Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A nossa volta das Inguias.

Domingo, 31.01.10

Cavaca, Paulo Cruz, Nuno Marques e Palmeirão ás 9 horas marcaram presença na Sra do Carmo para a nossa recém famosa volta das Inguias. Pedalamos por Orjais, Gonçalo, Seixo Amarelo, Alto Famalicão, Famalicão (centro), Valhelhas, V. Formoso, Orjais e Covilhã.

 

A agradável e digna de menção, estrada de Seixo Amarelo.

 

Fica  esta amostra de subida, e Nuno fez o teste, ainda bem que foi ele,,,é uma nova estrada em Famalicão, pendente a rondar os 20% e a fazer lembrar a Ramela.

 

Já no regresso, uma virgem estrada para nós, a estrada de Famalicão para valhelhas, muito agradável, "a descer".

 

Um resto de bom Domingo para todos, e grato pela vossa companhia neste fim de semana.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:20

De Covilhã por Alcains.

Sábado, 30.01.10

Hoje pelas 8h 30m compareceram, da esquerda para a direita, Jorge Chorão, Jorge Medeiros, Nuno, Sérgio, Palmeirão, Kevin, Simões e eu o Cavaca,  uma volta muito especial para mim,,,ía conhecer o Diogo Fernandes, uma pessoa com um sentimento de humanidade suprema, sinceramente comoveu-me, obrigado Diogo por me brindares com a tua presença e companhia.

 

Percurso: Covilhã, Fundão, Souto da Casa, Paradanta, São V. da Beira, Tinalhas, Alcains, Alpedrinha, Fundão, Covilhã = 111 km.

 

Um registo muito especial, com alguém considerável... Diogo Fernandes.

 

Preparativos matinais.

 

Passagem pela cidade onde nasci, Fundão.

 

Enquanto Kevin reparava uma pequena avaria, uma foto de Medeiros com um cão que percorreu ao nosso lado cerca de 8 km, é de enaltecer.

 

Perto de Souto da Casa, panorâmica da nossa Cova da Beira.

 

Alto de Paradanta, Chorão e Medeiros.

 

São Vicente da Beira, momento do encontro com Diogo Fernandes que vinha de Alcains, fica retido na memória.

 

Diogo Fernandes,  após os cumprimentos e apresentações, fazia também a sua estreia no grupo,,,Bem Vindo.

 

Quem fazia também a estreia era o amigo Jorge Chorão, que se deslocou da Guarda para nos acompanhar.

 

Boa, bonita e convidativa estrada de São Vicente para Póvoa de Rio de Moinhos.

 

Entrada em Póvoa de Rio de Moinhos.

 

Serra da Gardunha e Alpedrinha à vista.

 

Passagem por Alpedrinha.

 

 

De  regresso, encosta da Serra da Estrela e cidade da Covilhã acolhia-nos.

 

Uma vez mais, bem haja a todos por esta manhã muito especial, em particular ao Diogo Fernandes e Jorge Chorão.

 

 

AMANHÃ ÀS 9H NA SRA DO CARMO. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 07:06

Amanhã, de Covilhã por Alcains.

Sexta-feira, 29.01.10

Confirmados; Cavaca, Sérgio, Palmeirão, Kevin, Nuno, Simões, Jorge Chorão,  Medeiros e o nosso amigo Diogo Fernandes.

 

Perfil da volta

 

Alcains , é uma freguesia portuguesa do concelho de Castelo Branco, com 37,09 km² de área e 4 928 habitantes (2001). Densidade: 132,9 hab/km².

É sede de uma freguesia em que a vila é a única localidade que dela faz parte. Faz fronteira com as freguesias de Lardosa, Escalos de Cima, Escalos de Baixo, Cafede, Póvoa de Rio de Moinhos e Castelo Branco. É uma das maiores vilas portuguesas, sendo a maior , não sendo sede de concelho, de todo o interior do país. Foi o pólo industrial mais importante do concelho, até meados da década de 80 do Século XX. É actualmente servida pela A23 , e pelas EN18 e EN352 . Em termos de ferroviários , pela Linha da Beira Baixa. Em breve , o IC31 ligará esta localidade à fronteira com Espanha, mais precisamente em Monfortinho. Fica situada no Eixo Urbano Castelo Branco- Covilhã-Guarda.

É famosa pela qualidade dos seus queijos , e pelos seus mestres de cantaria

A personalidade mais famosa natural da vila de Alcains , foi o General Ramalho Eanes, Presidente da República entre 1976 e 1986, mas nós vamos visitar, conhecer e pedalar com uma não menos importante, o nosso amigo Diogo Fernandes.

 

Saída do Refugio às 8h 20m e nos Arcos 8h 30m..

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 08:32

Covilhã, Pedras Lavradas...

Quinta-feira, 28.01.10

(foto de 21-1-2010)

Hoje, e sem que nada estivesse agendado, às 12h 30m  passou-nos uma ideia pela cabeça, que,  se rápido se pensou, mais veloz se concretizou. Saí do Periferia às 13 horas e rumo às Pedras Lavradas,,,Simões um pouco mais tarde por motivos de trabalho, foi ao meu encontro. Uma ideia a repetir, pois pouco prejudica o trabalho e sempre se fazem uns quilómetros.

Abraço a todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 16:20

Depilação...

Quinta-feira, 28.01.10

 

Giovanni Gerbi

 

Chamavam-no de “o diabo roxo”, mas seu verdadeiro nome era Giovanni Gerbi, um campeão nos primeiros anos do século XX. Além de suas vitórias, passou para a história do desporto como o pioneiro das pernas depiladas.
Sabe-se que nos primórdios do ciclismo, os corredores eram tão despreparados que hoje até parece piada: sem regras, sem treino e sem planeamento. Na primeira Paris-Brest-Paris em 1891, disputada em 1196Km a maioria dos corredores disse que jamais haviam pedalado mais de 100Km num único dia.
Com o passar do tempo, o ciclismo foi ficando mais popular e evoluido. Assim as equipas começaram a contar com treinadores e massagistas. Porém, os pêlos que cobriam suas pernas impediam uma boa massagem com unguentos ao mesmo tempo que dificultavam a recuperação em caso de quedas.
A solução foi mostrada por Giovanni Berbi. Italiano de Asti (04/06/1885) que ganhou o Giro de Lombardia em 1905 e o Giro de Piamonte em 1906, 1907, e 1908. Foi um pioneiro no ciclismo italiano e mundial, além de um defensor de novas técnicas.
Dentre suas idéias destacam-se o hábito de percorrer previamente o trajeto da prova para escolher a melhor relação (lembrando que era uma época pré-câmbio), investigar a forma física de seus adversários nas corridas anteriores, usar camisa de seda ao invés de algodão e, principalmente, depilar as suas pernas e a cabeça, buscando uma rudimentar melhoria na aerodinâmica, numa época que esse conceito sequer existia. Sua primeira aparição com as pernas depiladas foi em 1903 na Milano-Alessandria, onde ganhou apenas uma etapa e o apelido, alusão a cor de sua roupa.
Mas sua idéia não vingou e acabou esquecida ante a ignorância, o preconceito e o medo do ridículo. Somente passados 20 anos o hábito retornou, desta vez com outro italiano, Leonida Frascarelli, terceiro no Giro d’Italia daquele ano. Os seus companheiros de equipa (Ideor-Pirelli) não acreditaram na técnica, assim como os cronistas desportivos que ironizaram o aspecto das pernas de Leonida: para eles, um corredor era um paradigma de força e sofrimento, e devia ter esse aspecto. Mesmo assim, a prática fortaleceu-se contra aqueles que diziam que era uma mudança apenas estética (e que de fato há).
As vantagens numeradas para as pernas lisas vão desde uma maior aerodinâmica (sensível, mas existe) até o médico, já que a ausência de pêlos representa um risco menor de infecções em caso de quedas e facilita a limpeza dos ferimentos. A hora da massagem é vantajosa para aqueles de pernas lisas, já que os pêlos dificultam o trabalho.

Mesmo assim, o preconceito existe, e entre os amadores ainda é uma prática tímida.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 08:33

Sábado, de Covilhã por Alcains.

Quarta-feira, 27.01.10

 

 

 

Saída prevista para as 8h 30m dos Arcos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 10:15

Sérgio Paulinho

Terça-feira, 26.01.10

Sérgio Miguel Moreira Paulinho (nasceu a 26 de Março, 1980)

Fez história no ciclismo português ao conquistar um medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Atenas, e ao ter vencida uma etapa da Volta à Espanha 2006. Filho do ex-ciclista Jacinto Paulinho, Sérgio Paulinho venceu o campeonato do mundo de júniores em 2002. Em 2003 tornou-se ciclista profissional e começou a ganhar importância na equipa LA Pecol, uma das mais importantes no país. Em 2002 ganhou a medalha de prata nos mundiais sub-23 de contra-relógio. Em 2004 foi 6º na Volta a Portugal. Nesse mesmo ano, nos Jogos Olímpicos de Atenas venceu a medalha de prata. Após o seu feito nos Jogos Olímpicos, Sérgio Paulinho ingressou na equipa de ciclismo espanhola Liberty Seguros-Würth.

Em Junho de 2006, atingiu o melhor momento da sua carreira no estrangeiro na competição Dauphiné Libre, tendo estado durante boa parte da competição no Top 10. Contudo, três semanas depois, foi impedido de participar no Tour por alegado envolvimento no escândalo de dopagem Operação Puerto. Poucos dias após o final da competição, essa situação verificou-se ser falsa, podendo assim o corredor poder regressar à competição.

Em Julho de 2006, foi anunciada a saída de Paulinho no final da temporada para a equipa norte-americana Discovery Channel, onde corria o também português José Azevedo.

No dia 5 de Setembro de 2006, na 10ª etapa da Vuelta a España, Sérgio Paulinho conseguiu mais uma vitória memorável para o ciclismo português, entrando numa fuga, batendo a concorrência, e vencendo a etapa no alto de Museo de Altamira, subindo ao Top 10 da classificação geral. Em 2008 Sérgio Paulinho voltou a ver a sua equipa impedida de participar no Tour devido a mais um caso de dopagem ao qual será mais uma vez alheio. Em Junho do mesmo ano sagra-se campeão nacional de contra-relógio.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 08:01

José Azevedo

Segunda-feira, 25.01.10

 

José Azevedo (Vila do Conde, 19 de Setembro de 1973 foi um notável ciclista Português profissional. Os principais sucessos na sua carreira foram 5º lugar no Giro d'Italia (Volta à Itália) de 2001, e 6º e 5º lugares no Tour de France (Volta à França) de 2002 e 2004, respectivamente. No Tour de France 2005 terminou na 30º posição, o que foi um pouco aquém das expectativas, mas Johann Bruynnel (director desportivo da equipa Discovery Channel) afirmou que seria um dos principais líderes da equipa no Tour de France 2006, juntamente com Yaroslav Popovych, George Hincapie e Paolo Savoldelli.

Integrou a equipa Discovery Channel e, na época de 2006 já ficou no 6º lugar no Paris-Nice (vitória de Floyd Landis), obteve o 10º lugar na Volta ao País Basco (vitória de Samuel Sanchéz) e obteve um 4º lugar no Dauphiné Liberé (vencido por Levi Leipheimer), depois de brilhar no mítico Mont Ventoux.

Envergou o dorsal número 1 no Tour de France 2006 e terminou a competição em 19º lugar na geral individual. No dia 25 de Agosto, o Benfica anunciou a contratação de Azevedo para o lugar de chefe-de-fila. Ao transferir-se para o clube encarnado, Azevedo poderá tentar ganhar finalmente a Volta a Portugal, cuja participação na prova estaria sempre em risco devido ao calendário exigente da Discovery Channel. Em Fevereiro de 2008, José Azevedo em conferência de imprensa anunciou o fim da sua carreira como ciclista, o que veio a acontecer  no final deste mesmo ano.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 09:13

Uma volta relaxante.

Domingo, 24.01.10

Hoje, condicionados pelo tempo de que dispunha-mos, a volta inicialmente prevista foi alterada. Assim e de acordo mútuo, as pedaladas foram por, Caria, Capinha, Peroviseu, Canhoso e Covilhã. Compareceram da esquerda para a direita, Palmeirão, Cavaca, João Rato, Chico Mendes, Nuno, Gabriel Travasso, Steve, Alberto Martins, António Sá, Kevin, Paulo Cruz e Fernando Caetano que chegou um nada atrasado,   Bruno Frnandes juntou-se a nós mais tarde. De registo, mais dois estreantes nas nossas voltas, o Fernando Caetano e o Paulo Cruz, que pessoalmente dou as boas vindas e os parabéns pela forma física como se apresentaram.

 

 

Não são muitos, mas são bons companheiros.

 

João Rato e Kevin, são conformes em caracteristicas ciclísticas, dá gosto vê-los pedalar.

 

 

Palmeirão, Steve e António,,,Caria ao fundo.

 

O nosso estreante Paulo Cruz, as nossas boas vindas e os meus parabéns pela forma com que brilhou, não é para todos com uma bici assim.

 

O outro estreante Fernando Caetano, também as nossas boas vindas, e enquanto houve força não deu uma nega.

 

Próximo de Peraboa.

 

António Sá e Gabriel, resolviam de forma comum, subir a Capinha.

 

Alto da Capinha.

 

Já na Capinha, António aproveita para um ajuste na bici de Steve. 

 

O amigo Bruno Fernandes reaparece, é sempre bem vindo.

 

Subida final,  Souto Alto.

 

[P1240026.JPG]

Eu e Alberto, foto de Alberto

 

Chegada do Grupo, cidade da Covilhã ao fundo. Uma vez mais agradecido por esta manhã desportiva e de convívio mútuo, esta semana com a presença especial de João Rato, Fernando Caetano, Paulo Cruz, Jorge Medeiros e Miguel Galvão. Votos de um bom regresso a Milão para João Rato.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 08:03

Covilhã, Sabugal,,,

Sábado, 23.01.10

Hoje a mítica do Sabugal, em que marcaram presença da esquerda para a direita, Cavaca, João Rato, Simões, Palmeirão, Miguel Galvão, Nuno Marques, Alberto Martins e Jorge Medeiros, que pelas 8h 30m saíram da Senhora do Carmo, (Covilhã) para a mítica e bonita volta do Sabugal. Percorremos 121 km, um total acumulado de 1500 metros e temperaturas muito agradáveis para a época, mínima de 7 graus e máxima 14.

Digno de registo, a vinda de João Rato ontem de Madrid, e dos amigos Galvão e Medeiros que vieram hoje de Seia às 6h 30m, para pedalarem na nossa companhia, é um previlegio que agradecemos,,,um muito obrigado.

 

Mais um estreante nas nossas voltas, o amigo Miguel Galvão, hà 8 dias esteve presente na Covilhã para pedalar na nossa companhia, mas a chuva intensa não consentiu.

 

Outra companhia de que nos orgulhamos, João Rato, bem haja pela tua presença.

 

Como sempre o aquecimento matinal, de mãos dadas com a boa disposição.

 

Alto de Santa Cruz, muito próximo da Guarda.

 

Passagem do Grupo no Alto de Santa Cruz.

 

A sempre bonita, boa e já nostálgica estrada da Guarda para o Sabugal.

 

João Rato nas rotundas do Sabugal.

 

Sabugal à vista.

 

A foto do Grupo nesta bonita Vila de Sabugal.

 

Eu, e Medeiros lá atrás, à saída do Sabugal.

 

Eu e Palmeirão, parabéns João Rato pela foto.

 

Passagem sobre o Rio Zêzere, Ponte Nova já próximo da Covilhã.

 

Chegada ao Refugio, Covilhã,,, fica para a história mais uma manhã memorável de desporto e convívio, obrigado a todos pela vossa presença.

 

AMANHÃ SAÍDA ÁS 8H 30M DO REFUGIO, E SRA DO CARMO ÁS 9 HORAS

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 06:56


Pág. 1/4