Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



De Covilhã por Salvador.

Sábado, 02.10.10

Perfil da volta.

 

Ao saír de casa, não resisti fotografar o nascer de mais uma manhã notável de ciclismo.

Eram 7h 29m.

 

Compareceram na Sra do Carmo, José Cavaca, Lebre, Bruno Palmeirão e Palmeirão.

Percurso: Covilhã, Caria, Casteleiro, T. Bruxas, Sra da Povoa, Benquerênça, Meimoa, Penamacor, Aranhas, SALVADOR, Cidral, Medelim, Bemposta, Águas, Penamacor, Capinha, Peroviseu e Covilhã, totalizando 141km.

 

Ritmo de aquecimento necessário, aqui perto de Caria marcava 6 graus.

 

Provideo bem patenteado por Palmeirão.

 

Passagem no Casteleiro.

 

Apróximação à Benquerênça, aqui a temperatura era bem melhor.

 

Meimoa.

 

Só com algumas histórias de Palmeirão, o ritmo abrandava, e era possivel uma ou outra foto mais original.

 

Passagem por terras do Lince, em Penamacor.

 

Seguiu-se a Aldeia de Aranhas.

 

Aldeia de Salvador, ponto central da nossa volta. É sem qualquer dúvida, uma aldeia aliada ao ciclismo.

 

Passagem por Monsanto, a Aldeia mais Portuguesa.

 

Medelim, terra com 162 homens e 180 mulheres,,, mesmo com nós 4 não igualava.

 

Passagem por Bemposta, a freguesia mais pequena de Penamacor.

 

Passagem novamente por Penamacor, agora pelo lado Sul.

 

Ponto quase obrigatório de passagem, Capinha.

 

Chegada à Covilhã, para trás ficaram primorosos momentos de ciclismo e convívio, que neste espaço torno perpétuo.

 

 

AMANHÃ, TRABALHO CHUVA E VENTO, NÃO VÃO PERMITIR A NOSSA HABITUAL VOLTA.

 

PRÓXIMA VOLTA, TERÇA FEIRA, FERIADO. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 06:50