Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Volta mágica e inédita.

Sexta-feira, 29.07.11

cavaca 1

Nem parecia um dia de semana.

Juntaram-se na Sra do Carmo às 8h 30m, Fernando Mendes, Zé Carlos, José Cavaca, Fernando Feijão, Chico Mendes, David Fernandes, Kevin Sá, e Fernando Caetano que nos esperava em Orjais.

Ninguém deu por mal empregue o tempo que disponibilizou para esta volta "mistério", em que a estrada mágica entre Famalicão da Serra e Gonçalo, totalmente desconhecida por nós, foi toda uma surpresa. A beleza da Serra harmonizada com as rampas de 20%, subestimaram todo e qualquer esforço.

Percurso: Covilhã, Orjais, Vale Formoso, Valhelhas, centro de Famalicão, Gonçalo, Belmonte, Caria, Peraboa, Ferro e Covilhã.

 

cavaca 3

A minha chegada à Sra do Carmo registada pelo David Blanco, manifesta alguma nostálgia.

 

cavaca 5

Até a presença do amigo Feijão foi cooperante na lembrança de velhos tempos.

 

cavaca 6

Mas a vontade de pedalar era muita, e a estrada esperava ansiosa por nós.

 

cavaca 7

Passagem em Vale Formoso, e Kevin mostra qualidades de fotógrafo.

 

cavaca 9

Fernando Mendes comanda grupo na subida para Vale Formoso.

 

cavaca 10

Passagem no centro de Valhelhas, localidade pertencente ao concelho da Guarda, situada num lindíssimo vale, na margem esquerda do rio Zêzere e na direita da Ribeira de Famalicão, rodeada por uma paisagem serrana de vegetação fértil.
Valhelhas é uma povoação de origens bem antigas, tendo por aqui passado diversos povos que elegeram o seu fértil vale e rios como importantes meio de subsistência, como os Lusitanos, Iberos, Celtas, Cartagineses, Romanos, Bárbaros, Alanos, Visigodos e Muçulmanos.
Na Idade Média, Valhelhas foi doada à Ordem do Templo e aos seus frades, e posteriormente à Ordem de Cristo.

 

 cavaca 11

À saída de Valhelhas tomámos uma bonita estrada para o centro de Famalicão.

 

cavaca 12

Nessa mesma estrada, não resisti em registar uma imagem real, característica e fascinante.

Quantas histórias este rosto nos contaría...

 

cavaca 13

Perto de Famalicão juntaram-se dois colegas que não cheguei a saber o nome. Colegas esses que foram subir para o alto de Famalicão pela estrada mais difícil. Agradeço a esses colegas que me enviem o nome, e nos informem em que condições essa durinha subida foi feita.

O nosso grande abraço.

 

cavaca 14

A nossa passagem em Famalicão da Serra. Situa-se na zona do Zêzere, fazendo fronteira com as freguesias de Fernão Joanes, Seixo Amarelo, Gonçalo e Valhelhas. Esta freguesia, com uma área total de 16 km2, dista a 18 km da sede de concelho.
Esta freguesia é um dos maiores aglomerados do concelho da Guarda, contudo encontra-se prejudicada por se encontrar implantada num vale, à ilharga da estrada municipal, mas mesmo assim não deixamos de lá passar.

 

cavaca 15

Aqui o momento em que deixamos a N18-1, para entrar numa verdadeira estrada aventura.

 

 cavaca 16

Vimos informações sinaléticas de 10%, quando na realidade tem 20%,,, agora acredito que os declives em Portugal estão errados.

 

cavaca 17

Que maravilha!!!


 

cavaca 18

A meio da encosta já se avistava Gonçalo.

O nome da Vila de Gonçalo poderá ter tido origem em Gonçalo Peres, Mestre da Ordem de Alcântara, a quem pertenceu o termo de Valhelhas até ao Reinado de D. João I. Outeiro, foi a localidade que deu origem a Gonçalo.

Consta que os seus habitantes ofereceram grande resistência aos Romanos e outros povos invasores, pois a própria etnografia da Região mostra e documenta a presença dos Mouros, sobretudo pela existência de lugares como o Castelo dos Mouros, a casa da Moura e as lendas relacionadas com tesouros escondidos e lobisomens. É provável que a ocupação Romana tenha introduzido a cestaria em Gonçalo, aproveitando as vergas e os salgueiros que crescem por todo o lado em redor de ribeiros e riachos. Daqui irradiou para todo o País, pois podemos encontrar um cesteiro Gonçalense em qualquer cidade de Portugal!

A actual Vila de Gonçalo, pertenceu ao concelho de Valhelhas, que recebeu o Foral de D. Sancho I em 1188 e veio a ser extinto em 1855. 

 

cavaca 19

Centro da bonita Vila de Gonçalo.

 

cavaca 20

Passagem em Belmonte.

Para quem não sabe, Belmonte é um Concelho quase tão antigo como a Nacionalidade.

A vila de Belmonte teve foral em 1199 e está situada no panorâmico Monte da Esperança (antigos Montes Crestados), em cujo morro mais rochoso foi construído nos finais do séc. XII o seu castelo que juntamente com os castelos de Sortelha e Vila de Touro, formaram até à assinatura do Tratado de Alcanices (1297), a linha defensiva do Alto Côa, apoiada na retaguarda pela muralha natural da Serra da Estrela e pelo Vale do Zêzere.

 

cavaca 2

Há anos que não vestia esta camisola que me acompanhou na minha primeira ída a Lisboa.

Que sensibilidade !!!

 

cavaca 22

E um modo diferente de terminar esta bonita manhã...

 

cavaca 21

...fomos levar a casa o Fernando Mendes,,, e suspirou, "que bonita volta esta".

 

DOMINGO HÁ MAIS.

(Vamos às Cortes e Bouça)

 

SAÍDA DOS ARCOS ÀS 8H 30M.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:18