Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



De Covilhã, Barragem Idanha e Penamacor...

Sábado, 26.04.08

Hoje pelas 9h, pés nos pedais e lá fui eu rumo à Barragem da Idanha que está situada a 8 km da Vila de Idanha-a-Nova, com origem nos rios Ponsul e Torto, a Barragem da Idanha, também designada por Barragem Marechal Carmona, é um local que merece ser visitado por ciclistas e outros amantes da natureza. Locais por ordem de passagem; Fundão, Vale Prazeres, Orca, S. Miguel de Acha, Proença a Velha, Idanha e Barragem. O regresso foi feito por Idanha a Velha, Medelim, Penamacor, Capinha e Covilhã, totalizando  148 km, uma altimetria de 1802 metros e temperaturas de 32 graus entre Penamacor e Capinha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 08:43

De Covilhã por Lardosa, Penamacor...

Quinta-feira, 24.04.08
Imagem:CTB-lardosa.png
A aldeia de Lardosa, fica bem juntinho à cidade de Castelo Branco, a cerca de 18 Kms a Norte desta, para quem caminha pela velhinha estrada nacional 18 (Castelo Branco - Covilhã), ou agora pela rápida Auto-Estrada A23 (Castelo Branco - Covilhã).
Fácil de encontrar, está coladinha ao maior lago artificial da Beira Baixa, a Barragem da Marateca , habitat natural de várias espécies da nossa fauna e flora desta área da Beira Baixa.
Eu e o nosso amigo Marco Macedo, do Grupo Pedais do Paul, resolvemos dar umas pedaladas por essas zonas. Saímos da Covilhã às 8h 15m, rumo ao Fundão, Alpedrinha, Lardosa, Escalos,Pedrogão,Penamacor, Capinha e Covilhã, totalizando 128 km, uma altimetria de 1365 metros e temperaturas a fezer lembrar o Verão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 22:08

Covilhã, Penamacor, Alcains,,,

Terça-feira, 22.04.08

Saímos do Refúgio pelas 8h 45m eu e Rogério rumo a Peroviseu, Capinha, Penamacor, Escalos, Alcains, Alpedrinha e Covilhã, totalizando 130 km, uma altimetria de 1367 metros e algum vento que prejudica mais do que favorece.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 08:16

De Covilhã a Espanha, (Acebo)

Sábado, 12.04.08

Acebo é um município da Espanha na província de Cáceres, comunidade autónoma da Extremadura, de área 57,20 km² com população de 724 habitantes (2004) e densidade populacional de 12,66 hab/km².

Saímos da Rotunda do Operário(Covilhã) eu e Rogério às 8h rumo ao Canhoso onde Nuno nos esperava. Seguimos depois para Caria, Inguias, Casteleiro, Sabugal, e aqui Nuno regressou à base, Quadrazais, Vale Espinho, Foios, Fronteira, Navasfrias, El Payo, Acebo, Hoyos, Valverde del Fresno, Fronteira, Penamacor, Capinha e Covilhã num total de 210 km, um acomulado de 2900 metros e muito vento a prejudicar nos ultimos 80 km.

Acebo

 

El Payo

 

Image:Hoyos (Caceres).jpg

Hoyos

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 18:26

De Covilhã a Cavaca.

Sábado, 05.04.08

Cavaca localiza-se entre as bacias hidrográficas do rio Vouga e do rio Dão, numa área que se distribui entre os 500 m e os 800 m de altitude. O modelado geomorfológico caracteriza-se por desníveis topográficos pouco acentuados, apesar da rede de drenagem se entalhar segundo vales tectónicos relativamente apertados. É uma região quase exclusivamente constituída por rochas granitóides, submetidas a uma tectónica frágil de orientação NE-SW.

Uma volta inédita e Histórica  à povoação com o meu nome,,,CAVACA.

Localização...40º45`40.57"N

                   7º34`28.94"O

Saímos da Rotunda do Operário às 8h eu e Rogério ao encontro do Nuno que nos fez companhia até à Guarda. Seguimos depois rumo a  Vila F. do Dião, Vila Franca das Naves,Trancoso, Ponte do Abade, Aguiar da Beira, Cavaca, Cortiçada, Eirado, Queiriz, Sobral Pichorro, Fuinhas, Forno Telheiro, Celorico da Beira, Guarda e Covilhã num total de 222 km e uma altimetria de 3350 metros.

( Passagem por Trancoso)

 

(Aguiar da Beira)

 

(Aldeia de Carapito)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 07:11

De Covilhã à Lardosa e Penamacor,,,

Quarta-feira, 02.04.08

A Lardosa é uma das terras da Beira onde melhor se agarra a curva ascencional do progresso da população indígena ao impulso da acção civilizadora do romano conquistador.

O documento de 1264, era de Cezar, não deixa dúvidas no nosso espírito. A Lardosa foi um domínio rural de fundação a perder-se nos primeiros tempos da dominação romana, havendo conservado a sua unidade na barulheira da invasão dos bárbaros até ao desabar do império visigótico, conseguindo depois boiar na anarquia que a invasão árabe trouxe à propriedade rural, encontrando-se no século XIII nas mãos da família Raimundo, que dela fez doação à Ordem do Templo.
Hoje eu e Paulo Pacheco pelas 8h 30m saímos do Refugio pedalando rumo ao Fundão, Alpedrinha, Lardosa, Escalos, S. Miguel de Acha, Pedrogão, Penamacor, Capinha e Covilhã, num total de 130 km, uma altimetria acomulada de 1345 metros e temperaturas a fazer lembrar o Verão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por José Cavaca às 13:37