Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Covilhã, Fátima

Domingo, 25.09.11

cavaca 1

Este foi o grupo que saíu da Covilhã às 7h 30m de Sábado rumo a Fátima, e que muito me orgulho de ter feito parte. Correu tudo como planeado, nem um furo, nem uma avaria, e o mais importante, não houve quedas. Contribuiram para que fosse um fim de semana inolvidável, o nosso super animador Carlos o condutor, António Lebre, António Dias, eu o Cavaca, Zé Carlos, António Silva, e João Dias. Mais tarde juntaram-se o Raposa Velha, Medeiros e seu irmão Luis Medeiros. 

Percurso: Covilhã, Pedras Lavradas, Vide, Ponte 3 Entradas, Avô, Vila Cova de Alva, Coja, Secarias, Arganil, Gois, Portela, Ponte do Sotão, Golpilhares, Lousã, Miranda do Corvo, Meroucinhos, Cerejeiras, Cerradas, Venda das Figueiras, Freixianda, Rio de Couros, Caxarias, Mosqueiro, Vila Nova de Ourém e Fátima.

 

cavaca 2

Com o nascer do Sol, as primeiras pedaladas e um espírito inflexível de chegar a Fátima.

 

cavaca 3

Com temperaturas e Sol um pouco mais altos, a animada etapa corria de feição.

 

cavaca 4

Imagem do nosso veículo de regresso, com o nosso grande comediante e animador Carlos.

Colega que sempre participou de uma forma muito animadora e alegre na nossa aventura.

 

cavaca 5

A chegar à Ponte das 3 Entradas juntaram-se, Medeiros, Raposa Velha, e Luis Medeiros.

 

cavaca 6

O inegável registo da passagem pela Ponte das Três Entradas.

 

cavaca 7

Passagem em Avô. É considerado uma das mais belas localidades portuguesas, tendo por esse motivo sido escolhida a sua fotografia para capa do livro de arte As Mais Belas Aldeias de Portugal. É aqui que começa um percuso que se estende até Gois, pelo qual tenho uma admiração absoluta. É realmente de uma belaza rara.  

cavaca 8

Passagem na ponte de Coja.

É outra de tantas e bonitas aldeias por onde pedalamos, pertencentes ao concelho de Arganil, e banhada pelo cristalino Rio Alva, num local abençoado pela natureza e pelo fresco ar do rio.  Esta é uma povoação de origens bem remotas, com vestígios de ocupações Romanas e Muçulmanas, para aqui atraídas pela fertilidade dos solos e pela exploração de minérios.  Sabe-se que aqui existiu um Castelo anterior à nacionalidade, situado fronteiriço à actual povoação, entre o Rio Alva e a foz da Ribeira da Mata, que terá sido destruído por alturas da reconquista Cristã.

 

cavaca 9

Com tamanha beleza, confraternização, e ritmo em harmonia, nem se dava pelos quilómetros.

 

 cavaca 10

E num ápice encontravamo-nos em Arganil. É sede de um município com 332,13 km² de área e 12 973 habitantes. O município é limitado a norte pelos municípios de Penacova, Tábua e Oliveira do Hospital, a nordeste por Seia, a leste pela Covilhã, a sul por Pampilhosa da Serra e por Góis e a oeste por Vila Nova de Poiares.

 

cavaca 13

E em Gois a nossa primeira paragem.

Este Concelho, pela sua natureza rural, tem muito para dar aos visitantes que chegam ao concelho.
O rio, principal elo de ligação de todo o Concelho, dá aos visitantes e veraneantes uma paisagem deslumbrante, desde a terras altas da freguesia do Colmeal até ao Cerro da Candosa (freguesia de Vila Nova do Ceira), local onde se despede do Concelho de Góis para dar entrada no da Lousã. As praias fluviais, servidas pela bela paisagem circundante e pelas límpidas águas do Ceira são frequentadas, na época de Verão, por milhares de turistas e de residentes.  Mas, além do rio, também a montanha está presente, permitindo passeios, tanto de automóvel como a pé, ou mesmo de bicicleta ou moto para os amantes da natureza.

 

 
cavaca 11

Repor alimentos líquidos e sólidos é importante, mas a grande quantidade de Bolos e Natas Gigantes oferecidos pela Padaria Dias, contribuíram para que o peso à partida fosse inferior à chegada.

 

cavaca 14

De novo a pedalar, e sempre com uma Natureza admirável à nossa volta....

 

cavaca 15

Chegava-se a Miranda do Corvo... lindíssimo.

 

cavaca 20

Desde esta réplica do Cristo Rei, tinha-se uma bonita panorâmica de Miranda do Corvo.

 

cavaca 19

É uma vila sede de Concelho localizada no Distrito de Coimbra junto à Serra da Lousã. Trata-se de uma vila muito antiga com foral desde 1136, de D. Afonso Henriques.

cavaca 16

Aqui em Miranda, e após um almoço convívio, o registo do grupo de ciclistas que até aqui pedalou junto.

 

cavaca 18

Depois, as despedidas ao Medeiros e Luis que tinham pela frente o regresso a Seia.

De nós todos, um muito obrigado pela grande vontade manifestada por estes dois irmãos em nos acompanhar neste evento.

 

cavaca 21

No dia seguinte, a estrada esperava-nos.

 

cavaca 24

E nós, com grande ânimo depressa chegamos a Vila Nova de Ourém.

 

cavaca 25

António Dias na subida final para Fátima.

 

cavaca 26

António Silva gastava as ultimas calorias.

 

 cavaca 27

O nosso animado e animador Carlos não nos faltava com nada.

 

cavaca 28

E restava pouco para o concretizar de um sonho para os nossos jovens João Dias, António Dias, e António Lebre, que pela primeira vez se deslocaram a Fátima em bicicleta.

 

cavaca 29

A foto que vai ficar na memória de todos os que tornaram possível este evento.

Obrigado Fernando Dias pela bonita colaboração.

 

cavaca 2

Parabéns ao João Dias...

 

cavaca 3

António Dias...

 

cavaca 1

E António Lebre.

 

cavaca 6

Ao companheiro António Silva, o nosso Bem-Haja pela sempre jovem e boa companhia.

 

cavaca 5

E este sou eu,,, tirei muitas fotos, contei algumas anedotas e olhei para muitos lados!

 

cavaca 4

Para o Zé Carlos, vai a minha admiração pelo que fez durante um ano, e que tornou possível esta aventura que se imaginava impossível.

FORÇA COMPANHEIRO. (Para o ano voltamos) 

 

cavaca 30

E com os traseiros em novos e confortáveis selins, vamos prá Covilhã.

 

Agora, vamos planear a ída a Lisboa.

 

Um abraço para todos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 21:11






pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Setembro 2011

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930


Ciclismo, uma paixão.