, tem devoção e fazem as suas lavagens. Agora dizer que há um ritual colectivo, isso não, é mais individual, cada um toma-a à sua maneira.

 

cavaca 7

O nosso amigo Zé bebendo a água dessa fonte milagrosa.

 

cavaca 8

O espaço do santuário foi recentemente recuperado, por sua Excelência o Presidente da Câmara Municipal de Castelo Branco, Joaquim Mourão./ 25-5-2003. Obras só possíveis devido ao seu grande empenho." Nestas obras inclui-se o arranjo de um parque de merendas à sombra de jovens amoreiras e a construção de assadores para churrascos, muito procurados nos fins-de-semana de Verão e durante o dia da romaria.

 

cavaca 9

De novo a pedalar, e depressa chegamos a São Vicente da Beira.

 

cavaca 10

São Vicente da Beira

A vila de São Vicente da Beira foi fundada por Dom Afonso Henriques, em 1173, no âmbito da sua cruzada contra os Árabes, na Península Ibérica. As suas origens perdem-se na Idade do Bronze – cerca de 4.000 a.C. –havendo, ainda, muitos vestígios dessa época. Passaram por aqui os romanos, os suevos os visigodos, e agora alguns ciclistas!!! 

 

cavaca 11

A seguir a São Vicente, o durinho desta manhã... a subidinha com 20% para Casal da Serra.

 

cavaca 12

No alto da Serra parei e registei esta magnífica paisagem onde é visivel a barragem do Pisco.

 

cavaca 13

Depois, a bonita aldeia de Casal da Serra.

 

cavaca 14

À saída de Louriçal do Campo, este bonito Santuário de Nossa Sra de Fátima.

 

cavaca 15

E com 31 graus, começamos a subir a Serra da Gardunha.

 

cavaca 16

Calor que nesta epoca do ano não me parece normal.

 

cavaca 17

Passagem no alto da Gardunha.

 

cavaca 18

E a nossa chegada à Covilhã. Foi uma volta muito agradável, com assinatura do Zé Carlos.

 

Amanhã há mais... saída da Sra do Carmo as 8h 30m.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 10:29